Conecte-se agora

Rio Acre eleva volume de água ao final do dia marcando 14,87m

Publicado

em

Em apenas 12 horas, o Rio Acre subiu 19 centímetros em Rio Branco. A medição das 18 horas desta sexta-feira, 8, registrou a marca de 14,87 metros, de acordo com dados da Agência Nacional de Águas (ANA).

Em Xapuri, o rio continuou baixando o volume, chegando aos 10,36 metros. Nas cidades de Brasileia e Assis Brasil também foi registrada vazante e as medições do início desta noite indicaram níveis de 4,32 metros em Assis Brasil e 5,97 metros em Brasileia.

O Rio Espalha subiu três centímetros, comparado com a medição das 15 horas de hoje, já o Riozinho do Rola subiu um centímetro e está com 15,21 metros.

A Defesa Civil estima que o rio estabilize nas próximas horas, caso não sejam registradas chuvas nas áreas de cabeceira da bacia.

Os bairros Baixada da Habitasa, Seis de Agosto, Ayrton Senna e Triângulo, primeiros afetados pela enchente do Rio Acre seguem sob monitoramento da Defesa Civil.

Até a manhã desta sexta-feira, o registro oficial indicava que três famílias foram retiradas de seus imóveis na quinta-feira, 7, e abrigadas em casas de parentes. Havia a solicitação para vistoria para avaliação de outros imóveis.

Propaganda

Cotidiano

Previsão é de tempo nublado com chuvas e trovoadas para este sábado na capital

Publicado

em

A previsão meteorológica para este sábado, 14, é de tempo nublado com possibilidade de chuvas, que podem ser intensas, em todas as regiões do Acre. O tempo instável, com muitas nuvens, pode provocar chuvas a qualquer hora do dia. Conforme estudo do portal O Tempo Aqui, há alta probabilidade de chuvas fortes nos municípios.

A umidade do ar mínima, na parte da tarde, varia entre 60 e 80%, no leste e no sul do estado, e entre 65 e 85%, nas demais áreas.

Confira as temperaturas:

– Rio Branco, Senador Guiomard, Bujari e Porto Acre, mínima, entre 21 e 23ºC, e máxima, entre 27 e 29ºC;

– Sena Madureira e Manuel Urbano, mínima, entre 21 e 23ºC, e máxima, entre 27 e 29ºC;

– Brasileia, Epitaciolândia, Assis Brasil, Xapuri e Capixaba, mínima, entre 21 e 23ºC, e máxima, entre 25 e 27ºC;

– Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Rodrigues Alves e Porto Walter, mínima, entre 21 e 23ºC, e máxima, entre 27 e 29ºC;

– Marechal Thaumaturgo e Jordão, mínima, entre 21 e 23ºC, e máxima, entre 27 e 29ºC;

– Tarauacá, Feijó e Santa Rosa do Purus, mínima, entre 21 e 23ºC, e máxima, entre 28 e 30ºC;

– Acrelândia e Plácido de Castro, mínima, entre 21 e 23ºC, e máxima, entre 27 e 29ºC.

Continuar lendo

Cotidiano

Caixa começa a pagar auxílio emergencial a pescador na próxima segunda-feira, 16

Publicado

em

A Caixa começa a pagar, na próxima segunda-feira (16), a primeira parcela do Auxílio Emergencial Pecuniário para os pescadores profissionais artesanais de municípios da costa brasileira afetados pelo derramamento de petróleo. O auxílio emergencial é um benefício financeiro possibilitado pela Medida Provisória (MP) nº 908/2019, editada pelo governo federal no dia 29 de novembro.

Cerca de 65 mil pescadores ativos no Registro Geral da Atividade Pesqueira que tiveram sua atividade profissional prejudicada até a data da edição da MP poderão receber o benefício de R$ 1.996, pago em duas parcelas de R$ 998.

Os pagamentos seguem o calendário de escalonamento dos benefícios sociais, como o Bolsa Família, que estipula o dia do saque conforme o final do Número de Identificação Social (NIS) do beneficiário, conforme a tabela abaixo:

Final do NIS

Data início de pagamento

Finais 1, 2, 3, 4 e 5

16 de dezembro

Final 6

17 de dezembro

Final 7

18 de dezembro

Final 8

19 de dezembro

Final 9

20 de dezembro

Final 0

23 de dezembro

Os trabalhadores poderão sacar os valores utilizando o cartão social em qualquer canal da Caixa, como casas lotéricas, terminais de autoatendimento e correspondentes Caixa Aqui. Quem não tem o cartão poderá sacar em qualquer agência do banco com a apresentação de documento de identificação com foto.

O direito ao recebimento do auxílio emergencial pecuniário não interfere no recebimento de demais benefícios financeiros aos quais o pescador tenha acesso, como o Programa Bolsa Família ou Seguro Defeso, e o saque poderá ser realizado no mesmo momento do pagamento dos demais programas.

A identificação, o registro e a publicação de listagem, em sítio eletrônico, dos municípios atingidos pelas manchas de óleo é realizada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama).

A seleção do público-alvo de pescadores elegíveis ao recebimento do benefício é de responsabilidade do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) que deve ser procurado em caso de dúvidas.

Aos beneficiários, a Caixa disponibiliza atendimento por meio do telefone 0800-726-0207, para informações referentes aos pagamentos.

Continuar lendo
Propaganda
Propaganda

Mais lidas