Conecte-se agora

Acreana está na UTI após acidente em tentativa de roubo no Peru; família pede ajuda

Publicado

em

A acreana Hulda Maciel Góes de Gutiérrez, que mora no Peru com o esposo, sofreu um grave acidente na noite da última quarta-feira, 6, na cidade de Puerto Maldonado, no país vizinho. Segundo a irmã de Hulda, tudo aconteceu quando uma dupla de criminosos em uma motocicleta tentava roubar a bolsa da vítima.

“Ela trafegava em sua motocicleta quando dois homens se aproximaram e tentaram roubar sua bolsa. Por conta da força usada por eles para puxar a bolsa, ela caiu da moto e bateu a cabeça no asfalto”, relata Aquesia Maciel, irmã da vítima.

Hulda Maciel Góes de Gutiérrez, que mora no Peru com o esposo, sofreu um grave acidente na noite da última quarta-feira, 6, na cidade de Puerto Maldonado.

A queda ocasionou um grave ferimento. Hulda Maciel foi levada ao hospital inconsciente, com sangramentos no nariz e ouvido. “Ela passou por uma cirurgia no lobo occipital, ou seja, teve traumatismo craniano e está com edemas na cabeça. Agora, se encontra em coma na Unidade de Pronto Atendimento (UTI), em Puerto Maldonado, e já passou por duas cirurgias. Ela está em estado gravíssimo”, conta a irmã.

As duas cirurgias realizadas no crânio da vítima foram para drenar os coágulos que se formaram em sua cabeça. Hulda também quebrou a clavícula na queda, conforme informações dos familiares.

Descaso

A família lamenta que, até o momento, as autoridades peruanas não têm dado importância para o caso. “Apesar de eu ter esgotado todos os meios para pressionar, para que essa investigação ocorra e chegue aos criminosos, não vemos ação da polícia peruana. Por isso, pedimos, encarecidamente, a divulgação da notícia como forma de pressionar a justiça peruana a investigar o caso e chegar aos suspeitos que tentaram roubar a bolsa da minha irmã e acabaram provocando esse acidente”, conta Aquesia Maciel.

De acordo com a irmã, tal delito, de puxar bolsas, principalmente de mulheres, na cidade do país vizinho é muito comum. No entanto, “as autoridades locais não fazem nada a respeito, não traçam nenhum tipo de estratégia pra combater esse tipo de delito”, garante Maciel.

A equipe de reportagem do ac24Horas entrou em contato com a delegacia de combate a Roubos e Extorsões e foi informada de que esse é o tipo de situação em que a polícia do Acre não tem competência para pressionar as autoridades peruanas, mas que se houver interesse do Governo do Acre em exigir respostas neste caso, este sim poderia se posicionar com todos os respaldos.

O acidente envolvendo a acreana repercutiu em Puerto Maldonado, o vídeo mostrando o momento em que a vítima é socorrida chegou a ser divulgado na TV “Uriol Canal 33”, do país vizinho. O vídeo também foi postado em vários canais de notícias via Facebook, como na página “Serenazgo Puerto Maldonado”, que é bastante acessada na cidade peruana.

“Com a divulgação desse crime ocorrido com minha irmã nos sites e em um veículo acreano, eu posso usá-la pra pedir para os jornais peruanos republicarem, a fim de pressionar a polícia peruana para avançar nas investigações”, destaca Aquesia.

Veja o vídeo do momento em que os socorristas chegaram ao local do acidente:

Propaganda

Cotidiano

Incêndio destrói casa e deixa família sem nada, em Porto Acre; polícia investiga o caso

Publicado

em

Um incêndio de grandes proporções destruiu completamente uma residência localizada no município de Porto Acre. O fogo se alastrou pela casa na madrugada deste sábado, 15, por volta das 03h40 da manhã.

A casa, situada na rua Ulisses Guimarães, no bairro Tancredo Neves, sofreu prejuízo total. Todo o imóvel foi perdido.

Segundo a guarnição do Corpo de Bombeiros que atendeu a ocorrência, a casa era feito de madeira. Os proprietários da residência não estavam no local no momento do incêndio, já que, segundo informações de vizinhos, eles moram em outra localidade.

Todas as paredes foram consumidas pelo fogo, restando apenas o banheiro, construído de alvenaria. No local, os Bombeiros debelaram as chamas e evitaram que o fogo propagasse para residências vizinhas.

A equipe ainda não sabe o que pode ter motivado o incêndio.

Continuar lendo

Cotidiano

Morre em Belo Horizonte, a terceira vítima da explosão de barco em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Antônio José de Oliveira, de 33 anos, morreu hoje no Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, onde estava internado desde que foi transferido de Cruzeiro do Sul.

É a terceira vítima fatal da explosão do barco no dia 7 de junho, que deixou 18 pessoas feridas. O estado de saúde dele era considerado gravíssimo e Antônio não resistiu. Agora a família vai trazer o corpo para o sepultamento em Cruzeiro do Sul.

O estado de saúde do dono do barco, Francisco Luna, que está no mesmo hospital mineiro também é gravíssimo.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.