Conecte-se agora

Rio Acre volta a subir em Rio Branco e Bombeiros estão em alerta

Publicado

em

O nível das águas do Rio Acre segue em constante subida. Na medição feita às 9h desta quinta-feira, 7, o manancial apresentou a marca de 14,30 metros, ultrapassando a cota de transbordo de 14 metros.

Nas ultimas três horas, o Rio Acre já subiu seis centímetros, de acordo com as medições divulgadas pela Agência Nacional de Águas (ANA).

Nas cabeceiras também há registro de elevação no nível do rio. Em Assis Brasil, a medição das 6h indicava a marca de 4,67 metros, já na medição das 9h o manancial registrou nível de 5,01 metros.

Em Brasileia, contudo, há sinais de vazante, com base nas medições das últimas três horas. Às 6h a marca do manancial era de 10,41 metros, às 9h diminuiu para 10,21 metros.

Nas cidades de Xapuri e Capixaba o afluente apresentou elevação nessa última medição divulgada pela Defesa Civil. Em Xapuri o rio está na marca de 11,98 metros e Capixaba marca 11,95 metros.

Os rios Espalha e Riozinho do Rola seguem com elevação de seus níveis e na medição das 9h registraram as marcas de 9,65 metros e 14,87 metros, respectivamente.

Propaganda

Cotidiano

Rio Acre registra subida de 35 centímetros nas últimas 24h na capital e nas cabeceiras

Publicado

em

A Defesa Civil informou na manhã deste domingo, 17, que o nível do Rio Acre registrou elevação de 35 centímetros nas últimas 24 horas, na capital, chegando aos 12,30 metros. Em Assis Brasil e Xapuri, os níveis que chegaram a marca de 5,23 metros e 8,80 metros, respectivamente, segundo medição realizada às 6 horas de hoje.

Em Brasileia, o manancial está com 6,46 metros, baixando pouco mais de um metro, se comparadas as medições de 6h da manhã de sábado e a deste domingo.

O Riozinho do Rola subiu 10 centímetros nas últimas 24 horas e, às 6h da manhã deste domingo, marcou 14,18 metros. O Rio Espalha vazou 15 centímetros de sábado para domingo e na medição de 6h registrou marca de 9,31 metros.

Continuar lendo

Cotidiano

Mulher é presa ao tentar entrar com celular nas partes íntimas, no presídio do Quinari

Publicado

em

A visitante Doralina Alves Santos foi surpreendida, na manhã deste sábado, 16, pelas agentes da Unidade Penitenciária de Senador Guiomard ao tentar entrar na unidade de segurança com um celular nas partes íntimas. Doralina Alves estava indo visitar o marido que cumpre pena naquele presídio.

Para que o aparelho telefônico não fosse detectado pelos detectores de metais, a mulher enrolou o celular em materiais plásticos e papel carbono. Contudo, as estratégias da visitante não foram exitosas e os detectores indicaram a presença de metal na região pélvica.

De acordo com a direção da unidade prisional, durante o procedimento de revista, os detectores de metal dispararam e a visitante demonstrou comportamento suspeito. Diante da atitude, as agentes penitenciárias realizaram a abordagem, momento em que a mulher confessou o crime e recebeu voz de prisão.

Doralina Alves foi encaminhada à Delegacia de Senador Guiomard para registro da ocorrência. A direção da Unidade informou que um procedimento administrativo será instaurado para investigar se o celular seria entregue ao esposo da visitante.

Continuar lendo

Cotidiano

Diretor de Instituto proíbe servidores de estacionar em pátio de repartição pública

Publicado

em

Os servidores do Instituto de Assistência e Inclusão Social (IAIS) estão revoltados e sentindo-se desrespeitados depois que o diretor da unidade, Carlos Gabriel Costa Garcez, proibiu que os trabalhadores estacionassem seus veículos no pátio do local.

Por meio da Circular nº3/2019, o diretor informa que a partir do dia 8 de fevereiro não está permitido estacionar veículos particulares no estacionamento do Instituto.

“Estabelece-se que estacionamento será restrito ao veículos oficiais do IAIS e ISE [Instituto Sócio Educativo], os diretores, chefes de departamento, visitantes oficiais e veículos em serviço de entrega de documentos”, comunica a circular.

A proibição gerou revolta nos servidores do Instituto. “Eu chego cedo todo dia pra cumprir o horário e colocava meu carro dentro do estacionamento. Meu veículo é um bem que comprei com suor, economizando. Agora não posso sequer deixá-lo em segurança dentro do estacionamento do local onde trabalho. É um absurdo”, disse um dos trabalhadores a reportagem do ac24horas.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.