Conecte-se agora

Acre poderá decretar Estado de Emergência devido cheia dos rios

Publicado

em

Uma reunião com todo o secretariado da prefeitura de Cruzeiro do Sul, o prefeito em exercício Zequinha Lima e representantes da Defesa Civil estadual e municipal deixou um alerta no ar. O Acre poderá decretar em breve o estado de emergência devido as cheias das principais calhas hidrográficas acreanas do Juruá, Acre, Purus e Envira.

Segundo o coronel Eden da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros se acontecer de mais de dois municípios sofrerem danos materiais e sociais com as cheias o Estado poderá decretar estado de emergência com a abrangência estadual. Ele esteve recentemente participando de cursos em Porto Velho (RO) e as previsões do Sistema de Proteção da Amazônia (SIPAM) são de mais três meses de muita chuva em todas as bacias do Acre. “São esperadas chuvas acima dos índices previstos nessa época do ano”, afirmou.

O coronel James da Defesa Civil alertou ainda que as cheias se generalizaram em todos os rios do Estado e as imagens de satélite mostram muita precipitação de chuvas para os próximos dias. Também está sendo monitorado toda a região do rio Madeira para prevenir possível isolamento do Acre do resto do Brasil pela BR 364 como aconteceu em cheias anteriores.

Ilderlei e Alan Rick pedem decreto estadual

O prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro e o deputado federal Alan Rick que cumprem agenda oficial nos Estados Unidos telefonaram ao governador Gladson Cameli pedindo a decretação do estado de emergência.

“Estou preocupado com essa situação e já decretamos estado de emergência em Cruzeiro do Sul. Também falei com o governador Gladson Cameli para nos ajudar decretando emergência a nível estadual. O deputado Alan Rick se comprometeu a nos ajudar com o ministro da Casa Civil Onyx Lorenzoni para reconhecer esse decreto e automaticamente nos ajudar com recursos para as famílias desabrigadas. Só em Cruzeiro do Sul já são mais de quatro mil. O ministro Osmar Terra da Cidadania também já foi comunicado. Mas logo teremos esse apoio de Brasília,” disse Ilderlei.

Alan Rick reafirmou a estratégia para minimizar o sofrimento dos desabrigados. “Estamos buscando apoio em Brasília para ajudar as pessoas atingidas pela cheia e assim dar as melhores condições para os municípios atenderem as famílias desabrigadas. Vamos aos ministérios em busca de apoio ao povo de Cruzeiro do Sul,” afirmou o deputado.

Enchente histórica no Juruá

O rio Juruá, em Cruzeiro do Sul, está nesta quinta, 7, com o nível de 13,73 m. A maior cheia aconteceu em 2017 com a marca de 14,24 m. Segundo Lima da Defesa Civil Municipal o rio está subindo cerca de 5 cm a cada três horas. Como nos municípios de Marechal Thaumaturgo e Porto Walter, no Alto Juruá, já houve transbordamento a tendência é esse volume de água chegar rapidamente a Cruzeiro do Sul. Portanto, existem grandes possibilidades do nível da maior cheia ser superada nos próximos dias na bacia do Juruá.

Propaganda

Acre

Ex-prefeito detona “politicagem” na educação em Xapuri

Publicado

em

O sempre polêmico ex-prefeito de Xapuri, Wanderley Viana, usou as redes sociais para denunciar o que chama de politicagem na educação estadual no município de Xapuri.

Segundo Wanderley, por causa da briga política de grupos ligados ao atual governo, a população que precisa de documentos da educação está sendo prejudicado. O motivo, passados quase 4 meses do ano, seria a falta de uma pessoa para a assumir a Coordenação de Registro e Inspeção Escolar, o Corines.

No vídeo, divulgado no Facebook, Viana afirma que a pessoa escolhida pela secretaria estadual de educação para coordenar o Corines no Alto Acre foi rejeitada por um grupo que, segundo as palavras do ex-prefeito, quer transformar a educação em um curral eleitoral.

O indicado para assumir o órgão na região seria o professor com mestrado Edilúcio Siqueira, que confirmou ter recebido a proposta e afirmou não entender o motivo de não ter sido nomeado ainda. “Eu fui convidado antes mesmo de saber quem ficaria na coordenação do núcleo e até fiz estágio no Corines em Rio Branco para aprender como o órgão funciona. Muito estranho a nomeação não ter saído. É que tem um grupo aqui que quer indicar todo mundo para todos os setores em Xapuri”, afirma. Edilúcio.

Apesar de não citar nomes, a reportagem do ac24horas descobriu que o grupo político citado se trata do deputado estadual Antônio Pedro (DEM) e de seu filho Ailson Mendonça, que teve mais de 3 mil votos nas últimas eleições para prefeitura de Xapuri e deve ser mais uma vez candidato ao cargo mais importante no município. Ter o controle das nomeações significa apoios importantes e que podem ser decisivos nas eleições do ano que vem.

Continuar lendo

Acre

Servidores param e limpeza de hospitais pode ser comprometida

Publicado

em

O atraso no pagamento nos salários dos servidores de uma empresa terceirizada que é responsável pela limpeza dos hospitais nos municípios de Xapuri, Brasileia, Assis Brasil, Tarauacá, Cruzeiro do Sul e Senador Guiomard, pode comprometer a higiene nas unidades de saúde.

Ao todo, são cerca de 120 profissionais que convivem com o atraso no recebimento de seus salários e, consequentemente, a dificuldade para pagar as contas e manter as despesas mensais de suas famílias.

Com mais um atraso, já que a Limpacre, empresa responsável pelo serviço de limpeza nos hospitais, ainda não pagou os salários de março, o décimo terceiro do ano passado e já vai vencer o mês de abril, os servidores que fazem a limpeza do Hospital Sansão Gomes em Tarauacá e na Unidade Mista de Saúde de Assis Brasil resolveram cruzar os braços a partir desta segunda-feira, 22. “Nós estamos parados até que paguem nossos salários. Não vamos trabalhar até receber os dois meses. Hoje uma colega estava chorando porque o filho estava pedindo comida e ela não tinha de onde tirar. Isso dói na alma da gente”, afirma uma servidora de Tarauacá que pediu para não ser identificada.

Dênis Solon, sócio proprietário da empresa, afirmou que vai entrar em contato com os servidores das duas unidades de saúde. “A gente entende a situação dos trabalhadores. A empresa não gostaria de atrasar salário nenhum dia. Isso só acontece porque também não recebemos em dia. A informação que temos é que a Secretaria de Saúde vai realizar o pagamento de março até a próxima sexta-feira. Isso acontecendo, automaticamente, os servidores recebem um mês de salário”, afirma.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.