Conecte-se agora

Eleição de Petecão para 1ª secretaria do Senado repercute

Publicado

em

O senador Sérgio Oliveira Petecão (PSD) passa a ser, a partir de agora, o segundo homem mais forte no Senado da República. Ele foi eleito o primeiro secretário da mesa diretora que vai dirigir o Congresso Nacional pelos próximos dois anos. A eleição repercutiu no meio político no Acre.

Qual a importância para o Estado quando os ventos de mudanças estão soprando sobre o Brasil e o Acre? O que Petecão poderá fazer para ajudar o povo acreano?

O ac24horas ouviu a opinião de autoridades do Estado. Sérgio Petecão foi deputado estadual por vários mandatos, deputado federal, senador e senador reeleito nas eleições de 2018.

O VICE GOVERNADOR MAJOR ROCHA – O vice governado major Rocha (PSDB) afirmou que, “já estávamos torcendo muito pelo senador Petecão para que fosse eleito. Ele era da mesa diretora anterior, em um outro cargo, mas na primeira Secretaria vai poder nos ajudar muito”. Disse também que a ida de Petecão para o cargo é muito boa para o governo. “Ele poderá abrir muitas portas. Temos já os três senadores e agora será mais fácil obter recursos do governo federal com ele primeiro secretário”, disse.

SENADOR MÁRCIO BITTAR (MDB) – Na avaliação do senador Márcio Bittar (MDB), mais do que a eleição para a Secretaria, o senador Sérgio Petecão (PSD) foi um dos principais articuladores da eleição do novo presidente Davi Alcolumbre (DEM/AP). Além de reeleger-se o senador Petecão levou o PSD a apoiar Davi. Isso é muito importante para o Acre porque temos um acreano influente na Mesa Diretora e no Congresso Nacional e vai poder ajudar muito o nosso governo. O governo federal vai precisar muito desse Senado, isso é bom para nós.

NICOLAU JUNIOR – O presidente da Assembleia, deputado Nicolau Junior (PP), destacou a importância para o Acre da eleição do senador Petecão (PSD) no comando do Senado juntamente com o novo presidente, Davi Alcolumbre (DEM/AP). Para ele, quem sai ganhando é a população que terá um acreano em um dos cargos mais importantes da república. Ressaltou a ajuda que Petecão e os demais senadores, além da bancada de deputados federais darão ao governador Gladson Cameli (PP) na solução dos graves problemas enfrentados pelo Estado.

DEPUTADO LUÍS GONZAGA (PSDB) – Na opinião do deputado Luís Gonzaga (PSDB) Sergio Petecão é um dos bons políticos do Acre. Ganhou o coração dos acreanos na campanha de reeleição e agora dos senadores em Brasília. “O governo e o povo acreano saem vitoriosos com a ida dele para a primeira secretaria do Senado Federal. Nessa posição ele vai ajudar a abrir portas e trazer soluções para as dificuldades financeiras que o Estado está passando,” disse, salientando que o governador Gladson precisa dele, dos demais senadores, dos deputados federais e estaduais unidos em prol do nosso Acre.

PREFEITO MAZINHO SERAFIM (PSB) – Falando por todos os prefeitos do interior do Acre, o de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB), disse que a eleição de Petecão para a primeira secretaria do Senado é um avanço muito grande para o Acre. “Nós prefeitos do interior contamos com a ajuda dele em Brasília, agora será muito melhor. Será uma grande força para nós que precisamos tanto de apoio”, disse. Segundo ele, o primeiro gabinete a ser visitado para quem vai a Brasília buscar ajuda é o do Petecão: “nos trata com carinho e respeito, até almoço no gabinete ele nos oferece. Para mim, é um grande amigo e o Acre todo sai ganhando”.

EDVALDO DIZ QUE CARGO É CONQUISTA – O líder da oposição no Poder Legislativo, deputado Edvaldo Magalhães (PC do B) foi sucinto na sua avaliação. “É uma grande conquista para o Acre, a presença na Mesa Diretora do Senado em função tão importante sempre ajuda. Parabéns a ele”, declarou.

DEPUTADO ROBERTO DUARTE (MDB) – “Na minha opinião a eleição do nosso senador Petecão é de suma importância para o Estado do Acre; eu me sinto representado, bem como todo o povo do Acre, principalmente nessa importante missão de ser o 1º secretário daquela Casa”, disse o parlamentar do MDB frisando que, “Petecão nos representa muito bem”.

 

 

Propaganda

Acre

Coronel assume subcomando geral do Corpo de Bombeiros no Acre

Publicado

em

O Coronel Charles da Silva Santos assume oficialmente nesta quarta-feira, 21, como subcomandante geral do Corpo de Bombeiros Militar no Acre. A nomeação foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) de hoje. De acordo com o órgão, Santos estava há oito meses como Coordenador Estadual do Fundo de Segurança Pública e Coordenador Operacional do CIOSP da Secretaria de Estado e da Segurança Pública. Ele já foi Comandante Operacional de Rio Branco e do interior e chefiou o gabinete do Comandante-geral.

O novo subcomandante é bacharel em Ciências Contábeis, com pós-graduação em administração pública e Segurança pública. Agora, irá conduzir a corporação ao lado do comandante-geral, Coronel Carlos Batista.

Coronel Charles garante que está preparado para a nova missão. “Darei irrestrito apoio as demandas do Comandante-geral e consequentemente da corporação. Junto com os Oficiais, praças e funcionários civis, faremos uma administração boa para todos, visando nosso público mais importante que é a comunidade acreana”, disse o novo Subcomandante.

Com informações da Assessoria

Continuar lendo

Acre

Gladson Cameli torna sem efeito promoções de PM’s e Bombeiros

Publicado

em

Após a reportagem do ac24horas, na qual o Ministério Público do Acre (MPAC) recomendava a revogação das promoções de agentes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Acre pelo cometimento de ato improbidade administrativa, o governador Gladson Cameli (Progressistas) acatou a recomendação do Ministério Público e tornou sem efeito o Decreto nº 3.161, na manhã desta quarta-feira, 21, por meio do Diário Oficial do Estado do Acre (DOE).

RELEMBRE O CASO – Em suma, o MPAC pedia a revogação das promoções de agentes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Acre e advertia ainda da necessidade de readequação dos gastos com pessoal, uma vez que tal decisão gera impacto nas contas públicas. O MPAC havia estipulado um prazo de 15 dias para manifestação do governador.

Tal decisão, infligiu a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e desconsiderou o que prevê o Artigo 12 do Decreto nº 114/1975, no qual determina que as decisões envolvendo promoções devem se dá “mediante proposta do Comandante Geral da Corporação, ouvido o Estado Maior do Exército, através da IGPM”. Gladson descumpriu e ignorou tal determinação.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.