fbpx
Conecte-se agora

Posse de deputados estaduais faz Assembleia Legislativa parecer casa de gafieira

Publicado

em

FOTO: KENNEDY SANTOS

Quem está fora não entra e quem tá dentro não sai, tal como a casa de gafieira do famoso samba. As galerias, corredores e até os banheiros do Assembleia Legislativa do Acre estão totalmente lotados nesta sexta-feira, 1º , na sessão solene de posse dos novos deputados. Faltam crachás e coletes para a imprensa e até a sonorização pifou na sala da Assessoria de Comunicação.

A tradicional sessão de posse dos deputados é o segundo evento político mais importante do Acre depois da cerimônia de posse do governador. Como também reza a tradição, o governador Gladson Cameli prestigia a sessão como convidado e aproveita para enviar uma mensagem para a população.

A solenidade começou às 10h30 com a participação das cantoras Yvana Pacífico e Luciana Teixeira cantando os hinos brasileiro e acreano, respectivamente, acompanhadas pelo violonista Lindsey Martins.

O presidente da Aleac na gestão anterior, ex-deputado Ney Amorim, não participa da posse. A presidência da Mesa Diretora está sendo ocupada pelo deputado reeleito Manoel Moraes (PSB) e o deputado Jonas Lima (PT) atua como secretário.

Enxugamento da máquina também deverá atingir Aleac

Antes mesmo de ser eleito como presidente da Mesa Diretora da Casa, o deputado Nicolau Júnior (Progressista) já avisava em entrevista coletiva que a partir de segunda-feira, quando começam os trabalhos de fato, vai começar a se inteirar da situação financeira para calcular onde deverá cortar para adequar o orçamento do Legislativo à crise econômica do Estado. De acordo com ele, a meta de sua administração será manter um bom relacionamento com a bancada da oposição e garantir a governabilidade para Gladson Cameli.

Propaganda

Acre 01

Polícia Federal diz que não arrombou porta da prefeitura de Cruzeiro do Sul durante operação

Publicado

em

O discurso inflamado do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, em praça pública nessa segunda, 17, afirmou que ele iria acionar a justiça para que a Polícia Federal repare o dano ao patrimônio público, referindo-se a um arrombamento da porta da prefeitura. A Polícia Federal respondeu ao prefeito por meio de uma nota de esclarecimento nesta terça-feira (18).

Na nota, a Polícia Federal cita que não arrombou a porta e que repôs a fechadura retirada para a entrada dos policiais que cumpriram mandado de busca e apreensão no local.

Veja a nota na íntegra:

Em referência ao pronunciamento do prefeito de Cruzeiro do Sul Ilderlei Cordeiro, em praça pública no dia 17/02/2020, de que a Polícia Federal teria “arrombado a porta da Prefeitura”, informamos que:

1) A ordem judicial de mandado de busca e apreensão foi cumprida no estrito rigor artigo 245 do Código de Processo Penal;

2) Apesar de haver vigia no local da busca e apreensão, o mesmo não possuía a chave para abrir a porta;

3) Em nenhum momento houve o arrombamento, mas foram retiradas as dobradiças da porta de entrada, fato este acompanhado por duas testemunhas.

4) Ao final do procedimento de busca e apreensão as dobradiças foram recolocadas, não havendo nenhum prejuízo ao órgão público.

5) A Polícia Federal reitera seu compromisso, como polícia republicana, de trabalhar de forma isenta, discreta e apartidária, nos estritos limites da lei.

Na Operação Presságio, ocorrida na última sexta-feira, 14, foram presas 6 pessoas, incluindo a irmã do prefeito e ex-chefe de gabinete Idelcleide Cordeiro, acusada de ser a operadora de um esquema que teria desviado recursos federais por meio da ONG CBCN.

Continuar lendo

Acre 01

“Nicolau disse com todas as letras que há desrespeito no governo”, diz Edvaldo

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa na sessão desta terça-feira, 18, para enaltecer o discurso do presidente da Casa, feito na última quinta-feira, quando Nicolau Júnior (Progressistas) disse que Gladson Cameli precisa mostrar quem manda sem eu governo.

“Acredito que nenhum deputado havia presenciado desde que foi eleito um discurso tanto incisivo. O senhor disse com todas as letras que há um desrespeito generalizado da equipe do governo. Com todas as vírgulas e os pontos, o senhor disse que o governador precisava dizer quem mandava no governo”, afirma.

Edvaldo lembrou que o discurso foi feito não por um parlamentar da oposição, mas pelo presidente da Aleac. “Esse discurso não foi feito por empolgado adversário do governo. Quem fez foi o presidente da Aleac, aliado do governador. Ninguém aqui pode dizer que tá tudo normal depois disso, que não há turbulência. Naquele dia o senhor reassumiu a presidência dessa casa”, disse o comunista.

O parlamentar afirmou que mesmo com o desabafo feito por Nicolau Júnior, o governo continua agindo de forma respeitosa com a casa. “Não deu nem 48 horas do desabafo do presidente, vejo o anúncio da versão 3.0 do Pró-Saúde anunciado pelo governo sem ser discutido com os parlamentares. Pelo jeito, esse banzeiro vai aumentar”, disse, se referindo a relação com o poder legislativo.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Leia Também

Mais lidas