Conecte-se agora

Empresariado teme discurso de falência e alerta “falta de dinheiro”

Publicado

em

Parte dos empresários do Acre está ao mesmo tempo confiante e temerosos com o andamento da economia local no primeiro semestre de 2019 e demonstra preocupação com uma possível “falta de dinheiro na praça”.

Essas informações estão contidas na pesquisa divulgada nesta segunda-feira (28) pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas Empresariais do Acre (Ifepac), órgão da Federação do Comércio do Estado do Acre. Para elaborar os questionários, 61 empresários foram entrevistados.

A falta de dinheiro na praça viria da “precariedade financeira amplamente anunciada pelo Governo do Estado”. Além disso, o empresariado acreano elenca o elevado nível de endividamento da população já observado pelo mercado. “Outro aspecto de ameaça é o desemprego, que além de tudo, contribui para o aumento do ´comércio informal´, prejudicando assim, a atividade formal submetida à uma exorbitante carga fiscal e outros encargos incidentes sobre o funcionamento de empresa organizada”, diz a pesquisa.

No geral no entanto, os empresários acreanos tem pensamento positivo com o 1º semestre deste ano. Dos que esperam boas vendas no primeiro semestre de 2019, 65% acreditam em contribuição positiva da parte do governo de Gladson Cameli para o aquecimento do mercado. Apenas 16% trabalham com expectativa negativa, e 10% não se manifestaram quanto a este aspecto.

Empresa acreana tem medo da chegada de grandes empreendimentos

A pesquisa da Fecomércio mostra algo como xenofobia e protecionismo ao mercado por parte das empresas acreanas: “O estímulo à instalação de empreendimentos comerciais do varejo de grande porte no mercado de Rio Branco é uma ameaça para a maioria dos estabelecimentos em funcionamento, classificados como micro e pequenas empresas. Para 38,3% dos empresários, o grande empreendimento comercial tem a capacidade de atrair mais clientes, deixando assim, os micros e pequenos estabelecimentos em situação desfavorável de mercado. Outros 18,3% demonstram ´ciência´ de que o grande empreendimento comercial tem infinita condição de ´promoções de vendas´ em condições mais vantajosa que o micro e pequeno empreendimento”, diz a Fecomércio.

Saiba mais sobre a pesquisa da Fecomércio:  http://www.fecomercioacre.com.br/noticias/empresarios-acreanos-estao-positivos-com-primeiro-semestre-de-2019

Propaganda

Acre

Acidente com ônibus na BR-364 deixa várias pessoas feridas

Publicado

em

Um ônibus capotou na BR-364 na madrugada de sábado, 15. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista do ônibus da empresa Eucatur perdeu o controle e capotou com o veículo, caindo em uma ribanceira.

O ônibus trefegava entre os municípios de Cacoal (RO) e Presidente Médici (RO).

A Polícia Rodoviária Federal precisou interditar a estrada para que fosse prestado socorro às vítimas. Pelo menos treze feridos foram levados em ambulâncias para o hospital, alguns estavam em estado de saúde gravíssimo.

Continuar lendo

Acre

Funcionário da Amazongás é esmagado por carreta na Via Verde

Publicado

em

Um grave acidente tirou a vida do trabalhador da Amazongás, Raimundo Nonato, na noite desta sexta-feira (14), na Via Verde, na BR-364, em Rio Branco.

De acordo com informações da Polícia, Raimundo havia saído do trabalho e seguia na sua motocicleta Honda Pop de Placa MZW-3316 na Via Verde no sentido segundo distrito-primeiro distrito quando foi atropelado por um caminhão bitrem carregado de toras de madeira que trasitava no mesmo sentido. Raimundo foi arrastado por cerca de 200 metros debaixo do caminhão. O corpo ficou dilacerado e os membros ficaram exposto na via.

O motorista do caminhão ao perceber o ocorrido, parou o veículo e quando saiu da cabine encontrou somente a metade do corpo de Raimundo na roda traseira do caminhão bitrem. O condutor permaneceu no local, fez o teste do bafômetro e deu negativo. Em seguida foi conduzido a Delegacia de Flagrantes (Defla) para prestar esclarecimentos.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada e isolou a área para os trabalhos dos peritos em criminalística.

O Corpo de Bombeiro esteve no local e ajudou na retirada do cadáver debaixo do caminhão. Em seguida o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os devidos procedimentos.

Segundo a PRF, somente após sair o resultado da perícia e que vai poder saber quem estava certo ou errado no acidente.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.