fbpx
Conecte-se agora

Ribamar: “sem a reforma o 13º salário não seria pago”

Publicado

em

O Chefe do Gabinete Civil, Ribamar Trindade, revelou ontem numa breve conversa com este colunista que, a prioridade do governador Gladson Cameli neste momento é a folha de pagamento, para que não venha sofrer atraso. Depois de solucionado é que o governo partirá para a se ater a outros débitos. Sobre as nomeações dos indicados para ocupar as CECs e FGs, que são cargos de confiança, enfatizou que, os primeiros atos começarão a ser publicados a partir do final do mês. Ribamar lembra que o Estado só vai conseguir pagar a dívida do 13º salário deixada pelo ex-governador Tião Viana por causa da Reforma Administrativa autorizada pelo governador Gladson, acabando com o gigantismo da máquina estatal. Sem isso não haveria como, assegura. Descarta completamente mandar um novo projeto reduzindo o número de cargos de confiança. – O corte que tinha que ser feito, já ficou de bom tamanho, diminuir mais criaria problemas de governabilidade, pontuou Ribamar. O pagamento das indenizações dos secretários e comissionados do governo anterior ainda nem entrou em pauta para definir as datas de quitação, porque está sendo feita uma checagem caso e caso pela equipe econômica. Acerca das tão debatidas “assessorias especiais”, Ribamar falou que a nomeação ou não das dez vagas é critério pessoal do governador, a quem caberá a decisão.

MOVIMENTO QUE MERECE APOIO

Há um movimento para que o abandonado estádio Arena da Floresta venha a ser chamado de “Campos Pereira”. Não conheço ninguém nas quatro últimas décadas que trabalhou tanto pelo esporte do que o Campito. Desde já, me engajo na defesa da mudança do nome. Tudo a ver.

É PARA VALER

Conversei ontem com uma liderança do PSDB sobre a eleição para a PMRB e veio no tom de que, é necessário que o professor Minoru Kinpara passe pelo natural período de quarentena após uma campanha. “Mas é para valer, tem tudo para ser nosso candidato”, completou.

PRIMEIRA GRANDE OBRA

Recebo uma postagem da secretária de Turismo, Eliane Sinhasique, fazendo a entrega de 80 bules – aqueles mesmo de colocar café – ao secretário de Educação, Mauro Sérgio. Chamou atenção os sorrisos estampados nos rostos, como se comemorassem a entrega de uma grande obra.

NÃO SERÁ POR ISSO

Não será por falta de bules para colocar o café nosso de cada dia que as novas gestões da Educação e Turismo não vão decolar. Espera-se para muito breve, nova entrega pela secretária de Turismo de pacotes de café. E uma terceira etapa para a entrega do açúcar. E viva p café!

CAPÍTULOS DE BAIXARIA

A novela que tem como principais atores o prefeito Mazinho Serafim (MDB) e o deputado Géhlen Diniz (PROGRESSISTAS), numa briga que escancarou e é o assunto dos comentários políticos em Sena Madureira, lamentavelmente, entrou para o terreno das acusações pessoais.

BRIGA DE DOIS TURRÕES

Esta é uma briga de dois turrões e que disputam o mesmo espaço político: Sena Madureira.

CENTRAL DE APANIGUADOS

O governo não perderá nada com o fechamento da Representação do Acre, em Brasília, que na verdade funcionava como um repositório para beneficiar os amigos dos que estavam no poder. Hoje se resolve quase tudo de forma online.

DELÍCIAS DE PORTUGAL

O ex-vice-prefeito de Senador Guiomard, Judson Costa, renunciou ao mandato, mas não esquentou a cabeça, arrumou a mala e foi passar uma temporada e curtir as delícias de Portugal. Um bacalhau à Gomes de Sá e um bom vinho do Porto, afinal, ninguém é de ferro.

FRIALE VÊ NUVENS NEGRAS

O bruxo do clima, Friale, já prevê que teremos este ano uma grande alagação do Rio Acre. Tomara que o Friale esteja errado, porque as cheias só causam prejuízos aos mais pobres.

CRIMES ELEITORAIS IDÊNTICOS

A vereadora Lucila Bruneta (PROGRESSISTAS), dificilmente, não deixará de ter o seu mandato cassado, como foi o colega Marivaldo Melo (PROGRESSISTAS), por decisão do TRE-AC. Ambos cometeram crime de infidelidade partidária ao deixarem o MDB para entrar no partido PROGRESSISTAS. O julgamento de Brunetta deve acontecer, no retorno do TRE do recesso.

FOI MUITO AMADORISMO

Marivaldo Melo e Lucila Brunetta, vão ficar sem mandatos pelo mais puro amadorismo, sabiam que o mandato pertence ao partido e o MDB não iria deixar barato e sem pedir as suas cassações na justiça por infidelidade partidária. O TRE só está cumprindo a legislação.

MEXE NA COMPOSIÇÃO

As duas cassações vão mexer na composição da Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul.

DEVAGAR COM O ANDOR

O diretor do IMAC, André Hassem, tem de ir devagar com o andor de promessas aos madeireiros, porque o santo é de barro e há uma legislação a ser cumprida. Se for pela via das facilidades logo teremos uma floresta no chão. O MP é sempre atento às questões ambientais.

MATEUS, PRIMEIRO OS MEUS!

A nova coordenadora do Núcleo de Educação de Brasiléia, Silvia Soares Pacheco, como primeira providência levou para trabalhar com ela, o tio Deuzimar Soares Pacheco, o “Deuzinho”, como chefe do transporte escolar. É a velha história: Mateus, primeiro os meus!

GUARDA-ROUPA PERDIDO

Um amigo do mesmo, contou ontem que, depois da nomeação como diretor da FUNTAC, o Roxinho, teve que trocar o guarda-roupa para um número maior, devido os quilos extras, adquiridos nos banquetes com camarão, lagosta, filé, vinhos de safra especial, que lhe são oferecidos pelos que querem a sua mão amiga, final, virou autoridade.

ORDEM NA CASA

E tem mais: o novo manda-chuva da FUNTAC, Pádua Bruzugu, proibiu que se use a alcunha “Roxinho” na repartição. É para chamar “Diretor Júlio César”, ou recebe um enquadramento.

“ESTÁ MUITO BEM”

Toda vez que se refere à gestão da prefeita Socorro Neri, o vice-governador Major Rocha, não deixa de comentar que considera que até aqui a sua ação administrativa vem sendo positiva. É uma opinião que tem um maior peso por não vir de um aliado da prefeita, por isso, insuspeito.

FICA SEM LIDERANÇA

Caso mais à frente a prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem, venha deixar o PT e disputar a reeleição por outra sigla, o partido ficará sem um nome de peso para o jogo. Pelo fato de não acreditar que a deputada Leila Galvão (PT), que é uma liderança forte, venha a se queimar entrando na disputa da prefeitura para agradar o PT. Tem que ser sábia e esperar 2022.

FOI UMA ALIANÇA DE INTERESSES

O presidente do PT, Cesário Braga, repetiu na sua declaração ao ac24horas, o que sempre externei neste espaço: de que a FPA acabou com a derrota na última eleição, e que a aliança nunca foi programática, mas eleitoreira. Acrescento: era uma aliança toma lá e dá cá.

REALIDADE POLÍTICA

Com a derrota fragorosa na eleição passada, acabou a FPA. A Frente Popular do Acre, que foi sustentada pelo governador Jorge Viana, Binho Marques e Tião Viana só se manteve pela doação cargos aos seus dirigentes ou afilhados no governo, acabaram os cargos e acabou a aliança. Esta é a realidade política. Foi sempre uma aliança eleitoreira.

GRANDE ESGOTO A CÉU ABERTO

Ao longo do “Canal da Maternidade” o ar é de um total abandono, com esgoto transbordando, mato, lâmpadas queimadas, assim como nos demais logradouros do Estado. Se for levar para o lado urbanístico sério, o “Canal da Maternidade” sempre foi um grande esgoto a céu aberto.

NÃO TEM PARA ONDE SE VIRAR

Na nova composição política que os dirigentes do PT pretendem montar para as disputas das prefeituras, na verdade, na forma programática, só vai contar com o antigo aliado, o PCdoB, com o qual sempre teve uma relação entre tapas e beijos. Mas se sempre se acertaram.

QUANTO MAIS CABRITO, MAIS CABRA

Caso a prefeita Socorro Neri dê uma boa deslanchada na recuperação da cidade, mantenha a sua aura de não permitir nada errado e não transformar a PMRB num cabide de emprego, ela entra no jogo com chance. Principalmente, se tiver este monte de candidatos que se fala.

ENXUGANDO GELO

Anunciar que se apreendeu 10, 20, 100 celulares no presídio “Fernando de Oliveira Conde” é como enxugar gelo, se não for descoberto e barrado o esquema de entrada dos aparelhos. Sem colaboração interna ou se não houver frouxidão nas revistas, não há como entrar celular.

REI DAS NOMEAÇÕES

Ontem, um grupo de deputados antigos reclamava das “benesses” do governo ao novato deputado Neném (SD), por ter colocado amigos em postos chaves da administração. E que, ele indica petistas. Perguntaram, o que achava? Fui curto: “por mim, pode indicar o Carioca, o Cesário, o Pelezinho e se o Gladson nomear, problema de ambos com aliados da campanha”.

TUDO QUE NÃO PODE ACONTECER

Para o governador Gladson Cameli e para a prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, tudo o que não pode acontecer para piorar ainda mais o quadro de finanças é uma cheia de grandes proporções do Rio Acre, este ano, como já está se prevendo. São recursos extras para atender as famílias desalojadas, e tudo que é gasto na manutenção em abrigos, o governo federal quando ajuda, não cobre nem a metade do que foi usado pela PMRB e Governo. Sem falar que o governo estadual e a prefeitura andam sem caixa extra.

Propaganda

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas