Conecte-se agora

Mazinho denuncia Gerlen no MP por prática de nepotismo

Publicado

em

O prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB), que na semana rompeu com o governador Gladson Cameli (Progressistas) ao não ter seus pedidos de indicação de cargos do governo no município atendidos, e declarou que seria oposição, resolveu abrir mais um impasse, envolvendo o seu rival político, o deputado Gerlen Diniz.

De acordo com o Mazinho, um ofício foi enviado ao Ministério Público cobrando providências responsabilizando o deputado Gerlen, pelo ato “nepotismo cruzado”. Segundo ele, o parlamentar teria utilizado de sua influência política para nomear seu irmão e sua cunhada como membros da guarda militar do governador, “retirando do pequeno efetivo de Sena Madureira dois policiais militares”, salientou o prefeito, que enfatizou que o teor da situação se encontra publicado na edição diário oficial do Estado do dia 10 de janeiro de 2019.

“Tendo uma de suas metas como gestor o apoio à Segurança Pública e aos serviços desempenhados pelo Comando do 8º BPM, afirmo que a retirada teve fins Politiqueiro de dois membros da corporação, parentes do deputado e afetou o trabalho voltado à população, reduzindo ainda mais o efetivo e abrindo espaço para o aumento da marginalidade”, explica o prefeito em uma publicação em sua página no facebook.

Segundo o prefeito, com muito esforço e apoio da Prefeitura Municipal, foi conquistado e pactuado um Convêncio para incentivar a Polícia Militar no desenvolvimento de suas atividades, reflexo disso é a redução da criminalidade e ocorrências de homicídios.

“É dever de todo político, escolhido pelo voto, velar pela legalidade de seus atos, o que não foi observado pelo então deputado que de forma escusa intermediou a retirada de seus parentes para atender interesses próprios junto ao Governo do Estado”, acusou Mazinho.

O ac24horas procurou o deputado Gerlen Diniz para comentar a situação, mas até o fechamento desta matéria, ele não atendeu nenhuma de nossas ligações.

O governo do Acre, por meio do porta-voz, Rogério Wenceslau, informou que o efetivo da PM tem milhares de homens, “é simples substituir dois militares, seja onde for, aí o prefeito Mazinho deu uma forçada de barra”, comentou.

Questionado se os militares citados serão substituídos, Wenceslau disse que não podia garantir tal ato. “Tenho que checar com a PM, mas o rodízio de militares em todas as unidades é rotina”.

Propaganda

Destaque 6

Ao lado do General Jesus, Mara participa da posse de superintendente do Incra/Acre

Publicado

em

Na manhã desta quarta-feira (21), a deputada federal Mara Rocha (PSDB/AC) participou da cerimônia de posse do Dr. Sérgio Bayum, que assumiu a Superintendência do Instituto Nacional de Colonização e Regularização Fundiária – INCRA no Acre.

Mara Rocha, que indicou o advogado para o cargo, comentou sobre suas expectativas para o INCRA: “Estou confiante que a gestão do Dr. Sérgio Bayum à frente do INCRA será muito importante para o Acre. Ele está focado na titulação dos assentados. A regularização dos proprietários elevará a nossa produção rural, pois os produtores estarão regularizados e poderão buscar fontes de financiamento para incrementar a produção”.

Sérgio Bayum afirmou que irá priorizar a regularização e, para tanto, estabelecerá diálogo com diversos entes do Estado: “Vou buscar as prefeituras, que conhecem os assentamentos, e vamos estabelecer um diálogo e metas. Espero, ao final do primeiro ano de trabalho, aumentar substancialmente o número de terras regularizadas no Acre”.

“Entendo ser fundamental que o superintendente do INCRA no Acre esteja em sintonia com as metas estabelecidas pelo Governo Federal, que já criou uma força-tarefa para trabalhar as regularização. Os produtores rurais precisam dessa segurança jurídica para produzir e gerar emprego e renda”, finalizou Mara Rocha.

Após a solenidade de posse, Mara Rocha e o novo Superintendente se reuniram com o Presidente do INCRA para tratar sobre projetos de fomento para os assentamentos no Acre.

Continuar lendo

Destaque 6

Governo diz que homicídios caíram mais de 35% no Acre em 2019

Publicado

em

O Governo do Acre está divulgando gráfico que mostra redução de 34,95% na taxa de homicídios no Acre entre janeiro de agosto deste ano na comparação com o mesmo período de 2018. No ano passado foram registrados 281 homicídios e em 2019, 180.

A Secretaria de Segurança Pública tem comemorado os números mas pede cautela, reconhecendo a dificuldade em enfrentar a criminalidade e oferecer a prometida sensação de segurança aos moradores.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.