Conecte-se agora

Jovem é morto a facadas dentro de casa e na frente da avó; polícia investiga o caso

Publicado

em

Um crime bárbaro aconteceu na noite desta sexta-feira, dia 11, em Rio Branco: o jovem Alessandro Marçal, de 19 anos, foi morto dentro de casa e na frente da avó, à facadas. O homicídio foi na Rua da Paz, no Montanhês, parte alta da cidade. A família está apavorada com o crime.

Segundo a avó da vítima, em relato à polícia, o rapaz estava dormindo quando os bandidos entraram na casa e o agrediram. Uma das perfurações foi no pescoço e o rapaz sangrou até a morte.

O caso foi registrado na Delegacia de Homicídios e vai ser investigado. A avó, transtornada, foi quem chamou pelo socorro, através do 190. O nome da idosa não foi divulgado.

Propaganda

Cotidiano

Investigação de caso de bebê que morreu por broncoaspiração já ouviu 20 pessoas

Publicado

em

A investigação da Polícia Civil já ouviu 20 pessoas próximas aos pais do bebê Maria Cecília, de apenas dois meses, morto no dia 8 de março por insuficiência respiratória após tomar duas mamadeiras de leite artificial. A mãe da criança, enfermeira Micilene Souza acusa o pai, o policial federal Dheymerson Cavalcante de premeditar a morte da filha.

O caso é investigado pela Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), sob o comando do delegado Martin Hessel. O policial federal nega as acusações.

“Minhas manifestações serão quando finalizar. Não posso dizer quem foi ouvido, são testemunhas e estamos buscando pessoas que sabem sobre o relacionamento dos dois. Conforme vai aparecendo mais alguém, vamos ouvindo e colocando no inquérito para chegar em uma conclusão no final”, disse Hessel ao G1.

O delegado complementou dizendo que ainda não recebeu os laudos periciais e nem o exame de DNA feito para saber se o policial é o mesmo o pai do bebê. “Ainda está no prazo, mas estão correndo para finalizar e não deram o dia para entregar”, avaliou. O resultado do exame de DNA deve sair no dia dia 7 abril.

A criança nasceu prematura e chegou a ficar na UTI. Micilene disse que a bebê não conseguia mamar e que teve alergia a todos os leites artificiais. A mãe afirmou que sempre mandava informações e vídeos para o suposto pai e avó da criança.

Na primeira audiência, no início de março, sobre a pensão de alimentos gravídicos, Micilene afirmou que o policial não foi e que a advogada dele disse que ele estava disposto a pagar pelo DNA.

Ela contou que no primeiro momento não quis ir a Rio Branco com medo do que o homem pudesse fazer com ela e a criança.

“Eu sentia que ele ia matar a mim, ou minha filha. Bloqueei ele e a mãe dele, e ele mandou mensagem para minha irmã pedindo que eu não fizesse isso. Já à noite, eu decidi ir pra fazer o DNA. Quando cheguei em Rio Branco, tudo eu filmava, porque lá no fundo eu sabia que ele ia fazer alguma coisa com a gente”, afirmou na época.

Continuar lendo

Cotidiano

Prefeitura oferece 30 bolsas de R$ 500 para estudantes carentes do ensino médio

Publicado

em

A Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco publicou na edição desta segunda-feira, 25, Processo Seletivo Simplificado para contratação de bolsistas para atuarem juntamente com a equipe da Vigilância em Saúde, com o objetivo de desenvolverem as atividades educativas e lúdicas que contemplem temas como: saúde sexual e reprodutiva; protagonismo juvenil; equidade de gênero; cultura de paz e preconceito.

O Processo Seletivo Simplificado que será feito por Análise da Documentação de Inscrição, Entrevista Individual e Curso de Formação Inicial. O certame destina-se a selecionar candidatos com idade entre 15 e 29 anos, cursando ou matriculado nas duas primeiras séries do Ensino Médio da rede pública de ensino de Rio Branco. Além disso, o candidato deverá apresentar cadastro Social emitido pela Secretaria de Cidadania e Assistência Social- CRAS. Serão 30 bolsas e o valor de remuneração mensal será de R$ 500,00.

O pagamento da bolsa acontecerá entre o 5º ao 10º dia útil do mês subsequente desde que estes estejam em conformidade com as exigências contratuais e que não haja fator impeditivo e está condicionado à apresentação da frequência no Projeto Quero a Vida, Declaração de Frequência Escolar e Relatório de Atividades de cada Bolsista.

As inscrições deverão ser realizadas na Coordenadoria de Vigilância em Saúde localizada na Avenida Ceará nº 3.188 – Abraão Alab – Rio Branco, Ac. CEP: 69.918-111, telefone 3227-3165; e na Direção das Escolas Públicas de Ensino Médio (Escola Lourival Pinho, Colégio Acreano, Colégio Barão do Rio Branco, Escola José Rodrigues Leite, Escola Clicia Gadelha, Escola Glória Pres, Escola Lourenço Filho, Colégio Armando Nogueira, João Aguiar, Escola Henrique Lima, Escola Heloisa Mourão Marques, Escola José Ribamar Batista, Escola Raimundo Pará, Escola Leôncio de Carvalho e Escola Sebastião Pedrosa) a partir desta segunda-feira, 25, até o dia 29 de março das 8 às 12hrs e das 14 às 17 hrs.

O candidato deverá apresentar, em envelope lacrado, os seguintes documentos:

no momento da inscrição: Ficha de Inscrição devidamente preenchida (impressa ou em letra de forma) e assinada pelo candidato

Cópia da Cédula de Identidade (RG) ou outro documento válido com foto;

Cópia da Cédula de Identidade CPF;

Cópia do comprovante de endereço atualizado;

Declaração de Matrícula Escolar;

Cadastro Social emitido pela Secretaria de Cidadania e Assistência

Social- CRAS.

Em caso de alunos menores de 18 (dezoito) anos os pais ou responsáveis devem assinar o Termo de Autorização que compõe a Ficha de Inscrição. Candidatos portadores de algum tipo de deficiência deverão informar no ato da inscrição, podendo ser necessária apresentação de laudo médico a qualquer tempo. A documentação relativa à inscrição será recebida mediante protocolo de entrega, onde constará a data e horário da entrega. Os envelopes que não possuírem toda documentação exigida serão automaticamente desclassificados.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.