Conecte-se agora

Gladson se reúne com Marcos Rocha para parcerias entre AC e RO para agronegócio

Publicado

em

O governador do Acre, Gladson Cameli (PP), se reuniu no início da noite desta sexta-feira (11) com o seu colega de Rondônia, Marcos Rocha (PSL). O encontro teve como objetivo tratar de parcerias entre os dois estados para as políticas de desenvolvimento rural, com foco no agronegócio.

Gladson e Rocha se encontraram na sede do governo rondoniense, estando acompanhados de seus respectivos secretários de Agricultura. Ele também participou da primeira rodada de negócios para a produção de grãos entre Acre e Rondônia

O governador acreano quer usar o modelo adotado por Rondônia nos últimos anos que alavancou a economia rural. O estado vizinho figura hoje nas primeiras posições no país quando o assunto é produção de grãos e criação de animais.

Além da agenda com membros do governo, Gladson Cameli terá encontro com empresários do agronegócio para convidá-los a investir no Acre. De acordo com Gladson Cameli, já há oito grandes grupos interessados na compra de terras no Acre.

Entre eles está o Grupo Amaggi, que tem entre os acionistas majoritários a família do ex-ministro da Agricultura Blairo Maggi, e quer comprar 20 mil hectares de terra no estado.

Neste sábado (12), ele terá agenda na Fazenda Céu Azul, no município de Cujubim (distante 220 km de Porto Velho). O objetivo é conhecer a experiência do empreendimento na produção agropecuária.

Propaganda

Cotidiano

Ageac assume desafio pela reestruturação e expansão dos serviços de regulação

Publicado

em

Samuel Bryan/Secom

A Agência Reguladora dos Serviços Públicos do Acre (Ageac) se prepara para nesta nova gestão se reestruturar e conseguir expandir seus serviços de fiscalização em todo o Estado nos órgãos que prestam funções importantes dentro do segmento econômico e social.

No Acre, a Agência Reguladora do Estado controla e fiscaliza os serviços prestados nos âmbitos de saneamento público, abastecimento energético e transporte público e intermunicipal.

Segundo a presidente da Ageac, Mayara Lima, o desafio agora é que a Agência passe por uma completa reestruturação, com um aumento de parcerias, principalmente dentro do próprio governo estadual, já que os serviços prestados também incluem os contratos do Estado nos três segmentos.

“Nosso primeiro passo é estruturar a Agência. Para se fazer convênios com as agências reguladoras nacionais são necessários passos técnicos rigorosos e não é fácil. São gargalos e objetivos muito maiores e pra isso precisamos estruturar a nossa agência a nível de Estado, como estrutura e corpo profissional”, conta a presidente.

Atuação pela eficiência

Responsável por fiscalizar todos os contratos energéticos de órgãos públicos estaduais, a Ageac conseguiu só em 2017 uma economia de R$ 10 milhões no pagamento de dívidas acumuladas. A busca do órgão por uma parceria com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) também é primordial, com um convênio que pode chegar a R$ 5 milhões.

Na área de saneamento básico, a parceria da Ageac com o Depasa trabalhará principalmente no equilíbrio da receita do órgão. Além disso, nos próximos dias, uma campanha conjunta começará contra o desperdício de água tratada na capital, que chega a números alarmantes.

Já na área de transporte intermunicipal, a Agência seguirá com uma parceria entre o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), o Departamento de Estradas de Rodagem (Deracre), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a RBTrans na fiscalização dos veículos autorizados a fazer linhas de transporte, inclusive intermunicipal, as famosas ‘lotações’.

A presidente

Mayara Lima é a nova presidente da Ageac. Advogada formada pela Universidade Federal de Rondônia (Unir), ela já atuou na Agência e contribuiu para a regularização de seus serviços por meio de projetos de lei.

Trabalhou por doze anos em um escritório de advocacia e aceitou o convite do governador Gladson Cameli para voltar ao órgão.

Continuar lendo

Cotidiano

Cliente que teve capacete furtado deve receber R$ 1.000,00 de indenização

Publicado

em

O 2º Juizado Especial Cível da Comarca de Rio Branco deferiu o pedido de uma mulher, que teve o capacete furtado dentro de estacionamento do Via Verde Shopping, em Rio Branco.

A empresa responsável pelo estacionamento do shopping deve pagar indenização no valor de R$ 1 mil à parte autora pelos danos morais. Contudo, da decisão ainda cabe recurso.

Decisão

O juiz de Direito Matias Mamed, titular da unidade judiciária, assinalou que a requerente comprovou ter estacionado sua motocicleta no referido estabelecimento, apresentando o comprovante e o pagamento deste.

Apesar de a reclamada ter contestado a falta de comprovação da ocorrência da subtração do objeto no referido local, também não apresentou imagens do videomonitoramento, desta forma, ela não se desincumbiu do ônus do evento danoso.

O magistrado apontou a ocorrência de descaso no atendimento ao consumidor e confirmou a responsabilidade da empresa, enfatizando que a punição tem o intuito de evitar a repetição desse tipo de fato no local.

Continuar lendo

Cotidiano

Prefeitura de Rio Branco vai ampliar Telecentros de Inclusão Digital

Publicado

em

Em 2018, o Telecentro da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia) formou 266 alunos no Curso de Operador de Computador com ênfase em educação ambiental. Em 2019, as turmas serão ampliadas. O anúncio foi feito pela secretária de Meio Ambiente, Paola Daniel, durante a certificação da última turma do ano passado, realizada nesta quarta-feira, 23, na sede da Semeia, no Horto Florestal.

A ampliação será possível por meio da parceria entre Prefeitura e o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia. A ideia, segundo Paola, é ampliar o número de alunos e turmas no Telecentro do Horto e abrir novas turmas no parque Chico Mendes, atendendo a comunidade daquela regional. “Os cursos abrem portas no mercado de trabalho e possibilitam novos conhecimentos e oportunidades para as pessoas”, explica.

O titular da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia, Anderson Lima, que compareceu à certificação dos alunos do Telecentro do Horto nesta quarta-feira, afirma que “a parceria que vem dando bons resultados e com certeza, será fortalecida. Vamos alcançar mais alunos”.

Cursos de 45 dias

Os cursos de operador de computador são ofertados pela Prefeitura por meio da Semeia, em parceria com o governo, têm duração de 45 dias. A Semeia oferece 30 vagas pela manhã e 30 à tarde, no Telecentro do Horto.

A professora de língua portuguesa e espanhol, Naires Oliveira, concluiu o curso e foi certificada nesta quarta-feira. Ela conta que agora não será mais dependente do filho para o uso do computador e poderá melhorar o conteúdo das aulas que dá. “Agora vou poder pesquisar, enriquecer mais minhas aulas, tornando-as mais atrativas para os alunos”.

A estudante Rafaelli Santos, de 14 anos, mora na área rural, na Estrada Apolônio Sales, mesmo assim, não faltou um dia do curso. Ela acredita que “de agora em diante, vou melhorar meus trabalhos de aula”, conclui.

Viés ambiental

O diferencial do curso de informática ministrado pela Semeia é o viés ambiental. Além das aulas do dia a dia no Telecentro, os alunos também participam de oficinas de reciclagem e artesanato, palestras e idas aos parques ambientais da cidade. “Eles saem daqui com o conhecimento sobre informática e ao mesmo tempo, a gente desperta neles, esse interesse pelos temas ambientais. Eles se tornam multiplicadores das orientações e cuidados com o meio ambiente em suas escolas, localidades e comunidades”, explica a secretária Municipal de Meio Ambiente, Paola Daniel.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.