Conecte-se agora

Com ordem de pente-fino, nomeações desaceleram no governo Gladson Cameli

Publicado

em

Após a determinação do governador Gladson Cameli (Progressistas) de que todos os nomes indicados pelos partidos para ocupar espaços no segundo escalão passem por uma verdadeira “devassa jurídica”, o ritmo de acomodação de aliados, cujos decretos com as nomeações são publicados no Diário Oficial, diminuiu de forma significativa.

Na edição desta sexta-feira (11), por exemplo, não houve a publicação de decretos assinados por Gladson abrigando correligionários em cargos nas autarquias, fundações ou empresas estatais. Os únicos atos do governador foram nomear o novo subcomandante do Corpo de Bombeiros e a coordenadora da Casa Civil.

Com a operação pente-fino, o Palácio Rio Branco espera evitar que pessoas com problemas atuais com a Justiça, ou que tenham sofrido algum tipo de condenação por crimes de improbidade administrativa, sejam nomeadas.

Outra ordem dada pelo governador é que a vida partidária pregressa dos indicados também passe pelo escrutínio da Casa Civil. Com isso, o progressista quer diminuir os reclames de petização em seu governo; ou seja, de pessoas que ocuparam cargos importantes nas gestões passadas do PT – sendo filiadas a algum dos partidos da Frente Popular – e que sobreviveram na nova administração estadual.

Porém, o que mais incomoda o governador é a presença de pessoas com a ficha-suja ocupando cargos de direção.

Desde o início da semana, reportagens do ac24horas mostraram que ao menos três nomes indicados pelos partidos aliados para compor o segundo escalão de Gladson Cameli enfrentam ou já enfrentaram problemas com a Justiça: Alércio Dias (Acreprevidência), André Hassem (Imac) e James Gomes, nomeado para cargo na Casa Civil.

Os casos têm causado constrangimentos políticos para o recém-empossado chefe do Palácio Rio Branco. Em seus dois discursos de posse no dia 1º de janeiro, Gladson Cameli afirmou que não aceitaria casos de corrupção e falcatruas no governo. Essa também foi uma de suas principais promessas de campanha em 2018.

Propaganda

Acre 01

Após queixas na rede social, bandeira do Acre é trocada no Pavilhão da Gameleira

Publicado

em

Após queixas de moradores, a bandeira do Acre no mastro da Gameleira foi reposta pelo Governo do Acre. Imagens do mastro sem a bandeira viralizaram nas redes sociais com cobranças aos responsáveis. O governo diz que a bandeira havia sido removida para se efetuar a troca porque a antiga estava velha e mantê-la seria desleixo da parte do poder público.

Continuar lendo

Acre 01

Marcus Viana diz que vai dar expediente na Secretaria de Obras e Infraestrutura

Publicado

em

O engenheiro civil Marcus Viana, ex-prefeito de Rio Branco, negou nesta terça-feira, dia 15, que vai trabalhar no Tribunal de Justiça do Acre, para evitar relação com o Poder Executivo, administrado pelo opositor dele, Gladson Cameli, que o venceu nas urnas em outubro passado. Os rumores tomaram conta das redes sociais.

“Vou me apresentar para trabalhar e cumprir meu expediente. Todas as funções que exerci até hoje, fiz com zelo e tenho muita gratidão por tudo. Eu teria sido o primeiro a saber. E como estou de férias, os comentários sobre isso são totalmente desnecessários no momento”, disse o ex-prefeito a um site local.

Segundo o petista, ele se encontra em período de férias, e deve retornar em fevereiro ao serviço. O Tribunal de Justiça do Acre também já chegou a negar que Marcus Viana fará parte do quadro de profissionais que administrarão o Poder Judiciário na próxima gestão.

Marcus é engenheiro do Acre, concursado há 11 anos, e atualmente está lotado na Secretaria de Obras e Infraestrutura (SEINFRA). Viana concorreu ao cargo de governador do Acre, mas ficou em segundo na corrida pelo Palácio Rio Branco, deixando a vitória a Cameli.

Continuar lendo

Acre 01

MPAC solicita apuração célere da morte de jovem em acidente aquático no rio Acre

Publicado

em

A procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), Kátia Rejane de Araújo Rodrigues, solicitou à Secretaria de Estado de Polícia Civil, nesta segunda-feira, 14, a apuração célere e transparente acerca da colisão entre motos aquáticas que teve uma mulher como vítima fatal no último sábado, 12, nas águas do Rio Acre.

Segundo informações, a vítima, Maicline Borges da Costa, de 26 anos, que teve uma das pernas dilacerada na colisão, chegou a ser levada para o Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), mas veio a óbito horas depois.

“Também colocamos toda a nossa estrutura do Centro de Atendimento à Vítima (CAV, órgão do MPAC responsável pelo acolhimento da Mulher Vítima de violência) à disposição da família para que seja prestado todo o atendimento necessário nesse momento”, informou a procuradora-geral de Justiça que designará uma equipe do CAV para acompanhar a família.

Ana Paula Pojo – Agência de Notícias do MPAC

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Leia Também

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.