Conecte-se agora

Empresa envolvida em suposto esquema que prendeu André Maia quer devolver R$ 200 mil

Publicado

em

A empresa Marka Comércio que é investigada e teve bens bloqueados pelo desembargador-relator Laudivon Nogueira, do Tribunal de Justiça do Acre -TJAC, durante os desdobramentos da Operação Sarcófago, da Polícia Federal, quer devolver mais de R$ 200 mil aos cofres do município de Senador Guiomard.

Em um documento encaminhado a Judson Costa, que até semana passada era prefeito da cidade no lugar de André Maia, impedido de assumir o cargo por estar preso, a empresa reconhece os erros e atesta a existência de crime praticado em relação ao sobrepreço de alguns medicamentos vendidos a prefeitura.

“A exemplo dos acordos que esta empresa já realizou com os municípios de Feijó, Brasiléia e Tarauacá, no início de 2018, juntando nos respectivos processos no Tribunal de Contas do Estado e carreados agora para medida cautelar número 0100463-19.2018.8.01.0000, que corre no Tribunal Pleno Jurisdicional do Tribunal de Justiça do Ace, que tem como relator o senhor Desembargador Laudivon Nogueira, indagamos de vossa excelência do interesse de realizar também o mesmo acordo, mediante o qual a empresa Marka Comércio Eireli, compromete-se a entregar ao ente público em quantidades mensais de medicamentos nos valores considerados com sobrepreço pelo TCE/AC, em referida Ata de Registro, que levou a celebração do contrato entre o município e a empresa Marka LTDA”, diz trecho do comunicado.

A Marka Comércio teve licitações suspensas pelo Tribunal de Contas do Acre. No caso da Prefeitura do Quinari, a empresa teve bens bloqueados e dinheiro apreendido na operação Sarcófago.

Ao tomar conhecimento da proposta de acordo, o atual prefeito da cidade, Gilson da Funerária (Progressistas) determinou que a procuradoria jurídica adote as medidas inerentes à devolução dos valores aos cofres municipais. De acordo com José Everaldo, novo procurador do município, tais fatos atestam o procedimento fraudulento denunciado pela Polícia Federal.

Propaganda

Destaque 2

Rocha garante apoio à empresários para instalação de Porto Seco em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Reunido com empresários de Cruzeiro do Sul, na sede da centenária Associação Comercial do Alto Juruá, o vice-governador Major Rocha, disse a eles, que deverá ser instalado na cidade, um Porto Seco, possibilitando exportações e importações com o Peru.

Os empresários esperam que a continuidade da BR-364 rumo à Pucalpa no Peru, possibilite bons negócios para a região. Para isso, é necessário o serviço de alfandegamento, para o desembaraço de mercadorias, que poderá ser feito no Porto Seco. Assem Cameli, presidente da Associação Comercial, cita o exemplo da batata consumida na cidade, que é trazida de São Paulo, em percurso de mais de quatro mil km. ” E podemos trazer batata aqui de Pucalpa no Peru, há menos de 200 km daqui”

A deputada Mara Rocha, que é da Comissão Brasil Peru, da Câmara Federal, vai mobilizar a Bancada Federal Acreana, no sentido de agilizar a instalação do Porto Seco. “Acredito que toda a nossa bancada vai se empenhar nisso”, declarou Mara.

O deputado tucano Luís Gonzaga lembra que o momento político é apropriado para a execução, “já que o governador e o presidente da Assembléia Legislativa do Acre são cruzeirenses e o governo do Acre está alinhado com o governo federal no objetivo da continuidade da BR-364 por Pucalpa”.

Outra demanda dos empresários cruzeirenses, encampada pelo vice governador, foi da expansão do prazo do Refis em até 120 meses com juros e multas variando entre 5 e 10%. Assem Cameli diz que “só assim nós empresários poderemos respirar um pouco, voltar a crescer e desenvolver a economia local”.

Rocha assegurou aos empresários, ser aliado deles também nesse pleito. “Vamos esmiuçar esse assunto junto à equipe econômica do governo. Mas o governador Gladson Cameli e eu, temos a clareza de que é necessário destravar a economia acreana. Sou aliado dos que geram riqueza, emprego e renda”, assegurou Rocha aos empresários, lembrando que o governo acreano tem dividas que vão até 2048, somando mais de R$ 600 milhões. “Só o BNDES nos cobra uma dívida de R$ 100 milhões, mas vamos superar essas dificuldades e crescer novamente’, conclui Rocha.

A agenda de Rocha no Juruá teve ainda visita ao Lar Vicentino, à Delegacia da cidade e reunião com professores do IFAC, onde o tema foi o agronegócio.

A visita do vice-governador, deputada federal Mara Rocha e deputado estadual Luís Gonzaga, ao Vale do Juruá, prossegue ainda por Rodrigues Alves e Porto Walter.

Continuar lendo

Acre 01

Bebê de oito meses vítima de explosão de barco em Cruzeiro do Sul, morre no Hospital da Criança

Publicado

em

Iohana Silva, de oito meses de idade, que estava internada na UTI do Hospital da Criança, em Rio Branco, morreu agora há pouco na unidade hospitalar. A menina foi a primeira vítima da explosão a ser levada para a capital, já no dia seguinte da tragédia.

A tia de Iohana, Isabel Silva dos Santos, que seguiu viagem com a menina, diz que os médicos aguardavam que Iohana pudesse ser transferida para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, onde o pai dela, Valdir Torquato, está internado em estado grave, mas a menina não resistiu.

A mãe de Iohana, Marluce Silva, morreu esta semana e os meninos, de 13 e 4 estão em Cruzeiro do Sul, na casa do pai deles, ex-marido de Marluce.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.