Conecte-se agora

Em agenda externa, Gladson Cameli busca investidores para ‘rondonizar’ Acre

Publicado

em

Na tentativa de fazer cumprir sua principal promessa de campanha em 2018, de abrir o Acre para o agronegócio, o governador Gladson Cameli (Progressistas) terá agenda sexta (11) e sábado (12) em Rondônia para consolidar negociações com investidores interessados em plantar soja e outros grãos em terras acreanas.

A busca por grandes empresários do agronegócio para aplicar parte de seus recursos no Acre passou a ser quase a pauta número um do novo governador. Gladson, que já tem bom trânsito no meio empresarial por conta do histórico familiar, oferece como principal garantia a segurança jurídica de que eles terão ao investir no Acre.

De acordo com Gladson Cameli, já há oito grandes grupos interessados na compra de terras no Acre. Entre eles está o Grupo Amaggi, que tem entre os acionistas majoritários a família do ex-ministro da Agricultura Blairo Maggi, e quer comprar 20 mil hectares de terra no estado.

Por segurança jurídica entende-se a não atuação rigorosa dos órgãos de controle ambiental do estado. Estes órgãos, por sinal, passaram a ser controlados por pessoas ligadas ao setor rural e sem a mínima experiência com o meio ambiente.

Este investimento pesado do agronegócio no Acre – sobretudo no plantio de soja – ganhou o nome de “rondonização”, numa referência ao estado vizinho, uma das principais potências no país na economia rural. Tal prática nunca foi bem vista pelos governos petistas, que enxergam no agronegócio um vetor para o aumento do desmatamento e a degradação ambiental.

Em Porto Velho, na sexta, Gladson Cameli terá reunião com o governador de Rondônia, Marcos Rocha. O progressista estará acompanhado de seu secretário de Agricultura, Paulo Wadt, “importado” de Rondônia. Wadt tem sido um dos principais interlocutores com o empresariado rural rondoniense interessado em investir no Acre.

Gladson Cameli participará da primeira rodada de negócios para a produção de grãos entre Acre e Rondônia. No sábado, ele terá agenda na Fazenda Céu Azul, no município de Cujubim (distante 220 km de Porto Velho). O objetivo é conhecer a experiência do empreendimento na produção agropecuária.

Propaganda

Cotidiano

PSD deseja Fernanda Hassem em seus quadros, mas nega negociação

Publicado

em

O PSD do senador Sérgio Petecão não abriu negociação com os prefeitos Tião Flores (PSB) e Fernanda Hassem (PT) para que os dois se filiem ao partido. “A visita que a nossa deputada Mafisa Petecão fez a prefeita Fernanda foi apenas institucional, mas gostaríamos sim de ter a prefeita Fernanda em nossos quadros, seria muito bom”, disse Solino Matos.

Segundo ele, o PSD começa a partir de março um processo de reestruturação e todo o interior do Estado. Tem como objetivo a preparação para as eleições do ano que vem quando candidatos a prefeito e a vereador serão lançados. “Nossa chapa de vereador em Rio Branco está sendo bem articulada, já temos nomes bons e competitivos para a disputa”, explicou.

Continuar lendo

Cotidiano

Família procura por idoso que desapareceu no Rio Japiim, no município de Mâncio Lima

Publicado

em

PORTO DO RIO JAPIM EM MÂNCIO LIMA - Imagem Ilustrativa

A família de José Franessi de Souza, está realizando buscas para localizar o paredeiro do pescador que desapareceu na última quinta-feira, dia 10, no Rio Japiim, em Mâncio Lima, no interior do Acre.

Segundo a filha do pescador, Maria Francilene, o pai saiu para pescar com um sobrinho e na sexta-feira, dia 11, o sobrinho retornou, mas o pai não. “Ele foi pescar com esse meu primo, na sexta meu primo voltou e ele disse que ia ficar, mas não voltou até agora”, afirmou.

Familiares saíram em busca de Souza e encontraram a canoa com todos os pertences abandonada. “Achamos só a canoa, então não sabemos se ele caiu na água, se foi levado, não sabemos de nada”, afirmou.

Francilene afirmou que o Corpo de Bombeiros realizou uma busca muito superficial. “Foi uma busca muito superficial que não durou nem 2 horas e agora nós que estamos fazendo porque ninguém ajuda”, destacou.

Continuar lendo

Cotidiano

Jovem recrutada por aplicativo de mensagem é presa com 8 kg de drogas na BR-317

Publicado

em

A Polícia Rodoviária Federal prendeu uma jovem de 18 anos, transportando oito quilos de cocaína em um táxi que fazia o trecho Brasileia-Rio Banco, pela BR-317. A moça mora em Juazeiro, na Bahia, e a droga seria entregue em Porto Velho. Aos policiais, ela relatou que receberia R$ 6 mil pelo transporte e que recebeu a proposta via aplicativo de mensagem, possivelmente o WhatsApp.

Em razão do nervosismo apresentado pela jovem, os policiais verificaram sua bagagem e localizaram dentro de uma das bolsas, oito invólucros no formato de barra e, no teste inicial, a substância foi confirmada ser cocaína.

“A jovem informou que estava há 6 dias no Acre e pegou os 8 Kg da droga na rodoviária de Brasileia, no início da noite (dia 14), e que seu destino final seria a capital rondoniense, onde entregaria a mercadoria a uma pessoa na rodoviária. Foi dado voz de prisão à passageira e a mesma foi conduzida juntamente com a droga e seus pertences, dentre os quais quase R$ 1,8 mil em espécie, para a Delegacia de Polícia Civil de Xapuri para os procedimentos pertinentes”, disse a PRF.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Leia Também

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.