Conecte-se agora

Com efetivo reduzido, PM coloca quase 70 homens à disposição de gabinete de Gladson

Publicado

em

O Gabinete Militar terá à sua disposição 68 policiais que vão cuidar da segurança do governador Gladson Cameli (Progressistas), do vice Major Rocha (PSDB) e da estrutura da Casa Civil. O número chama a atenção por a falta de efetivo ser hoje um dos principais problemas enfrentados pela Polícia Militar.

Uma das consequências dessa disponibilidade de quase 70 policiais agregados ao Gabinete Militar será menos agentes realizando o policiamento ostensivo nas ruas da capital, num dos momentos de maior violência vivida pela população.

O grande número de policiais retirados dos quartéis para cuidar da segurança do governo era uma das principais críticas da antiga oposição e hoje situação. O discurso era de que, enquanto a sociedade padecia com a insegurança, os governadores petistas tinham a sua disposição dezenas de policiais para proteção particular.

Sobre o decreto, o Porta-voz do governo, jornalista Rogério Venceslau, informou que os militares estão lotados para atender todas as demandas de segurança do gabinete e das autoridades. “ Veja que por lei essas autoridades precisam ter segurança 24 horas, e os policiais trabalham em escala de plantão, se revezando nos respectivos expedientes, então nem todos vão estar simultaneamente na mesma hora e local trabalhando”, disse.

Venceslau disse ainda que o governador e vice tem famílias, que por lei também são obrigadas a ter segurança, como a primeira-dama.

 

 

 

Propaganda

Cotidiano

Acreana que afirmou que “não receberia ordens de um nego” é condenada

Publicado

em

Membros da 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais da Comarca de Rio Branco mantiveram condenação de uma mulher, que proferiu ofensa racista contra enfermeiro, a pagar R$800 de indenização por danos morais para o profissional, que havia pedido a justiça indenização de R$ 10 mil

A apelante entrou com o Recurso Inominado pedindo reforma da sentença emitida pelo 1º Juizado Especial Cível da Comarca de Rio Branco, que a condenou por ter dito ao enfermeiro que “não receberia ordens de um nego”. Conforme os autos, a mulher acompanhava a mãe que estava internada em uma unidade hospitalar, quando proferiu a ofensa racista contra o profissional.

Na decisão, o juiz-relator do caso, José Augusto, observou ter comprovação do fato e reprovou a situação. “Situação vexatória, ocorrida no ambiente de trabalho do recorrido, com testemunha dos fatos. Ofensa moral notória. Valor arbitrado que não merece modificação e até modesto, para atender à função pedagógico-sancionatória do instituto”.

Por isso, o magistrado votou por negar o pedido da apelante e esta decisão foi seguida, à unanimidade, por todos os juízes de Direito que participaram do julgamento do recurso, José Wagner e Maha Mansfi.

Continuar lendo

Destaque 4

Estudantes ribeirinhos perdem aula por falta de barqueiro, no município de Porto Acre

Publicado

em

Ao menos 20 estudantes da rede estadual de ensino no Acre, que residem em comunidades ribeirinhas como o Seringal Bom Destino, situado nas entranhas do município de Porto Acre, estão perdendo aula desde o início do ano letivo por falta de um barqueiro contratado para fazer o transporte desses alunos.

As aulas começaram no último dia 18 de março. Não bastassem as dificuldades que esses alunos têm de enfrentar para estudar – percorrendo quase três horas de barco, saindo de casa na madrugada e só retornando no final da tarde – pais e estudantes agora estão preocupados com o andamento do calendário escolar.

“A gente tem medo de eles não conseguirem acompanhar o aprendizado dos alunos que moram na cidade”, lamentou Leia da Silva, mãe de três adolescentes que necessitam do transporte para frequentar a escola.

O que diz a SEE

Ao ac24horas, a Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esporte do Acre informou que o transporte dos alunos ribeirinhos ficava a cargo da Prefeitura, pois havia alunos tanto do município quanto do estado necessitados do barco.

Porém, em 2019, segundo a secretaria, não há mais alunos do município e por isso não estava havendo transporte.

“O represente do Núcleo da SEE no município já fez contato com a prefeitura de lá e ficou acordado que a partir de amanhã – terça-feira, 26, o transporte será retomado e ficará garantido pela prefeitura até que a SEE realize processo licitatório e assuma essa demanda”, garantiu a secretaria através de sua assessoria.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.