Conecte-se agora

Sabenauto, concessionária Chevrolet no Acre, lança “Breca Varejo”

Publicado

em

A Sabenauto, concessionária Chevrolet no Acre, apresenta nos dias 10 a 12 de janeiro, uma das maiores promoções que vão facilitar a aquisição do seu carro novo em 2019, por meio de mais uma edição da sua tradicional ação “Breca Varejo”, fechando as portas da concessionária da marca com o objetivo de reabri-las com excelentes promoções e condições de financiamento especiais.

“Estamos garantindo ao consumidor as melhores condições para quem quer adquirir um Chevrolet zero quilômetro com vantagens e descontos realmente especiais”, explica Thales Gomes, gerente de vendas da Sabenauto, empresa ligada ao Grupo Bennesby que já atua há 50 anos no Acre.

A loja que fica na Avenida Chico Mendes irá disponibilizar também para os clientes a linha Premium da marca trazendo designer moderno, segurança e alta tecnologia.

Propaganda

Destaque 3

Acre está próximo de ter alíquota de 18% no ICMS do carro mas não há confirmação oficial

Publicado

em

O Acre e pelo menos outros quatro Estados (Amapá, Alagoas, Pernambuco e Sergipe) deverão receber um aumento na alíquota de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para veículos.

Em todos os estados da união, o ICMS representa 12% do valor dos veículos. Porém, com o fim do convênio com o Conselho Nacional de Política Fazendária, os estados podem agora alterar a alíquota do ICMS, o que prejudicará milhares de consumidores. Apesar de ter manifestado interesse, o governo do Acre ainda não confirmou o aumento. A alíquota pode chegar a 18%

Continuar lendo

Destaque 6

Energia solar avança e chega às aldeias e fazendas do Acre

Publicado

em

A energia solar fotovoltaica está mudando a paisagem da Região Norte. Painéis fotovoltaicos instalados nos telhados de residências, hotéis, frigoríficos, restaurantes, supermercados e propriedades rurais estão se tornando cada vez mais comuns. A empresa Sisasolar Sistemas Solares Alternativos, criada há cerca de cinco anos em Rio Branco, está contribuindo com esta transformação. Nesse período, instalou cerca de 2 mil painéis fotovoltaicos na capital e no interior acreano.

Segundo nota divulgada nesta segunda-feira (14) a empresa já implantou painéis fotovoltaicos em 15 aldeias indígenas: na aldeia Puchuã , foram 40 painéis e 40 baterias que são usados no processamento de coco e açaí; na terra dos Ashaninka, os peixes são guardados em freezers do supermercado ecológico, que os comercializa. Nas fazendas do Acre, a energia fotovoltaica bombeia água para as caixas d’água e viabiliza diversas atividades. Uma fábrica de gelo está economizando 70% de energia.

O sistema fotovoltaico para uma família com quatro pessoas custa atualmente cerca de R$ 12 mil, que podem ser parcelados em 6 vezes ou financiado pelo Banco Santander (taxa de juros mensal de 0,99%), em até 36 meses. O valor da parcela é o mesmo de uma conta de energia, argumenta. O investimento é pago em 3,5 anos, e a partir daí, o custo de energia será zero, durante mais de 20 anos. No primeiro ano, a manutenção do sistema é feita gratuitamente pela empresa, e nos demais, dependerá apenas de uma limpeza anual dos painéis.

Continuar lendo

Destaque 7

MPAC e Procon investigarão processo de distribuição de combustíveis até os postos

Publicado

em

Uma reunião entre o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) e o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) foi realizada, nesta segunda-feira (14), para alinhar os resultados dos trabalhos realizados na apuração das margens de preço de combustíveis praticada no mercado acreano.

O encontro ocorreu na Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor e reuniu a promotora Alessandra Garcia Marques, titular da promotoria, e a diretora do Proncon/Acre, Fran Britto Gomes.

Dentre as constatações preliminares deste trabalho, desenvolvido desde antes da crise dos combustíveis decorrente da greve dos caminhoneiros ocorrida em 2018, está a descaracterização jurídica da prática de cartel por parte dos postos, já que a variação de preço é perceptível de um estabelecimento para outro.

“Pelo que apuramos até agora, o problema, efetivamente, não é a margem de preço que os postos praticam, pois, de acordo com as tabelas, a margem não está abusiva. O problema é o que acontece antes disso, na distribuição do combustível”, explica Alessandra Marques.

Sendo assim, o MPAC e o Procon, a partir de agora, darão continuidade ao trabalho, mediante suas respectivas atribuições legais de zelar pela proteção do consumidor, apurando a participação, no mercado, das distribuidoras no processo da cadeia produtiva, que se estende desde as refinarias aos postos de combustíveis até chegar ao consumidor.

Segundo MPAC e Procon, é notório os sucessivos aumentos e reduções do preço dos combustíveis nos postos em Rio Branco. Todavia, o consumidor acreano tem presenciado uma das mais consideráveis quedas no preço dos combustíveis, desde que a Petrobrás anunciou mudança na política de preço, que é vinculada ao mercado internacional e à alta do dólar.

Nos próximos dias, a Promotoria do Consumidor e o Procon divulgarão uma nota conjunta à sociedade com o resultado fundamentado do trabalho do setor técnico do MPAC na questão e de como foram efetuadas as pesquisas de preço desde as altas de 2018 até as recentes quedas dos valores nos postos.

Também discorrerão sobre a criação de um aplicativo destinado ao consumidor, para o devido acompanhamento, pelo celular, dos preços atualizados nos postos de combustíveis, para que, assim, possa escolher o mais barato, incentivando a concorrência de mercado.

André Ricardo – Agência de Notícias do MPAC

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Leia Também

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.