Conecte-se agora

A nossa estrada

Publicado

em

JORGE VIANA: UM MANDATO A SERVIÇO DO ACRE

QUESTÕES ESTRATÉGICAS PARA O ACRE

Jorge Viana

Duvido que exista um só acreano que ainda não tenha escutado a frase, repetida por várias gerações, “a BR-364 é a estrada da integração”. De fato, durante muitos anos, Cruzeiro do Sul e todo o vale do Juruá ficaram separadas de Rio Branco e todo o vale do Purus. Vários governos começaram prometendo pavimentar a estrada e terminaram entregando-a nas mesmas condições ou piores. Por isso, quando fui governador, fiz todo o possível para que a estrada ficasse aberta ao tráfego durante todo o ano, mesmo nos meses de chuva, e investi recursos do próprio estado para fortalecer a parceria com o governo federal na pavimentação e manutenção da estrada. O esforço foi bem sucedido e as coisas começaram a andar.

Mas na região amazônica não basta pavimentar; é necessário investir muitos recursos na manutenção. Por isso o trabalho de fiscalização, acompanhamento e constante pressão sobre o governo federal é uma obrigação dos parlamentares acreanos no Congresso Nacional, que devem entender a importância da estrada para tudo: serviços de educação e saúde, transporte da produção, abastecimento dos municípios.

Mantive essa fiscalização no Senado, sem descanso. Acho que sou conhecido até pelos funcionários encarregados da limpeza e do café no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e nos outros órgãos responsáveis pela manutenção das estradas federais, entre elas a BR-364 e a BR-317, que integram o território acreano.

Foram inúmeras visitas, audiências, reuniões, pronunciamentos na tribuna e na imprensa. Percorri toda a extensão na BR-364 entre Rio Branco e Cruzeiro do Sul, junto com minha equipe de assessoria, fotografando os principais trechos e problemas. Levei o relatório para Brasília para subsidiar tecnicamente nossas reivindicações. Procurei puxar toda a bancada do Acre para esse trabalho. Este ano, conseguimos liberar em torno de R$ 100 milhões para a manutenção da estrada.

Mas o inverno amazônico está forte, com toda a chuva que Deus nos dá, e no próximo ano vamos precisar de mais recursos e mais trabalho. Em Brasília, é necessário que se escute a voz dos taxistas, dos caminhoneiros, do pessoal que opera as linhas de ônibus, das empresas, dos trabalhadores, das comunidades que vivem às margens das estradas, de todo o povo acreano.

A BR 364 ainda é uma luta constante pela integração do Acre em si mesmo e ao Brasil.

Propaganda

Acre

Mulher morre em avião da Latam que saiu de Rio Branco para Brasília

Publicado

em

A LATAM confirmou, a morte de uma passageira do voo LA3183, que decolou de Rio Branco com destino à Brasília na madrugada desta segunda-feira, 18.

Sebastiana Mendes Oliveira teve um mau súbito e, mesmo a aeronave tendo retornado à capital acreana para que ela recebesse atendimento, não resistiu, vindo a óbito.

A empresa aérea afirmou que se solidariza com a família e que presta toda assistência aos familiares.

Os demais passageiros tiverem seu voo remarcado para o início da madrugada desta terça-feira.
Confira abaixo a nota da LATAM enviada a reportagem do ac24horas. 

“A LATAM Airlines Brasil informa que o voo LA3183 (Rio Branco – Brasília), que decolou às 2h15* de hoje (18), retornou para o aeroporto de origem, pousando às 3h39*, para que uma passageira recebesse atendimento médico. A companhia se sensibiliza com o ocorrido e informa que está prestando toda a assistência necessária aos familiares da passageira.

A LATAM esclarece ainda que está prestando a assistência necessária aos passageiros e informa que o voo foi reprogramado para amanhã (19) sob número LA 9000, com previsão para decolar às 3h50*.”
*horário de Brasília

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.