Conecte-se agora

A internet e o serviço de telefonia

Publicado

em

JORGE VIANA: UM MANDATO A SERVIÇO DO ACRE

QUESTÕES ESTRATÉGICAS PARA O ACRE

Jorge Viana

Quem não der importância à internet vai ficar estacionado no século passado. O desempenho e a capacidade de dar respostas às demandas da sociedade colocam a todos na dependência da internet: governos e instituições públicas, empresas, organizações civis, a sociedade em geral. No Acre, temos que lutar para garantir à população um acesso de qualidade à internet e aos modernos serviços de telecomunicações hoje disponíveis no planeta.

As grandes corporações de telecomunicação só querem atender a lugares que geram lucros fáceis. Lugares com infraestrutura e grande concentração populacional. Não é o caso de nossa região, nem mesmo nas capitais e cidades maiores, quanto mais nas pequenas vilas e comunidades na floresta ou nas margens dos rios e estradas. Em Rio Branco, sofremos com apagões constantes porque existem apenas duas linhas de cabo de fibra ótica. Os prejuízos sociais e econômicos são incalculáveis.

Quando assumi o governo do Estado, vinte anos atrás, o mundo ainda não dispunha de toda a tecnologia dos dias atuais. A internet dava seus primeiros passos e os celulares eram apenas telefones móveis, nem se imaginava a quantidade de serviços que poderiam prestar no futuro. A TV Aldeia era apenas uma retransmissora da programação gerada no Rio e São Paulo, e estava tão sucateada que seu sinal mal alcançava o centro da capital. As rádios oficias eram as Difusoras de Rio Branco, Xapuri, Sena e Brasiléia e também estavam em péssimas condições de funcionamento. Quatro anos depois, a TV Aldeia e as rádios FM estavam em todos os municípios com uma programação local capaz de integrar e valorizar a identidade regional. Fizemos um grande esforço para informatizar todos os órgãos da administração pública e iniciamos um programa de inclusão digital em todo o estado.

O atraso do Acre seria maior, se não tivéssemos compreendido, na entrada do novo milênio, que a tecnologia de comunicação era uma questão estratégica para o desenvolvimento econômico e social.

Por isso, esse tema foi central em meu mandato no Senado. Comecei lutando para conseguir que as operadoras de celulares fizessem investimentos substanciais na melhoria da internet e na telefonia em nosso estado.  Consegui sensibilizar as três empresas que atuam no Acre (Vivo, Claro e TIM) para assinarem um Termo de Cooperação com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e o governo do Estado, em outubro de 2017, garantindo mais velocidade e maior cobertura da internet e telefonia móvel no Acre. Assim seria possível, por exemplo, que a internet 4G, que já chegavam a Rio Branco e Cruzeiro do Sul, fosse acessada em mais sete municípios (Brasiléia, Epitaciolândia, Mâncio Lima, Senador Guiomard, Xapuri e Bujari) e a internet 3G, que só chegava a cinco municípios, fosse ampliada para outros seis. Também fui relator, no Senado, da Política Nacional de Banda Larga, e busquei alternativas para garantir mais investimentos nesse setor tão estratégico para nosso país.

Qual é o próximo passo? Como faremos para que nossa população possa contar com os serviços mais avançados que hoje já existem em outras regiões? Como integrar essa tecnologia aos serviços de educação, saúde, segurança? Como gerar novos empregos, serviços e produtos?

Creio que é necessário atualizar programas importantes que surgiram nesses vinte anos, como a Floresta Digital. Vejo que também podemos aprender com as experiências que a sociedade já desenvolve, como o movimento das startups que se amplia em Rio Branco e como as aldeias indígenas que hoje colocam seus produtos, suas expressões culturais e suas reivindicações no mundo virtual e dialogam com o planeta inteiro. Exemplos de outros países também não faltam, como é o caso da Índia, que está superando sua pobreza milenar com um forte investimento em tecnologia tendo a internet como elemento central em seu desenvolvimento econômico.

Nesse, como em outros temas estratégicos, o tempo é rápido e o alerta deve ser dado: qualquer atraso pode nos custar muito caro.

Propaganda

Extra Total

Homem é executado com 7 tiros na Baixada da Sobral

Publicado

em

Após vários dias sem mortes por execução na Capital, a matança começou. Elder Freitas Mesquita, de 33 anos, foi executado com 7 tiros na noite deste sábado (24). O crime ocorreu na rua Iolanda Lima, no bairro Plácido de Castro, na região da Baixada da Sobral, em Rio Branco.

De acordo com informações da polícia repassadas a reportagem do ac24horas, Elder estava na frente de sua casa quando dois homens não identificados se aproximaram numa motocicleta e o garupa efetuou os tiros. Os projeteis atingiram várias partes do corpo da vítima.  Após a ação, os criminosos fugiram do local.

A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas ao chegar no local, Freitas já se encontrava morto.

A área foi isolada pelos Policiais Militares do 3°Batalhão para os trabalhos dos peritos em criminalística. A Polícia fez rondas na região, mas ninguém foi preso.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos.

O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

A Polícia não soube informar a motivação do crime.

Continuar lendo

Destaque 4

Após 10 anos, reservatório de água no bairro Comara passa por limpeza

Publicado

em

Começou na última quinta-feira, 22, as operações de limpeza dos reservatórios de água de Rio Branco. O Departamento Estadual de Água e Saneamento (Depasa) é quem realiza o serviço. A primeira operação de limpeza ocorreu no reservatório do bairro Comara, no Segundo Distrito da capital. Com capacidade para armazenagem de 1.000 m³ de água, o reservatório é utilizado para garantir o abastecimento dos bairros Cidade Nova, Quinze, Taquari, Seis de Agosto, Comara e Via Chico Mendes.

Para a realização do trabalho, as equipes utilizaram motor bomba, iluminação adequada à operação, cordas, escadas, vassouras, rodos, além de pá e enxadas para retirada da areia acumulada no reservatório.

A limpeza periódica das estações e reservatórios garante a qualidade da água que chega à casa do usuário do Depasa. No caso do reservatório do Comara, a operação não era realizada há mais de 10 anos.

O sistema de abastecimento de água de Rio Branco conta atualmente com 11 reservatórios apoiados. A programação para 2019 inclui a limpeza periódica de todas as unidades.

Veja a programação de limpeza dos reservatórios:

02 Calafate e Tucumã 28/08/2019

01 Horto Florestal 30/08/2019

02 Placas e Bem Te Vi 03/09/2019

01 São Francisco 05/09/2019

01 Portal da Amazônia 10/09/2019

01 Santo Afonso 12/09/2019

01 Central Palheiral 17/09/2019

01 Booster ETA I 19/09/2019

01 ETA II 25/09/2019

Fonte: Agência de Notícias do Acre

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.