Conecte-se agora

A internet e o serviço de telefonia

Publicado

em

JORGE VIANA: UM MANDATO A SERVIÇO DO ACRE

QUESTÕES ESTRATÉGICAS PARA O ACRE

Jorge Viana

Quem não der importância à internet vai ficar estacionado no século passado. O desempenho e a capacidade de dar respostas às demandas da sociedade colocam a todos na dependência da internet: governos e instituições públicas, empresas, organizações civis, a sociedade em geral. No Acre, temos que lutar para garantir à população um acesso de qualidade à internet e aos modernos serviços de telecomunicações hoje disponíveis no planeta.

As grandes corporações de telecomunicação só querem atender a lugares que geram lucros fáceis. Lugares com infraestrutura e grande concentração populacional. Não é o caso de nossa região, nem mesmo nas capitais e cidades maiores, quanto mais nas pequenas vilas e comunidades na floresta ou nas margens dos rios e estradas. Em Rio Branco, sofremos com apagões constantes porque existem apenas duas linhas de cabo de fibra ótica. Os prejuízos sociais e econômicos são incalculáveis.

Quando assumi o governo do Estado, vinte anos atrás, o mundo ainda não dispunha de toda a tecnologia dos dias atuais. A internet dava seus primeiros passos e os celulares eram apenas telefones móveis, nem se imaginava a quantidade de serviços que poderiam prestar no futuro. A TV Aldeia era apenas uma retransmissora da programação gerada no Rio e São Paulo, e estava tão sucateada que seu sinal mal alcançava o centro da capital. As rádios oficias eram as Difusoras de Rio Branco, Xapuri, Sena e Brasiléia e também estavam em péssimas condições de funcionamento. Quatro anos depois, a TV Aldeia e as rádios FM estavam em todos os municípios com uma programação local capaz de integrar e valorizar a identidade regional. Fizemos um grande esforço para informatizar todos os órgãos da administração pública e iniciamos um programa de inclusão digital em todo o estado.

O atraso do Acre seria maior, se não tivéssemos compreendido, na entrada do novo milênio, que a tecnologia de comunicação era uma questão estratégica para o desenvolvimento econômico e social.

Por isso, esse tema foi central em meu mandato no Senado. Comecei lutando para conseguir que as operadoras de celulares fizessem investimentos substanciais na melhoria da internet e na telefonia em nosso estado.  Consegui sensibilizar as três empresas que atuam no Acre (Vivo, Claro e TIM) para assinarem um Termo de Cooperação com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e o governo do Estado, em outubro de 2017, garantindo mais velocidade e maior cobertura da internet e telefonia móvel no Acre. Assim seria possível, por exemplo, que a internet 4G, que já chegavam a Rio Branco e Cruzeiro do Sul, fosse acessada em mais sete municípios (Brasiléia, Epitaciolândia, Mâncio Lima, Senador Guiomard, Xapuri e Bujari) e a internet 3G, que só chegava a cinco municípios, fosse ampliada para outros seis. Também fui relator, no Senado, da Política Nacional de Banda Larga, e busquei alternativas para garantir mais investimentos nesse setor tão estratégico para nosso país.

Qual é o próximo passo? Como faremos para que nossa população possa contar com os serviços mais avançados que hoje já existem em outras regiões? Como integrar essa tecnologia aos serviços de educação, saúde, segurança? Como gerar novos empregos, serviços e produtos?

Creio que é necessário atualizar programas importantes que surgiram nesses vinte anos, como a Floresta Digital. Vejo que também podemos aprender com as experiências que a sociedade já desenvolve, como o movimento das startups que se amplia em Rio Branco e como as aldeias indígenas que hoje colocam seus produtos, suas expressões culturais e suas reivindicações no mundo virtual e dialogam com o planeta inteiro. Exemplos de outros países também não faltam, como é o caso da Índia, que está superando sua pobreza milenar com um forte investimento em tecnologia tendo a internet como elemento central em seu desenvolvimento econômico.

Nesse, como em outros temas estratégicos, o tempo é rápido e o alerta deve ser dado: qualquer atraso pode nos custar muito caro.

Propaganda

Destaque 5

Polícia Civil apreende mais de 33 kg de droga e dar prejuízo de R$ 200 mil a facção criminosa

Publicado

em

Visando o combate às organizações criminosas no Acre e retirando das ruas pessoas em conflito com a lei, a Polícia Civil por meio da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) juntamente com o apoio da Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões (DCORE) deflagraram nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (25) a Operação Mirante, prenderam 16 pessoas e apreenderam mais 33 quilos de entorpecentes. A apresentação dos resultados aconteceu na Divisão de Investigações Criminais no bairro Cadeia Velha.

A Polícia deu cumprimento a 22 mandados de busca e apreensão na parte alta da cidade, na região dos bairros Tancredo Neves, Alto Alegre, Adalberto Sena, Defesa Civil, Xavier Maia, São Francisco e contou com mais de 90 policiais.

Dezesseis pessoas foram presas em flagrantes pelos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e organização criminosa.

Durante a operação foram apreendidos: 30 quilos de maconha, 3 quilos de cocaína pura, 64 porções de Skank, 3 armas de fogo, várias munições e R$ 2.300 em espécie.

De acordo o Delegado Pedro Resende, coordenador da DRE, os resultados se deu devido um trabalho de 4 meses de investigação e o prejuízo estimado a organização criminosa é mais de R$ 200 mil.

“Foi mais uma ação integrada da Polícia Civil, DECO, DRE, DCORE e DHPP. Um trabalho em conjunto da Polícia Civil que conseguiu lograr êxito nesta operação. A operação Mirante vêm sendo trabalhada desde o início do ano, e que pese todas as dificuldades da Polícia Civil, e que pese o governo querer acabar com a nossa instituição, nós estamos trabalhando e mostrado pra sociedade do que nós somos capazes. São mais de 30 kg de drogas tirados de circulação, entorpecentes que iriam ser consumidos dentro da cidade, droga que iam afetar as famílias daquela região. Nós conseguimos desbaratar esta organização, era uma organização dentro de uma outra organização. Foi um trabalho de inteligência e um prejuízo de mais de R$ 200 mil a facção”, concluiu o Delegado.

Continuar lendo

Cidades

Sábado é dia de esquenta da terceira idade no município de Sena Madureira

Publicado

em

A prefeitura de Sena Madureira, confirmou para esse sábado (27), o tradicional “Esquenta da Terceira Idade”. O evento acontece no Centro do Idoso Alaíde Pinheiro, no bairro da Pista, a partir das 14 horas.

A programação, que já é tradição no município, vai contar com a presença da deputada federal Jéssica Sales (MDB/AC), que estará no município e foi convidada pelo prefeito Mazinho Serafim para participar da festa junto com os idosos.

A emedebista é autora da emenda parlamentar que vai garantir um novo prédio para abrigar o Centro do idoso. Um micro-ônibus que foi adquirido com recursos de emenda da parlamentar para realizar os passeios, visitas e viagens que o grupo costuma fazer, também vai está disponível.

O prefeito Mazinho falou da alegria em poder receber a emedebista novamente em Sena Madureira, tendo em vista o reconhecimento do compromisso com a cidade.

“É sempre um prazer poder receber a nossa deputada Jéssica Sales. Ela tem ajudado muito Sena Madureira com suas emendas, em diversas áreas. Tenho um reconhecimento grande por essa amiga, que sempre nos recebe bem em Brasília e está disposta a contribuir com o nosso município”, disse Mazinho.

A expectativa é que aproximadamente oitenta idosos participem das comemorações que leva alegria e diversão ao grupo da terceira idade do município.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.