Conecte-se agora

A delação que rendeu a cadeira de prefeito

Publicado

em

Com a inusitada renúncia por “foro íntimo” alegado pelo vice-prefeito Judson Silva Costa, que com a prisão do prefeito André Maia estava no cargo de prefeito de Senador Guiomard, um fato interessante aconteceu: o cargo será exercido agora pelo principal delator do André – que num acerto com a Polícia Federal apareceu num vídeo recebendo dinheiro do prefeito preso – vereador Gilson da Funerária (PROGRESSISTAS). Gilson era o adversário mais ferrenho do prefeito afastado André Maia e fez as pazes com este apenas para ser a peça central da delação do esquema que visava dar um flagrante pela PF na compra de votos de vereadores. Gilson atirou na paca e acertou na anta: além de tirar o prefeito eleito do caminho, acabou assumindo o seu lugar.

UMA RENÚNCIA DE VÁRIAS VERSÕES

A misteriosa renúncia do vice-prefeito Judson Silva, abdicando do mandato e também do cargo de prefeito de Senador Guiomard, gerou várias versões na cidade: a principal é que teria tomado a decisão extremada em sintonia com o vereador Gilson da Funerária (PROGRESSISTAS). Muito embora a sua alegação oficial foi a de ser de “foro íntimo”.

EM BOAS MÃOS

Desde ontem a Associação dos Prefeitos do Acre passou a ser presidida pela prefeita da capital Socorro Neri, que chega ao cargo por aceitação unânime dos prefeitos. Ficou em boas mãos.

PIADA MACABRA

Contam que você ao ligar para alguém em Sena Madureira, antes da conclusão da ligação uma gravação se antecipa: “parabéns, você acaba de ganhar uma dengue de brinde”. A cidade vive um surto incontrolável da doença.

ALHOS POR BUGALHOS

Estão trocando alhos por bugalhos nestas críticas ao secretário de Planejamento Raphael Bastos, de que “entupiu” o órgão de petistas. Não é verdade. Ainda não foram liberadas pelo governador as nomeações dos novos comissionados. Os petistas que estão lá são do quadro.

SEGUIR A DETERMINAÇÃO

E, com certeza ele deverá indicar para os cargos de confiança aliados com capacidade técnica.

NÃO SE COMENTA O DESCONHECIDO

Irrita ver comentários de um assunto jurídico feitos por leigos. A soltura e a diplomação da deputada Juliana Rodrigues (PRB) seguiram o que ditou a lei. Ela, não sofreu nenhuma condenação. No processo terá direito a ampla defesa. Ninguém é condenado por antecipação.

MESMA REGRA

A mesma regra se aplica ao caso idêntico do deputado federal eleito Manuel Marcos (PRB).

REGISTRE-SE, PUBLIQUE-SE, CUMPRA-SE

“Vão rodar todos”. Promessa de ontem do governador Gladson Cameli em relação á permanência de ocupantes de cargos de confiança da gestão anterior no seu governo.

MERCADO É EXIGENTE

Quem integrou a equipe do governo anterior em cargos de confiança e tem uma ocupação profissional volta ao mercado de trabalho. O problema será para quem fez do cargo comissionado a sua profissão nos últimos vinte anos. Estes terão problemas de colocação.

COMPETÊNCIA É ESSENCIAL

Nesta acalorada discussão em torno de nomes que ocupavam cargos de confiança nos governos petistas e que começam a se assanhar para permanecer, vale um adendo: politicamente, é justo que os cargos sejam ocupados por aliados, desde que competentes.

TEM QUE SER CRITERIOSO

Para cargos que exigem conhecimento técnico não se pode colocar alguém sem requisito.

RAROS ACERTOS

Um dos raros acertos do governo passado foi a montagem da Central de Transplantes. Espera-se que o secretário Alysson Bestene olhe com carinho para o setor, que é referência no Norte.

COM CERTEZA VAMOS COBRAR

A coluna não tem feito cobrança ao governador Gladson Cameli, porque não seria coerente se cobrar de quem não tem nem dez dias de governo o conserto de 20 anos do PT. Mas não paire nenhuma dúvida que, depois dos 100 dias se não houver nenhum avanço, nós vamos cobrar.

JOGO EMBOLADO

Eleição para a mesa diretora da ALEAC costuma se decidir até no dia da votação. Que o deputado Nicolau Junior (PROGRESSISTAS) será o presidente é certo. Mas para a primeira secretaria o jogo embolou entre os deputados Luiz Gonzaga (PSDB) e Roberto Duarte (MDB).

SEM NOME

Em Cruzeiro do Sul, segundo maior colégio eleitoral do Acre, o PT e seu principal aliado PCdoB, não têm um nome que possa ser considerado forte para a disputa da prefeitura em 2020.

BRIGA DE ALIADOS

Caso o prefeito Ilderlei Cordeiro, decida sair para a reeleição, a briga principal pela prefeitura será travada entre os grupos do Ilderlei e do Vagner Sales.

MAIS PRUDENTE

A cidade já apresenta problemas de buracos em muitas ruas, mas a prudência é esperar o começo do verão, porque a PMRB fazer investimentos em pleno inverno vira um paliativo.

MULHERES EM ALTA

As mulheres estão em alta dentro do jornalismo acreano. Que bom! Tivemos a Adréa Zilio secretária de imprensa do Tião Viana, a Adréia Forneck do ex-prefeito Marcus Alexandre, e temos a Socorro Camêlo da prefeita Socorro Neri e a Silvânia Pinheiro do Gladson Cameli.

PURA ILAÇÃO

É pura ilação o tratamento institucional entre a prefeita Socorro Neri e o governador Gladson Cameli já ser visto como uma “aliança política”. Não seria simpático no momento à Socorro.

TRATAMENTO JORNALÍSTICO

A coluna foi uma das que mais cobrou e criticou o segundo mandato do ex-governador Tião Viana. É só ir aos arquivos. O mesmo tratamento, nós teremos em relação ao Gladson.

DESABAFO DE MÃE

“Eu fico chateada com certos comentários. Gladson assumiu o governo terça-feira, não tem nem uma semana e certas pessoas já querem que ele faça milagre. Todos sabem da situação que ele recebeu o Estado. Então eu peço. Dá um tempo para ele. Gladson vai arrumar o Estado, só precisa de tempo”. O desabafo foi feito por Linda Cameli, mãe do Gladson, em postagem no Facebook. Aliás, ela tem sido assídua freqüentadora das redes sociais.

VIVENDO AS BENESSES

Até o fim deste mês a deputada federal Marfisa Galvão (PSD), que assumiu como primeira suplente com a saída do titular Major Rocha (PSDB), estará sentindo o que é gosto do poder.

TESTE NO EXECUTIVO

O Coreinha, que assumiu a Fundação Cultural (é do quadro), na área de articulação política e comando de campanhas se encontra entre os melhores do Acre, no Executivo é uma área completamente diferente e com limitações. Não é do ramo artístico, isso terá que superar no diálogo com a categoria. Mas é um moço competente, não é um Zé das Couves qualquer.

ALEAC ENXUTA

O próximo presidente da Assembléia Legislativa tem que começar a pensar em construir uma nova sede para o Poder Legislativo. Os gabinetes da sede atual são verdadeiros cubículos.

BANCADA REDUZIDA

A bancada da oposição da próxima legislatura estará restrita aos deputados Daniel Zen (PT), Jonas Lima (PT), Edvaldo Magalhães (PCdoB) e Jenilson Lopes (PCdoB). A FPA acabou na última eleição. Os deputados eleitos pela coligação já estão quase todos na base de apoio ao governo.

NÃO DUVIDEM

Não apostem contra. O senador Márcio Bittar (MDB) não vai ficar no baixo clero do Senado. É muito articulado. Não é qualquer um de um Estado de pouco peso político, como o Acre, que consegue chegar a ocupar a primeira secretária da Câmara Federal, como ele ocupou.

SURURU EM RODRIGUES ALVES

Não é só na capital que a ocupação de cargos virou uma briga. Em Rodrigues Alves também está havendo uma onda de protestos contra o prefeito Sebastião Correia, que importou de outros municípios os seus principais auxiliares e temem que isso contagie os cargos do governo. Que é isso, Bastião? Quem votou em você foi o eleitorado do seu município, atenta!.

OBSERVAÇÕES DO ZEN

“Luiz, sobre a tua primeira nota da coluna de ontem, segue uma singela contribuição. Acho que não está havendo condescendência ou bondade dos novos secretários do governo Gladson Cameli para com os companheiros da FPA. Está havendo uma carência dos tais aliados com competência técnica no seio da antiga oposição, atual situação. Eles tiveram muitos militantes que balançaram bandeira, fizeram campanha, torceram e votaram, mas não tem tanta gente que domina o dia-a-dia da gestão, que é massacrante. A burocracia cotidiana é uma máquina de moer gente: se não for bem manejada, faz ruir um governo e destrói reputações. Falo por experiência própria, pois fui ordenador de despesas durante oito anos e tive de estudar e me dedicar muito. As vezes é necessário contar com quem já estava, que já sabe como as coisas funcionam. Fora que, na Educação, a maioria são servidores efetivos – como o próprio secretário – até mesmo chefes e coordenadores de setores”. A observação é do deputado Daniel Zen (PT), líder do governo Tião Viana na ALEAC. Registro para debates.

A POPULAÇÃO ESTÁ FOCADA EM RESULTADOS

A maioria da população não está preocupada com quem fica do PT no novo governo ou não fica. A preocupação principal é que, por exemplo, problemas sérios como o crônico deficiente atendimento no sistema público de saúde e a violência que chegou a um nível insuportável no Estado sejam resolvidos. E foi para isso o grupo que governava o Acre por vinte anos foi varrido do poder. Qualquer outro tipo de discussão é periférico em função destes dois calos. A eleição terminou, os palanques foram desmontados, agora é cumprir as promessas de campanha. E nisso que o novo governador deve focar daqui em diante.

Propaganda

Blog do Crica

“Perderam a eleição da FIEAC para o PT que não tem um pau para dar no gato”

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Saúde: a mãe de todas as batalhas

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Gladson pavimenta o caminho do agronegócio

Publicado

em

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.