Conecte-se agora

“Posição louvável”, diz Quintanilha sobre comentários de ex-porta voz

Publicado

em

É uma posição pessoal, mesmo que revestida de cunho político, as declarações do ex-porta voz do então governador Sebastião Viana, senhor Leonildo Rosas, a respeito da suposta devassa em todos os atos administrativos tomados nos últimos seis meses pelo governo pretérito, determinado pelo governador Gladson Cameli.

Ao afirmar o ilustre ex-porta voz que “já pensaram se o Jorge Viana tivesse montado força tarefa para apurar os atos do governo que lhe antecedeu? Qual seria o resultado? “Induzindo o leitor que teria sido um escândalo administrativo a administração do senhor Orleir Cameli que antecedeu Jorge Viana, nos parece temerosa e com larga margem de sentimentos de ira e proteção partidária. É absolutamente democrático, constitucional e salutar para qualquer administração, que aqueles que assumem o comando façam uma averiguação profunda ou supérflua nos atos anteriormente tomados, implantados e executados.

O senhor Senador Jorge Viana quando assumiu o governo do estado teve suas razões, de ordem pessoal ou política, para não fazer uma radiografia do que estava encontrando feito por seu antecessor. Todavia, isto não autoriza o ilustre jornalista a levantar qualquer suspeita ou insinuação contra a dignidade, honradez e respeitabilidade do falecido ex-governador Orleir Cameli.

Até poderia sugerir ao honrado e respeitado jornalista que talvez fosse melhor não remover, nem muito nem pouco, o passado direcionando contra a dignidade do ex-governador Orleir Cameli, sendo de boa prática, no caso, ouvir os “companheiros” mais equilibrados, serenos e realmente conhecedores, como eu sou, de todo o histórico aberto e encoberto das administrações acreanas, antes de tentar enlamear a honra de quem já ocupou cargos públicos aqui no Estado do Acre.

Respeitosamente, o colega jornalista Sérgio Quintanilha.

Transcrito da página do Face book do jornalista Sérgio Quintanilha

 

 

Propaganda

Acre

Para governo, mortes violentas continuam em queda no Acre

Publicado

em

Com base no ranking dos estados com maior índice de mortes violentas do país, o Acre segue apresentando redução no número de homicídios, saindo da segunda colocação para a nona. É o que afirma o governo do estado com informações levantadas pela ferramenta criada pelo site de notícias G1, para o acompanhamento de crimes contra a vida nos 26 estados e o Distrito Federal. Os dados foram divulgados esta semana e comparam o primeiro quadrimestre de 2019 ao mesmo período do ano passado.

Segundo os dados, em 2019, no mês de janeiro, foram registradas 32 mortes violentas. Já em fevereiro foram 29, em março 25 casos e em abril, 22. No mês de janeiro do ano passado foram relatados 51 homicídios, em fevereiro 30, março 29 e no mês de abril 34 mortes violentas.

A queda do número de mortes violentas em todo o Brasil foi de 23%. O Acre está com média superior à média nacional, com 25% no índice de reduções.

Agência de Notícias do Acre

Continuar lendo

Acre

Expoacre Juruá 2019 ainda não tem atração musical confirmada

Publicado

em

A Expoacre Juruá 2019 será realizada em Cruzeiro do Sul nos dia 31 de agosto e 1° de setembro, sábado e domingo, na avenida Mâncio Lima, região central da cidade.

Ainda não há confirmação quanto à atrações musicais e segundo a secretária estadual de Turismo, Eliane Sinhasique, são os empresários cruzeirenses que vão escolher e pagar os shows. Governo do Estado e Sebrae, vão garantir a organização e estrutura, como as tendas, iluminação e regulação de trânsito, no mesmo molde da Expoacre em Rio Branco.

Sinhasique cita que o governador Gladson Cameli “quer tudo bem organizado. Vamos trabalhar em conjunto com todas as secretarias para fazer-mos uma festa maravilhosa”.

Em Rio Branco, a Expoacre, acontece de 27 de julho a 4 de agosto no Parque de Exposições Wildy Viana, no formato anterior de nove noites, que havia sido abolido no governo de Sebastião Viana.

Já estão confirmados os shows de Jorge e Mateus para o dia 28 e de Marília Mendonça para o dia 31 de julho. Os espetáculos serão pagos pela iniciativa privada, que também banca a estrutura e iluminação do palco.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.