Conecte-se agora

Sebastião avisa Gladson que não fará passagem de governo

Publicado

em

O senador Gladson Cameli fez pausa em sua agenda de compromissos pessoais, neste sábado, para atender um pedido do cerimonial do Palácio Rio Branco que prepara o ritual de sua posse como novo governador do Acre.

Gladson foi até a sede do governo para ser informado de como será o procedimento a seguir no dia de sua posse. Ele foi informado de como proceder durante a solenidade.

Na avenida Brasil, onde começará o desfile de apresentação do novo governador, um militar a paisana representou a figura do governador no momento em que ele deverá passar em revista a tropa. Depois o cerimonial mostrou o posicionamento em que Gladson Cameli deve se colocar.

Já dentro do salão nobre do palácio governamental, no momento de ensaio do recebimento da faixa governamental, o escolhido para ocupar a cadeira principal do Palácio Rio Branco levou os cerimonialistas a gargalhadas. É que ele gritou “ai” ao receber a faixa sobre os ombros. Logo em seguida, riu e se explicou: “não foi nada não gente… é o peso da faixa”, disse.

Ao novo governador foi passada instruções de como proceder durante a revista a tropa, na cerimônia popular que acontecerá na esplanada do Palácio Rio Branco.

No final da tarde, por volta das 17:38h, o novo governador recebeu telefonema do governador Sebastião Viana [PT]. O assunto, segundo assessores próximo, era de foro íntimo. Viana avisou a Gladson que queria pedir desculpas por não ir a solenidade de transferência de faixa governamental. Alegou motivos pessoais e desejou sorte ao novo governador do Acre.

Propaganda

Destaque 7

Microempreendedores do Acre estão com seus impostos em dia

Publicado

em

O Acre lidera o ranking dos Estados com o maior número de Microempreendedores Individuais (MEI), que estão em dia com o pagamento do Documento de Arrecadação Mensal do Simples Nacional (DAS), segundo levantamento do Sebrae de Minas Gerais. Em abril, a média acreana de adimplência foi de 60,10%; em seguida vem Santa Catarina, com 59,96%, e Minas Gerais (58,44%). O índice nacional ficou em 53,01%, em média. São cerca de 20 mil classificados como MEI.

Os optantes por esta categoria do regime tributário simplificado ficam isentos dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL), pagando apenas o valor fixo mensal de R$ 50,90 para ocupações de comércio ou indústria e transporte intermunicipal ou interestadual, R$ 54,90 para MEI que presta serviços em geral e R$ 55,90 para ocupações mistas, ou seja, que exerçam tanto atividades de comércio ou indústria quanto serviços. Essas quantias serão atualizadas anualmente, de acordo com o salário mínimo.

Continuar lendo

Destaque 7

Calegário: “tem mais emprego na Casa Civil do que no Sine”

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE

Após a aprovação da reforma administrativa do governo Gladson Cameli que criou mais de 450 cargos comissionados e 54 diretorias e chefias de departamento , totalizando mais de 500 cargos, o deputado Fagner Calegário (sem partido), usou a tribuna da Assembleia Legislativa para afirmar que ainda estaria de “ressaca” com os últimos acontecimentos.

“Tem mais vaga de emprego na casa civil do que no Sine. Eu quero pedir que a população mande currículo para a Casa Civil, mas tem que ser para ocupação técnica, não pode ser indicação política. Aprovaram a lei afirmando que era para ocupação de técnicos”, ironizou o parlamentar.

Calegário ainda cobrou um posicionamento do governo em relação as empresas que ainda não receberam valores devidos pela gestão passada. “Existe dinheiro para pagar comissionados, para criar mais cargos, mas não tem recurso para pagar por serviços executados”, enfatizou.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.