Conecte-se agora

“Idealizada” por Sebastião, empresa de call center tem alíquota do ICMS aumentada

Publicado

em

A empresa de call center e telemarketing Contax, que teve o governo Sebastião Viana (PT) como principal entusiasta de sua vinda para o Acre, não ficou de fora de aumento de tributos.

Prestes a deixar o Palácio Rio Branco, o governador petista assinou decreto que aumenta a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de companhias que prestam serviço de comunicação para empreendimentos de telemarketing e call center.

Em resumo, a Contax pagará mais caro pelas contas de telefonia e de pacotes de dados, sua principal ferramenta de trabalho. A norma foi publicada na edição desta quarta-feira. 26, do Diário Oficial. Ela altera a Lei Complementar 55/97, que dispõe sobre a taxação do ICMS nas atividades de transporte e comunicação.

O aumento da taxação que afeta a Contax – única empresa do tipo no estado – no apagar das luzes do governo Sebastião Viana chama a atenção por ela ter sido bastante usada como instrumento de propaganda sobre uma possível redenção econômica do Acre.

A implementação de uma empresa de call center foi bastante usada durante a campanha de reeleição de Sebastião, em 2014. A promessa era a de que ela geraria até sete mil empregos em Rio Branco.

Um ano após sua inauguração, em maio de 2015, a Contax tinha contratado 1.000 funcionários. Com sede em São Paulo, a empresa veio para o Acre após muitas negociações realizadas pelo próprio governador, que oferecia como contrapartida a construção do call center e incentivos fiscais.

Segundo o governo, a construção do prédio – localizado próximo ao Via Verde Shopping – se deu a partir de uma parceria público-privada. Com o aumento do ICMS – o que representará elevação nos custos operacionais – não se sabe ao certo qual será o futuro da Contax no Acre.

Em julho, ac24horas mostrou que a empresa tinha mudado de nome no Acre e vinha demitindo uma série de funcionários. Informações à época já davam conta de que a empresa passava por sérias dificuldades.

A assessoria de imprensa do governo foi procurada para comentar o aumento do ICMS sobre os prestadores de serviços da Contax, mas não houve envio de respostas até o momento.

LEIA MAIS: https://www.ac24horas.com/2018/07/23/contax-muda-de-nome-e-demite-dezenas-de-funcionarios-no-acre/

Propaganda

Destaque 6

Prefeita Socorro Neri apresenta Plano de Contingência 2019

Publicado

em

Com o objetivo de minimizar danos e prejuízos que venham a ser ocasionados por possível enchente do Rio Acre e tendo em vista a elevação do nível das águas, que na medição realizada às 6h da manhã desta terça-feira (15) atingiram a marca de 13,11 cm, a prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, apresentou hoje, na sede da Associação dos Municípios do Acre – AMAC, o Plano de Contingência Operacional de Enchente 2019.

A apresentação contou com a participação de secretários e assessores municipais, vereadores, equipes das comissões municipal e estadual de Defesa Civil e do chefe da Casa Civil do governo do estado, José Ribamar Trindade, que representou o governador Gladson Cameli.

O plano especifica as ações que todos os órgãos da administração pública municipal terão que desenvolver no caso de possível transbordamento das águas do rio Acre e dos demais mananciais que cortam o município de Rio Branco, principalmente a retirada e abrigamento das famílias, caso necessário.

De acordo com a prefeita Socorro Neri, o objetivo é alinhar as ações no âmbito do Município, Estado, e posteriormente também na esfera federal. “Estamos analisando a possibilidade de uma alagação e preparando as ações que serão executadas para prestar atendimento às famílias que porventura venha a ser afetadas”, afirmou.

O coordenador da Defesa Civil Municipal (COMDEC), coronel George Santos, informou que os níveis pluviométricos estão sendo monitorados. Ele relatou que os municípios de Assis Brasil, Brasileia e Xapuri registraram vazantes no leito do Rio Acre, enquanto que em Capixaba houve uma considerável elevação do nível das águas, porém nas 24 horas houve uma pequena estabilização.

Segundo a Defesa Civil, em apenas 15 dias já choveu 90% do previsto para todo o mês de janeiro de 2019. Todas as medidas necessárias para minimizar os impactos que venham a ser ocasionados por uma eventual enchente do rio Acre e enxurradas dos igarapés e mananciais que cortam Rio Branco estão sendo tomadas pelo Município. “Estamos atentos a esses fenômenos, prontos para intervir, caso seja necessário”, afirmou George Santos.

Aplicativo

Durante a apresentação do Plano de Contingência Operacional de Enchente 2019 foi lançado o aplicativo Alerta Rio Branco, desenvolvido pela empresa Estartups Gran Sistemas. A ferramenta permite, via internet, o acesso a informações disponibilizadas pela Defesa Civil em tempo real.

De acordo com o analista de sistemas Vander Nicácio, que desenvolveu o sistema, o aplicativo é muito simples e não depende de login nem senha. “É muito simples de baixar e ter acesso às informações”, explicou.

Continuar lendo

Destaque 6

Desembargadores do TRT negam recursos de três delegados de Sindicatos ligados a Salomão

Publicado

em

Os desembargadores do Tribunal Pleno do TRT da 14ª Região negaram recursos para que as eleições da Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac), realizadas nesta segunda-feira, 14, que reelegeu o empresário José Adriano, dono da Mav Construtora. fossem anuladas até a análise do mérito.

Os impetrantes dos recursos foram os delegados dos sindicatos das Indústrias de Olaria (Sindoac), Gráficas (Sindigraf) e Confecções (Sincon), que até domingo, dia 13, tinham poder de voto nas eleições no lugar dos presidentes das categoria, porém, a decisão foi cassada monocraticamente pelo desembargador Francisco José Pinheiro Cruz, e confirmada na noite desta segunda ao negar recursos dos insatisfeitos.

Além do desembargador Francisco José, a desembargadora Marlene Alves de Oliveira, convocada para proferir a decisão, negou os recurso baseada no Regimento interno dos sindicatos que somente os presidentes das categorias tem direito ao voto. Os advogados dos delegados afirmavam que a decisão de José Francisco continha vícios com efeitos que poderia modificar o resultado da eleição, que segundo os próprios magistrados, não têm fundamentos.

Adelaide de Fátima, uma das líderes do grupo ligado a Salomão, informou ao ac24horas que os advogados irão recorrer para que o mérito seja analisado pela 4ª Vara do Trabalho de Rio Branco.

LEIA TAMBÉM: 

Decisão da Justiça pode decretar vitória de Salomão em cima de Adriano nas eleições da Fieac por 7 a 3

Eleição da Fieac leva empresários a jogo de intrigas e acusações 

Com nova decisão derrubando liminar, eleição da Fieac inicia com grupo de Adriano tendo 6 votos; Salomão fala em recorrer e até anular pleito

Comissão eleitoral confirma reeleição de José Adriano na Fieac

 

Nas eleições, Adriano contou com os votos de Francisco Nailton, do Sincepav, João Paulo Pereira, do Sindimineral, Francisco Augusto Nepomuceno de Souza, do Sindimoveis, Marcio Valter, do Sindoac, José Afonso Boaventura, do Sindgraf, e Raimunda Holanda, do Sincon. Já Salomão contabilizou os votos de Adelaide de Fátima, do Sindusmad, Carlos Afonso, do Sinduscon, José Luis, do Sinpal, Abrahão Felício e do representante do Sindpan.

Continuar lendo

Destaque 6

Energia solar avança e chega às aldeias e fazendas do Acre

Publicado

em

A energia solar fotovoltaica está mudando a paisagem da Região Norte. Painéis fotovoltaicos instalados nos telhados de residências, hotéis, frigoríficos, restaurantes, supermercados e propriedades rurais estão se tornando cada vez mais comuns. A empresa Sisasolar Sistemas Solares Alternativos, criada há cerca de cinco anos em Rio Branco, está contribuindo com esta transformação. Nesse período, instalou cerca de 2 mil painéis fotovoltaicos na capital e no interior acreano.

Segundo nota divulgada nesta segunda-feira (14) a empresa já implantou painéis fotovoltaicos em 15 aldeias indígenas: na aldeia Puchuã , foram 40 painéis e 40 baterias que são usados no processamento de coco e açaí; na terra dos Ashaninka, os peixes são guardados em freezers do supermercado ecológico, que os comercializa. Nas fazendas do Acre, a energia fotovoltaica bombeia água para as caixas d’água e viabiliza diversas atividades. Uma fábrica de gelo está economizando 70% de energia.

O sistema fotovoltaico para uma família com quatro pessoas custa atualmente cerca de R$ 12 mil, que podem ser parcelados em 6 vezes ou financiado pelo Banco Santander (taxa de juros mensal de 0,99%), em até 36 meses. O valor da parcela é o mesmo de uma conta de energia, argumenta. O investimento é pago em 3,5 anos, e a partir daí, o custo de energia será zero, durante mais de 20 anos. No primeiro ano, a manutenção do sistema é feita gratuitamente pela empresa, e nos demais, dependerá apenas de uma limpeza anual dos painéis.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Leia Também

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.