Conecte-se agora

Empresários da Capital amargam prejuízo no Via Verde Shopping, na véspera de natal

Publicado

em

O Natal chegou, mas as vendas no Via Verde Shopping não acompanharam o calendário. Os empresários, que renovaram os estoques para as vendas do período natalino, estão amargando prejuízo grande: sem dinheiro na praça, os clientes não compram, logo os produtos não saem das vitrines.

O ac24horas visitou o Via Verde Shopping nesta segunda-feira, dia 24, véspera de natal. Nos corredores do centro, pela manhã, a movimentação era pequena. Às 11h30min, as lojas ainda estavam com poucos clientes, e dos que buscavam compras, alguns saíam sem sacolas nas mãos.

“A gente sabe que essa queda nas vendas é porque muita gente não recebeu ainda. As pessoas não vão querer comprar se não receberam. Claro que alguns vem, passam o cartão, mas o consumidor hoje já está mais preocupado com as contas, e nem todo mundo quer se endividar no início do ano”, diz André Passos, gerente de uma das lojas.

Layane Vieira, gerente de uma especializada – foto: João Renato Jácome 

Nesse período, a venda de celulares e eletrodomésticos também apresenta alta. Mas nesse ano não foi isso que aconteceu. No sábado, conta Layane Vieira, gerente de uma especializada no setor, as vendas fluíram bem, mas no domingo, nem a meta comum da empresa foi alcançada. A expectativa é que as vendas melhores nesta segunda.

“No sábado a gente vendeu bem, conseguimos bater a nossa meta. Esses últimos dias, foram mais de 90 celulares, foram os outros itens. Estamos ansiosos em melhorar hoje, até as 18 horas, que é o horário em que o shopping vai estar funcionando. Mas  hoje as vendas estão menores que no ano passado”, avalia.

Manoel do Carmo Oliveira, servidor público, é um dos que não recebeu salário nem 13º. Ele conta que com a conta bancária zerada, não vai conseguir comprar os presentes para todos da família. “A gente usa o cartão de crédito, mas até para isso tem que ter dinheiro para pagar. Não dá pra comprar mais do que posso pagar. Estou pesquisando, mas dessa vez não vai ter presente para todo mundo. Uma pena o que fizeram com os servidores públicos. Lamentável”, reclama.

Propaganda

Cotidiano

Fundação Garibaldi Brasil abre inscrições para o 7º Campeonato de Municipal de Futsal

Publicado

em

A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Fundação de Cultura, Esporte e Lazer Garibaldi Brasil (FGB) abre inscrições para o 7º Campeonato Municipal de Futsal. O prazo segue até o dia 5 de abril ou até todas as vagas serem preenchidas.

Os interessados devem retirar e entregar a ficha de inscrição no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) Bonsucesso, localizado na Rua Rio Grande do Sul, Aeroporto Velho. Todos os documentos devem ser assinados pelo Presidente do Bairro e pelos atletas inscritos.

Ao todo, são 120 vagas masculinas, com idade mínima de 16 anos, e 20 femininas, a partir de 15 anos. Os atletas menores de 18 anos deverão apresentar uma autorização assinada pelos responsáveis. Já os maiores de 35, deverão apresentar um termo de responsabilidade.

Cada bairro poderá inscrever até duas equipes por naipe, sendo considerada a ordem de entrega das fichas de inscrição devidamente preenchidas. Os atletas e equipes/bairros que estiverem cumprindo penalidades referentes ao 6º Campeonato Municipal de Futsal não estarão aptos a participar desta edição.

Sobre o campeonato

Integrando o Calendário Esportivo do Município, o Campeonato de Futsal foi criado em 2013, e desde então é sucesso absoluto nas regionais de Rio Branco.

Na primeira edição, o time do bairro das Placas foi o vencedor no masculino e o Benfica no Feminino. No ano seguinte, venceram Bahia Velha e Estação Experimental, no Masculino e Feminino, respectivamente. Em 2015, mais uma vez, Bahia Velha, no Masculino, e Estação Experimental, no Feminino, foram os campeões. Já em 2016 os ganhadores foram Pista e Estação Experimental, este último tricampeão no feminino. Em 2017, os times masculino e feminino do bairro da Pista conquistaram o título de melhores da capital, em dois jogos muito disputados. No ano passado, o troféu masculino foi erguido pelo Universitário, e o feminino pelo time da Estação Experimental.

“A edição de 2018 traduziu a dimensão desse evento, com um grande número de equipes e atletas, além da participação expressiva do público nas arquibancadas. Neste ano, temos certeza de que será novamente um sucesso, pois a FGB cumpre seu papel de dar continuidade a essas ações, que são compromisso da prefeita Socorro Neri”, destacou o diretor de Esporte e Lazer, Afrânio Moura.

 

 

Continuar lendo

Cotidiano

Vídeos infantis são invadidos pela boneca Momo

Boneca viralizou no final do ano passado e agora voltou reacendendo a preocupação dos pais

Publicado

em

Em agosto do ano passado, correntes circulavam na internet com a imagem assustadora de um boneca intitulada Momo que enviava desafios para as crianças através do whatsapp. Este ano, a boneca voltou a aparecer em meio aos vídeos infantis ensinando as crianças a cometerem suicídio e reacende a preocupação dos pais.

Desta vez, Momo tem aparecido em vídeos infantis populares na internet, como por exemplo, no vídeo de uma criança brincando com slime – brinquedo que virou “febre” entre os pequenos. Na ocasião, o vídeo é interrompido em poucos segundos após o início da sua exibição com imagens da boneca. Além disso, a Momo também tem aparecido em desenhos animados muito populares.

Diante da polêmica o YouTube se manifestou com um carta dizendo: “Depois de muita análise, não vimos nenhuma evidência recente de vídeos promovendo o Desafio Momo no YouTube. Vídeos incentivando desafios prejudiciais e perigosos são claramente contra nossas políticas, incluindo o desafio Momo. Apesar dos relatos da imprensa sobre esse desafio, não tivemos links recentes sinalizados ou compartilhados conosco do YouTube que violem nossas Diretrizes da comunidade”.

A psicóloga Flávia Brandão Bomfim e pós-graduanda em neuropsicologia explica que as crianças são um público-alvo “fácil” e tem dificuldade de nomear e reconhecer os seus próprios sentimentos. “As crianças possuem muito tempo livre e, na maioria das vezes, utilizam os aplicativos da internet sem nenhum tipo de monitoramento do pais. Vale ressaltar também que esses desafios são bem elaborados, chamam atenção. E as crianças não sabem diferenciar o que é uma brincadeira boa da ruim”, destaca.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.