Conecte-se agora

Base e oposição fazem acordão para aprovar projetos na Aleac

Publicado

em

Os deputados da base e de oposição ao governo Sebastião Viana (PT) celebraram um acordo de cavalheiros para votar e aprovar sem resistências de ambas as partes os projetos de lei de autoria da atual gestão e da de Gladson Cameli (PP), incluindo a reforma administrativa que reduzirá, a partir de 2019, o número de secretarias de 22 para 14.

Com o acordão, as principais matérias que serão analisadas nesta última semana de trabalhos na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) tendem a passar sem dificuldades.

O governador Sebastião Viana, num gesto de cordialidade, colocou-se à disposição da equipe de transição do próximo governo para que a Casa Civil enviasse o projeto da reforma administrativa ao Parlamento para ser aprovada ainda em 2018. Caso assim não ocorresse, Gladson Cameli teria que convocar os deputados em janeiro.

Ao deixar sua base livre para apoiar a reforma administrativa de Gladson Cameli, Sebastião Viana quer como reciprocidade o apoio dos atuais deputados de oposição – e que serão governistas a partir de fevereiro -, do texto da Lei Orçamentária Anual (LOA).

É a LOA que definirá o quanto de Orçamento o governo Cameli terá em caixa ao longo de 2019. A proposta dos articuladores políticos do Palácio Rio Branco é que a lei seja aprovada por unanimidade. Nos 20 anos de governos petistas, poucas foram as vezes em que ocorreu esse feito.

Sempre apontando falhas, os oposicionistas – mesmo que em minoria e em alguns casos divididos – votavam pela rejeição das propostas orçamentárias. Sebastião Viana quer deixar o governo com o último Orçamento de sua gestão aprovado sem resistências.

Outro ponto de consenso entre os parlamentares é quanto ao projeto da minirreforma da previdência estadual, que cria uma contribuição complementar. Governistas e oposição já fecharam acordo para retirar a matéria de votação em 2018.

Os parlamentares entendem que, ante o grande impacto da medida entre os servidores públicos, é preciso mais tempo para debatê-la. Na semana passada, o deputado Jenilson Leite (PCdoB), presidente da Comissão de Orçamento e Finanças, apresentou indicação para o Executivo retirá-la de pauta.

Ela ainda perambula pelas comissões da Casa, mas a tendência é que seja colocada na gaveta para ser analisada apenas na nova legislatura. Conforme ac24horas apurou, o desejo do governo eleito era de que a matéria fosse votada esse ano, para que os possíveis desgastes políticos fossem descarregados no governo Sebastião.

Com o pacto entre os deputados para não enviá-la para o plenário, o abacaxi da previdência deve ser descascado no governo Gladson Cameli. Os atuais deputados governistas classificam o projeto como bom, e dizem estar dispostos a votar por sua aprovação quando integraram a bancada de oposição, não dando trabalho ao futuro governador.

Propaganda

Destaque 7

Cachê de Gleici Damasceno no Instagram vaza: R$ 40 mil por post

Publicado

em

Ganhadora do BBB 18, a acreana Gleici Damasceno deixou vazar nesta quarta-feira (23) quanto cobra por post no Instagram: R$ 40 mil, segundo o jornal Extra. “O cachê inclui uma postagem em sua conta na rede social, além de dois stories, e leva em conta o número de seguidores. Atualmente, Gleici é seguida por um pouco mais de 6 milhões de pessoas”, diz o jornal fluminense.

Gleici sempre fala sobre o que fez com o milhão e meio faturados no BBB. “O máximo que eu comprei de caro para mim foi um perfume de R$ 600. Surgiram muitos trabalhos, até me surpreendi. Trabalho muito com o meu Instagram, fazendo publipost e campanhas para grandes marcas”, disse.

Continuar lendo

Destaque 7

Neri autoriza bancos a prestarem informações de 33 contas da Prefeitura de Rio Branco

Publicado

em

A prefeita Socorro Neri autorizou nesta quarta-feira (23) acesso do Tribunal de Contas do Estado do Acre para consulta à movimentação de 33 contas da Prefeitura de Rio Branco. Os bancos sediados na capital devem providenciar o acesso. O decreto 90, de 22.1.2019 regulamente essa autorização e em artigo 2º diz que “o acesso à consulta a que se refere o art. 1º deste decreto, dar-se-á por solicitação da presidência do Tribunal de Contas do Estado do Acre, a quem compete regular, de forma detalhada, os critérios para uso dos acessos permitidos e a portabilidade pelos servidores autorizados.

A solicitação de que trata o caput deverá ser dirigida à Secretaria Municipal de Finanças, órgão responsável pela administração financeira do Município”.

O decreto impõe responsabilidade ao presidente do TCE na prevenção ao uso indevido dos dados das contas bancarias. “A autorização dos acessos para consulta não isenta de responsabilidade quem, a partir dessa autorização, fizer uso da informação com o fim de expor publicamente o Município ou seus agentes públicos ou políticos”, alerta o inciso 3º do artigo 2º.

Continuar lendo

Destaque 7

Direção da Prontoclinica esclarece que condenação da justiça é referente a antiga gestão

Publicado

em

A Pronto Clinica de Rio Branco encaminhou uma nota de esclarecimento ao ac24horas nesta terça-feira, 22, logo após a repercussão se uma sentença condenatória solidária por supostamente ter negado atendimento a uma criança que na época portava carteira de convênio da Ameron.

A Unidade de Saúde informa que o processo é referente a 2015, ainda na antiga gestão. Na época, a criança recebeu os primeiros atendimentos e posteriormente encaminhada para UPA, unidade mais adequada para o referido caso, explica.

A atual direção esclarece ainda que na época dos fatos a Pronto Clínica estava com o convênio da Ameron suspenso por problemas administrativos e atualmente não atende mais via Ameron.

A direção informa ainda que o médico Saulo Beyruth atualmente não faz parte do quadro de profissionais da instituição. A atual gestão dispõe para população acreana mais de 10 instituições conveniadas para melhor atender.

“Todos os nossos colaboradores são diariamente orientados a atender com qualidade e eficiência regidas pelas normas de saúde da atualidade”, explica o comunicado.

O referido processo ainda dispõe de recursos jurídicos disponíveis para que esta instituição possa recorrer da sentença aplicada no último dia 18/01/2019, pela juíza Maha Kouzi Manasfi e Manasfi;

“Para finalizar gostaríamos de ressaltar a qualidade no atendimento e constantes melhorias que a atual gestão vem realizando na Pronto Clínica.

A atual gestão do hospital é dirigida pelo médico Otorrinolaringologista Dr. Carlos Beyruth, CRM 099, médico que atua há mais de 40 anos no Estado do Acre, mestre em Medicina e Saúde pela UFBA/Governo do Acre”, finaliza o comunicado.

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.