Conecte-se agora

Em Rio Branco, choveu 80% do previsto para dezembro

Publicado

em

A Defesa Civil Municipal informou que já choveu 203 mm até esta segunda-feira, 17, o equivalente a 80% do previsto para o mês, que é de 253 mm.

Em Rio Branco, o rio Acre amanheceu com 5,47 metros nesta segunda-feira. O manancial subiu nove centímetros nas últimas 24 horas.

Especialista em gestão de risco e com ampla experiência em situações de cheias, o coordenador da Defesa Civil Municipal, George Santos, disse que uma enchente em Rio Branco não está descartada e que a prefeitura trabalha na atualização do plano de contingência.

“De novembro a abril é o nosso período chuvoso. Os organismos meteorológicos dizem que vai chover dentro na normalidade em dezembro. Estamos em vias de atualização do Plano de contingência”, informou.

Uma enchente em dezembro está quase descartada. O único registro de alagamento no mês foi na década de 1970.

Propaganda

Destaque 5

Piscicultura cresce 6,3% no Acre e investidores já fazem propostas pela Peixes da Amazônia S/A

Publicado

em

Com o título “Governo e iniciativa privada juntam forças” o Anuário da Piscicultura 2019 lembra do modelo falido da Peixes da Amazônia S/A como um processo que deva servir de reflexão para o setor. “A participação mais ativa do setor produtivo no processo decisório dos caminhos da Piscicultura no estado, associada a uma legislação ambiental que permita a celeridade nos processos de licenciamento ambiental e a livre escolha do produtor sobre o que produzir, pode deslanchar a produção e aproveitar todo o ativo de viveiros existentes no Estado”, diz o Anuário.

A piscicultura era a menina dos olhos do governo que antecedeu ao de Gladson Cameli. Coleciona avanços impressionantes e revezes acachapantes a um só tempo. A produção no Acre é baseada essencialmente em açudes, os quais devido aos incidentes envolvendo barragens em Minas Gerais foram parar numa espécie de berlinda: levantamento da Confederação Nacional dos Municípios mostra que em dez municípios acreanos os açudes se classificam em ´risco alto´ e ´risco médio´ quanto à segurança da obra.

De todo modo, a piscicultura do Acre vem realmente se fortalecendo nos últimos anos. Em 2018, foram produzidas no estado cerca de 8,5 mil toneladas, com elevação de 6,3% sobre o ano anterior, segundo o Anuário da Piscicultura, uma publicação da Associação Brasileira da Piscicultura (PeixeBR).

Além da iniciativa privada admitir erros, os órgãos oficiais também falam de problemas com o setor. Segundo o Escritório Federal de Pesca e Aquicultura do Acre, órgão ligado ao Ministério da Agricultura, em que pese o crescimento, há desafios. Entre eles, está a lentidão dos processos de regulamentação. Uma boa notícia nesse sentido foi a recente mudança da legislação que fez com que o vencimento dos registros de aquicultores era de apenas um ano; agora, são de quatro anos. Isso estimula a atividade e ajuda a alavancar a criação, com desenvolvimento da economia local.

O setor busca apoio para elaboração de novos projetos para criação, incentivo à piscicultura familiar e auxílio às pesquisas, além de dar mais oportunidades aos pequenos e médios produtores e construção de mais viveiros escavados, os açudes. Essas exposições foram feitas ao Anuário pela ex-chefe da Aquicultura no Acre, Kelly Saldanha.

O Complexo Industrial Peixes da Amazônia S/A é um grande investimento feito pelos governos federal e estadual e produtores, porém não se viabilizou no formato inicial programado, o que -assim também pensa o Governo – obriga o Estado a reavaliar todo o projeto e encontrar uma alternativa para aproveitamento da indústria de ração, frigorífico e unidade de produção de alevinos.

A participação mais ativa do setor produtivo no processo decisório dos caminhos da Piscicultura no estado, associada a uma legislação ambiental que permita a celeridade nos processos de licenciamento ambiental e a livre escolha do produtor sobre o que produzir pode deslanchar a produção e aproveitar todo o ativo de viveiros existentes no Estado.

Na noite desta terça-feira (19) o secretário de Planejamento do Acre, Rafael Bastos, confirmou ao ac24horas que há investidores, inclusive de Rondônia, já apresentando propostas para tocar a Peixes da Amazônia. O modelo mais adequado está sendo produzido pela Agência de Negócios do Acre (Anac) e ainda não chegou na fase de valores. O inventário dirá a real situação da empresa. Mas em qualquer modelo, o Governo do Acre será apenas espectador.

Continuar lendo

Destaque 5

Hansenianos pedem socorro aos deputados contra fechamento da Colônia Souza Araújo

Publicado

em

Um grupo de hansenianos foi à Assembleia Legislativa do Acre nesta terça-feira, dia 19, para pedir ajuda aos deputados estaduais. O grupo tenta impedir que a Colônia Souza Araújo feche as portas por falta de recursos para manter os serviços em pleno funcionamento.

Os internos da colônia, que fica às margens da BR-364, bloquearam na última segunda-feira, dia 18, o trecho da rodovia. O bloqueio foi um protesto aos atrasos nos repasses do convênio financeiro celebrado entre Governo do Acre e Diocese de Rio Branco, para manutenção dos serviços.

Bio Souza, secretário de Comunicação do Movimento dos Hansenianos no Acre (MOHAM), destaca que a reivindicação do grupo é pela “garantia da manutenção dos trabalhos da [Colônia] Souza Araújo. Agora, a gente tem a informação de que o repasse será repartido para outras instituições geridas pela Diocese. Estamos reivindicando que eles têm uma vida digna ali dentro”, destaca.

Em nota, na última segunda, a Secretaria de Saúde do Acre informou que já havia protocolado o junto ao banco um pagamento no valor de R$ 220 mil referentes ao convênio com a Diocese de Rio Branco. O recurso é destinado para as comunidades Souza Araújo, Estrela do Amanhã e Arco Íris, mas não especificou quanto será destinado a cada uma.

O pagamento do restante do atrasado está sendo avaliado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) e o governo estuda a continuidade do convênio com o hospital. Segundo informações de funcionários da Souza Araújo, os débitos somam mais de 1 milhão de reais.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.