Conecte-se agora

Mesmo com vazante do rio, mais de 40 pessoas permanecem em abrigo no interior

Publicado

em

O nível do Rio Juruá, que chegou a 13,56 metros na última segunda-feira (3), reduziu quase 1 metro e está em 12,57 na manhã desta quinta-feira (6), ficando abaixo da cota de transbordo que é de 13 m.

Mesmo com a vazante, as 29 famílias que tiveram que sair dos bairros que foram afetados pela cheia ainda não têm previsão do retorno para casa.

A enchente, considerada a quarta maior em Cruzeiro do Sul, pelo Corpo de Bombeiros, inundou parte dos bairros da Várzea, Miritizal, Cruzeirinho, Lagoa, Manoel Terças, e as comunidades Olivença e Boca do Moa.

Nesses locais, 29 famílias tiveram que sair de casa, sendo que cinco foram acolhidas por familiares, dez estão em um abrigo coletivo e o restante está por conta de aluguel social.

As famílias que estão no abrigo recebem alimentação, assistência à saúde de apoio de assistentes sociais do município. De acordo com o coordenador do abrigo, Eutimar Sombra, as famílias todas são carentes e o atendimento dado pelo poder público ainda não é suficiente para manter as pessoas que tiveram que sair de casa por conta da cheia.

“São 45 pessoas que estão aqui no abrigo, sendo que 22 delas são crianças. A prefeitura montou uma força-tarefa para cuidar dessas pessoas, mas, mesmo assim, a gente pede que a sociedade que tenha roupa para doar, um colchão, fraldas descartáveis e outros produtos, que colabore, pois todas são famílias necessitadas mesmo”, diz Sombra.

Entre os ocupantes do abrigo está a dona de casa Graciete Gomes da Silva, de 37 anos, que tem 11 filhos. O mais novo está com apenas seis dias de vida. Nasceu no dia que a família teve que sair da casa onde mora no bairro Miritizal. A mãe e o marido estão desempregados e sobrevivem apenas com a renda de um benefício social.

“Ainda não sei como está minha casa depois que vazou porque ainda não fui lá ver, mas estou ansiosa para voltar, porque em casa é muito melhor, mais tranquilo e posso cuidar melhor das crianças. Por mim eu já tinha voltado”, disse Graciete.

O comandante do Corpo de Bombeiros, capitão Rômulo Barros, disse que ainda avalia que ainda não é o momento para levar as famílias de volta para suas residências.

“Ainda estamos em monitoramento permanente por conta das precipitações que estão sempre acima da média e, mesmo com a previsão de uma vazante acentuada nas próximas 24 horas, tem um critério avaliativo nas casas dessas famílias e só quando estivermos certezas é que essas famílias serão devolvidas para suas moradias”, destaca.

Por Mazinho Rogério  – G1 AC

Propaganda

Cotidiano

Polícia Militar prende suspeito de assalto após troca de tiros na estrada do Amapá

Publicado

em

Rodrigo da Silva Cruz, de 20 anos, acabou sendo preso na tarde deste sábado (15) pela Polícia Militar, suspeito por um crime de assalto ocorrido na casa de carne Boi Verde, localizada na Estrada do Amapá, em Rio Branco. Durante o assalto houve troca de tiros com um desconhecido que reagiu acabou baleando o assaltante na perna.

Segundo o registrado pela equipe policial que atendeu a esta ocorrência, eles estavam passando pela região quando deram de frente com os suspeitos na moto. Um deles fugiu tomando rumo ignorado pela mata durante a perseguição policial, e Rodrigo, que estava conduzindo a moto, foi seguido até sua residência onde tentou se refugiar, mas acabou sendo preso.

Na companhia do comparsa, o preso teria chegado ao lugar armado, em uma moto que havia sido roubada no dia 02 de dezembro, no estacionamento do Arena da Floresta.

Rodrigo foi conduzido ao Pronto Socorro da capital para passar por atendimento e depois apresentado na Delegacia de Flagrantes (Defla), para os procedimentos cabíveis ao crime cometido.

Continuar lendo

Cotidiano

Homem é encontrado morto com as mãos amarradas em cima de ponte, na Capital

Publicado

em

Um morador da Estrada Transacreana, em Rio Branco, acionou a polícia após encontrar o corpo de um homem na manhã deste sábado (15). A vítima, que estava com as mãos amarradas, foi deixada em cima de uma ponte do Riozinho do Rola.

O Centro Integrado de Operações em Segurança Pública do Acre (Ciosp) informou que a vítima estava sem identificação. O cadáver foi levado para o Instituto Médico Legal (IML).

Ainda segundo o Ciosp, o homem tem aproximadamente 20 anos e tinha perfurações de arma branca na cabeça. A polícia suspeita que a vítima foi assassinada em outro local e deixada na ponte.

Continuar lendo

Cotidiano

Câmara de Cruzeiro do Sul é notificada por não realizar eleição da Mesa Diretora

Publicado

em

A Mesa Diretora da Câmara de Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, foi notificada judicialmente por não ter, ainda, realizado a eleição para Presidente do Poder Legislativo. O ato, que pode ocorrer até o dia 31 de dezembro, foi questionado pelo vereador Chaguinha (PCdoB). O parlamentar pede a realização da sessão de eleição.

Segundo o presidente da Casa, vereador Romário Tavares, a atitude do vereador comunista não está de acordo com os desejos da população. Ele desqualificou a procura do parlamentar ao Judiciário para questionar uma ação do Legislativo, e classificou que a população não quer saber quem é o Presidente da Mesa.

“Eu fico triste porque a população de Cruzeiro do Sul não está preocupada com a eleição do presidente da Câmara, mas com os benefícios que merecem receber. Eu repudio essa atitude, e vamos responder a todas as informações que a Justiça está pedindo”, explica o chefe do Casa de Leis.

Enquanto a eleição não acontece, os vereadores avaliam o orçamento do Município para o ano de 2019. Ao todo, a Prefeitura estima uma receita de R$ 161 milhões para bancar o custo do município no próximo ano. A previsão de votação é até o dia 27 de dezembro, a exemplo da eleição, que ocorrerá até essa data.

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.