Conecte-se agora

Transtornos alimentares atormentam os jovens no país

Publicado

em

Reféns dos padrões de beleza estabelecidos pelo mundo da moda, jovens e adolescentes buscam alcançar formas nem sempre tangíveis. O problema é que essa obsessão pelo “corpo perfeito”, pode desencadear a bulimia e a anorexia, doenças classificadas no grupo de transtornos alimentares pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Esses distúrbios provocam alterações na alimentação e geralmente se manifestam na adolescência. As suas causas podem ter origem em fatores psicológicos, emocionais ou relacionados com o metabolismo. Em geral, eles surgem com mais frequência nas mulheres.

Sarah Mamona é formada em psicologia e explica que de acordo com o DSM-5 – Manual de Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, os transtornos alimentares são caracterizados por uma perturbação persistente na alimentação ou no comportamento relacionado a ela. “É essa perturbação que resulta no consumo ou na absorção alterada de alimentos que comprometem significativamente a saúde física ou funcionamento psicossocial”, assegurou. Os transtornos alimentares mais comuns são a bulimia, anorexia, obesidade e a vigorexia. Mas o universo de comportamentos envolvendo a comida vai muito além deles, porque cada indivíduo enxerga a comida de uma forma. Com isso, difere também os tratamentos, que podem incluir remédios, psicoterapia e reeducação alimentar.

Reconhecendo que essa pauta não é tão debatida, as psicólogas Sarah Manona e Niliane Brito estão com um projeto intitulado Mente Nutrida, que tem o objetivo de promover eventos falando dos transtornos alimentares e obesidade. “Inicialmente, queremos fazer uma roda de conversa e debater sobre o assunto. Além disso, queremos desenvolver conhecimentos e habilidades para o tratamento desses transtornos e discutir casos clínicos”, informa Niliane.

Fonte: Bárbara Maria – Ascom Educa Mais Brasil

Propaganda

Destaque 7

Rio Acre marca 14,40 metros neste sábado em Rio Branco

Publicado

em

O nível do Rio Acre chegou a 14,40 metros em Rio Branco, na manhã deste sábado, dia 19. Os dados são da Defesa Civil. Na cabeceiras o nível do manancial segue baixando. Na sexta-feira, dia 18, o nível do rio estava com marcação de 14,04 metros, ou seja, 36 centímetros a menos.

No interior do estado, o Rio Acre marcou, em Assis Brasil, 3,56 metros,e em Brasiléia 4,66 metros. Houve uma redução de 58 centímetros e 2,55 metros, respectivamente, nas últimas 24 horas. A Agência Nacional de Águas está monitorando os rios que cotam todo o Acre, com atenção a este.

Os números mostram ainda uma elevação de nível em Capixaba, com acréscimo de 34 centímetros. Já o Rio Xapuri e os números de Porto Acre, não foram divulgados na manhã deste sábado.

Continuar lendo

Destaque 7

Combate a Dengue é intensificado nos bairros de Rio Branco

Publicado

em

Para combater focos do mosquito Aedes Aegypti em Rio Branco, os agentes de endemias vão de casa em casa, acompanhados de representantes de associação de moradores, para orientar a população sobre a importância de evitar o acumulo de água, que possa servir de criadouro do mosquito. De acordo com a Vigilância Epidemiológica de Rio Branco, o número de notificações de casos de dengue aumentou 70% em dezembro de 2018, se comparado com o mesmo período de 2017. Os dados foram publicados pela EBC.

A Secretaria da Saúde segue alertando as pessoas, que precisam estar atentas, por exemplo, a tampas de garrafas, recipiente dos animais de estimação, baldes e outros objetos que acumulem água.

As equipes também fazem busca ativa por caixas d’água sem tampa.

Continuar lendo

Destaque 7

Rio Branco será palco de maior evento de MMA da Amazônia

Publicado

em

O Bodão Fighting Champioship, o maior evento de MMA (Artes marciais mistas) da Amazônia, acontecerá em Rio Branco no dia 7 de fevereiro, a partir das 19h, no Complexo de Eventos Maison Borges. A expectativa da organização é que mais de 2 mil pessoas prestigiem o evento que reunirá lutadores do UFC e do Bellator, duas das principais organizações de lutas do mundo.

De acordo com o organizador, o lutador acreano Francimar Bodão, serão 10 lutas durante a noite, sendo que o confronto principal será entre o brasileiro do Rio Grande do Norte, Ronny Markes contra o americano Andrew Smith. Atletas acreanos também entrarão no octógono para lutar contra rondonienses e potiguares. O card principal também será composto pelo confronto do acreano Victor Romero contra o rondoniense Bryan Felipe. Outra luta também do mesmo card ficará por conta do potiguar Carlão Silva contra o rondoniense Luiz Fernando.

“A expectativa do evento é a melhor possível. Pela primeira vez na história do Acre estamos trazendo lutadores do UFC, Bellator e o dono do cinturão sulamericano do Shooto Brasil. É um evento padrão internacional. A maioria desses lutadores tem contrato com essas organizações, e estarão lutando aqui para cumprir contrato”, salientou Bodão.

Bodão acredita que esse tipo de evento deve incentivar lutadores e até mesmo acadêmias locais a investirem mais no esporte. “Esse evento vai fazer com que todos olhem o MMA com mais profissionalismo, mostrando que isso pode ser feito no Acre. A gente não deixa a desejar para nenhum outro estado. Acredito que olhares e focos serão diferentes. E é um evento internacional que entra para o calendário do Estado, não tenho dúvida disso”, explicou.

Os ingressos para o evento estão sendo vendidos no Restaurante Sabor do Sul, Deck, Prime Academia, Farmácia de Manipulação Verde Vida e no Centro de Treinamento do Bodão. Neste primeiro momento, os valores das entradas variam entre R$ 50 para estudantes , R$ 100 para zona amarela, e R$ 120 na zona azul, que é o espaço frontal ao octógono. Camarotes empresariais para até 12 pessoas estão vendo vendidos por R$ 1.800,00, com direito a cerveja, água e refrigerante. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (68) 99981-5853 ou 99964-8570.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Leia Também

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.