Conecte-se agora

Alimentos da cesta básica estão mais caros

Publicado

em

O preço dos alimentos da cesta básica aumentou em 16 das 18 capitais brasileiras pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos ( Dieese). As altas mais expressivas foram em Belo Horizonte (7,81%), São Luís (6,44%), Campo Grande (6,05%) e São Paulo (5,68%). Houve queda em Vitória (-2,65%) e Salvador (-0,26%).

A cesta mais cara foi a de São Paulo (R$ 471,37), seguida pela de Porto Alegre (R$ 463,09), Rio de Janeiro (R$ 460,24) e Florianópolis (R$ 454,87). Os menores valores médios foram observados em Salvador (R$ 330,17) e Natal (R$ 332,21). Durante o ano de 2018, todas as capitais acumularam alta, com destaque para Campo Grande (14,89%), Brasília (13,44%) e Fortaleza (12,03%).

De outubro a novembro deste ano, os alimentos que apresentaram alta na maior parte das capitais pesquisadas foram tomate, batata, óleo de soja, pão francês e carne bovina de primeira. Já o leite integral teve queda de preços em 16 capitais.

Com base nesses valores, o Dieese estimou em R$ 3.959,98 o salário mínimo necessário para a uma família de quatro pessoas no mês de novembro, o equivalente a 4,15 vezes o mínimo atual, de R$ 954. Em outubro, o salário mínimo foi estimado em R$ 3.783,39. O tempo médio que um trabalhador levou para adquirir os produtos da cesta básica, em novembro, foi de 91 horas e 13 minutos. Em outubro de 2018, ficou em 88 horas e 30 minutos.

Propaganda

Cidades

João Donato percorre as ruas de sua infância no Acre no projeto Memórias Capitais

Publicado

em

O músico João Donato está no projeto Memórias Capitais, inciado em 2015 pelo Itaú Cultural. O músico percorre as ruas de sua cidade natal, Rio Branco, mas não há imagem apenas o áudio, sua voz comentando como era sua vida naquele lugar.

João Donato nasceu em Rio Branco, Acre, em 1934. Músico e compositor, sempre promoveu as fusões musicais. Morou nos Estados Unidos e hoje reside no Rio de Janeiro, no bairro da Urca.

Ele esteve na capital, percorreu ruas, passou pela casa onde morou.”Tinha um quintalzão”, conta João Donato. “Meu pai o primeiro piloto acreano. Eu me lembro de passar minha infância no quartel”, relata o músico, recordando as primeiras lições de música em um curso que fez com um sargento amigo do pai.

João Donato foi ao Colégio Acreano.”Fui estudante aqui”, comenta. Depois, foi ver as catraias no Rio Acre: “cada canoa tinha um nome… e tinha o Jabuti, que levava de graça”.

O projeto Memórias Capitais retrata cada capital brasileira através da provocação de lembranças íntimas de pessoas nativas desses lugares e que têm como ofício a criação. O projeto convidou um personagem conhecido de cada capital para realizar os programas.

Continuar lendo

Cidades

Animação acreana ´Juvenal e Oliver´ será lançada neste sábado, 20, no Teatro Recreio

Publicado

em

Com investimento de R$ 120 mil na produção, a animação “Juvenal e Oliver” será lançada no próximo dia 20, às 19 horas, no Cine Teatro Recreio. 100% acreano, o filme tem duração de 11 minutos e relata o universo lúdico do personagem Juvenal, um menino solitário e criativo que sofre com a ausência da mãe e o convívio conflituoso com o pai. Haverá uma segunda sessão às 20h15 com a versão em libras, legendagem descritiva e audiodescrição. A animação é criação e direção de Italo Rocha e Marcelo Zuza, cineastas e animadores acreanos. “O projeto é resultado de um recurso da Agência Nacional de Cinema e do Governo do Acre obtido através de edital. “Após o lançamento vamos continuar inscrevendo em festivais de cinema e continuar com outros projetos”, disse Ítalo Rocha ao ac24horas.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.