Conecte-se agora

Sebrae Acre elege novos dirigentes na tarde desta quarta-feira

Publicado

em

O novo superintendente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Acre (Sebrae) deve ser escolhido nesta quarta-feira, dia 05, em eleição que ocorre a partir das está horas, durante reunião do Conselho Deliberativo Estadual (CDE). Ao todo, 15 membros têm direito a voto no Colegiado Superior da instituição.

A briga para ocupar o posto mais importante do Sebrae acreano está entre o vice-presidente da Federação do Comércio do Acre, Marcos Lameira, e o bancário Marivaldo Melo, ex-superintendente do Banco da Amazônia no Acre. Como o ac24horas levantou, Marivaldo têm preferência entre os dois nomes.

A preferência dos membros do Conselho Deliberativo, por Marivaldo Melo, é simplesmente pela proximidade dele com o grupo do governador eleito Gladson Cameli, que tem, segundo fontes do portal, conversado, pessoalmente, com representantes das instituições que possuem cadeira no Colegiado do Sebrae.

Jurilande Aragão, atual presidente do Conselho, conversou, por telefone com a reportagem, e afirmou que ambos os nomes para os cargos de superintendente possuem extrema qualificação para a condução do órgão. “Será uma eleição tranquila, de muito louvor e, tenho certeza, tanto Marcos Lameira, como o Marivaldo Melo, têm condições firmes de conduzir o Sebrae”, pontuou.

O presidente do CDE não quis comentar, entretanto, rumores de que Gladson Cameli estaria interferindo, ainda que de forma involuntária, junto a alguns dos conselheiros do Serviço. Ele desconversou na hora em que foi perguntado sobre isso.

“Olha, sobre isso, eu tenho a dizer que todos os conselheiros, sem exceção, tem consciência do voto que será dado, e cabe a cada um decidir pelo que acredita e defende, por aquele candidato que melhor representa a sua instituição. O que tenho a dizer, simplesmente, é que todos os dois candidatos têm currículos muito, muito bons”, completou.

Nesta quarta-feira, os conselheiros também escolherão os próximos diretores Técnico e de Administração e Finanças. Outra escolha será do novo presidente do Conselho Deliberativo Estadual, e, ainda dos membros do Conselho Fiscal. “Esse é um momento muito importante para o Sebrae. Certamente os conselheiros tomarão o melhor rumo”, classifica.

Os membros do Conselho Deliberativo do Sebrae

Atualmente, o Conselho do Sebrae é composto por 15 instituições: Acisa, Banco da Amazônia, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Federação da Agricultura do Estado do Acre, Fecomercio, Federacre, Fieac, Funtac, Iel, Sebrae, Senar, Seplan, Suframa e Ufac. Um total de 15 membros efetivos.

Propaganda

Destaque 6

Caminhoneiros ameaçam greve a partir das 6h desta segunda-feira (16)

Publicado

em

Rumores de uma greve geral de camioneiros não estão totalmente confirmados. A previsão é que a partir das 6 horas desta segunda-feira (16) a categoria, ou parte dela, realize manifestações país afora.

A A Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) disse que não está organizando o movimento e que nada tem a ver com possíveis organizadores, como a CUT e o PT.

O Sindicato dos Transportadores de Bens no Acre (SINTRABA) foi contactado mas não respondeu às mensagens.

Veja a nota da ABCAM:

NOTA OFICIAL SOBRE POSSÍVEL PARALISAÇÃO NO DIA 16/12/19

A Associação Brasileira dos Caminhoneiros (ABCAM) declara que não possui qualquer negociação com a CUT e o Partido dos Trabalhadores, muito menos participação na organização de uma possível paralisação programada a partir do dia 16 de dezembro de 2019, como andam divulgando por aí, principalmente em grupos de caminhoneiros.

Por ora, não nos posicionaremos, pois ainda estamos lidando com o ônus judicial gerado pela paralisação de 2012, em São Paulo e a paralisação nacional de 2018. Não mediremos esforços para garantir melhores condições de trabalho para a categoria, seja com a criação de novas políticas ou renovação das já existentes.

Brasília, 10 de dezembro de 2019

Associação Brasileira dos Caminhoneiros

Continuar lendo

Destaque 6

TSE regulamenta eleições 2020: até as Forças Armadas e TCU podem fiscalizar e auditar

Publicado

em

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) definiu as primeiras quatro resoluções com regras para a eleição municipal de 2020, entre as quais a que regulamenta os procedimentos de fiscalização e auditoria do sistema eletrônico de votação.

Neste caso, a principal novidade foi a ampliação do rol de entidades que podem fiscalizar a votação, que passa agora a incluir, por exemplo, as Forças Armadas, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o Tribunal de Contas da União (TCU) e entidades privadas, sem fins lucrativos, que possuam notória atuação em fiscalização e transparência da gestão pública e sejam previamente credenciadas junto ao TSE.

Elas se juntam às entidades que tradicionalmente já constavam da lista, como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Congresso Nacional, Supremo Tribunal Federal (STF), Ministério Público, Polícia Federal e os departamentos de tecnologia da informação de universidades.

Outra resolução aprovada na quinta-feira foi a que regulamenta a realização de pesquisas de intenção de voto, que – a partir de 1º de janeiro – só poderão ser realizadas mediante registro de uma série de informações junto ao TSE.

Pela primeira vez, essa resolução passa a trazer a proibição expressa de que sejam excluídos da lista da pesquisa os nomes de candidatos que tenham a confirmação de seu registro de candidatura ainda pendente de aprovação pelo TSE.

 

Continuar lendo
Propaganda
Propaganda

Mais lidas