Conecte-se agora

PF cumpre mandados de prisão

Publicado

em

A Polícia Federal (PF) cumpre hoje (5), no estado do Rio de Janeiro, 11 mandados de prisão e 26 de busca e apreensão na 57ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Operação Sem Limites. Dez mandados de prisão preventiva são na capital e um em Niterói.

Entre os 26 mandados de busca e apreensão também há dois em Petrópolis, na região serrana do Rio, e um em Curitiba.

Os presos serão levados para Curitiba, onde responderão por crimes como o de corrupção, organização criminosa, crimes financeiros e de lavagem de dinheiro na 13ª Vara Federal de Curitiba.

Segundo a polícia, as investigações indicam a existência de uma organização criminosa que lesou a Petrobras na área de compra e venda de petróleo e derivados por ou para empresas estrangeiras. O esquema teria operado até meados de 2014, com o envolvimento de funcionários da estatal.

O grupo agia para garantir vantagens indevidas a executivos e ganhos acima dos praticados pelo mercado às empresas envolvidas, que também teriam realizado negócios irregulares de locação de tanques de armazenagens.

A Polícia Federal detalhou que as operações de compra e venda de petróleo e derivados eram de responsabilidade da Diretoria de Abastecimento, mas não necessitavam de aprovação prévia da diretoria para ocorrer.

“Circunstância que facilitava sobremaneira a pulverização dos esquemas ilícitos nas mãos de diversos funcionários de menor escalão, vinculados à Diretoria de Abastecimento, e que exerciam suas funções tanto no Brasil quanto nos escritórios da Petrobras no exterior”, diz a nota da PF, acrescentando que esses funcionários usavam variações ínfimas nas operações para produzir um montante de recursos ao longo do tempo.

Propaganda

Cidades

Homem é preso por tentar estuprar menino de 10 anos em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Um homem foi preso nesse final de semana por suspeita de tentativa de estupro a um menino de 10 anos, no município de Cruzeiro do Sul. Segundo a polícia, a criança estava dormindo quando o criminoso invadiu a casa dela.

O delegado Vinícius Almeida disse que a mãe tinha saído e deixado o menino em casa quando o caso aconteceu. “Não teve contato físico, vale afirmar isso. O menino estava em casa dormindo quando esse homem entrou na casa, foi para o quarto da criança e começou a se despir”, disse.

O menino acordou, conseguiu fugir e acionar a Polícia Militar que prendeu em flagrante o acusado. “Ele correu para outro quarto então o homem saiu da casa e ele [vítima] chamou a polícia que fez a prisão”, afirmou.

O homem foi indiciado por tentativa de estupro de vulnerável e já foi encaminhado ao presídio. “Ele era conhecido da vítima, morava no mesmo bairro. Estava completamente bêbado e foi preso em flagrante nas proximidades da casa”, declarou.

Com informações Juruá OnLine

Continuar lendo

Cidades

Falta de energia afeta 200 mil pessoas em cidades do Amazonas

Publicado

em

No Amazonas, cerca de 200 mil pessoas estão sem energia elétrica nas cidades de Iranduba, a 37 quilômetros (km) de Manaus, e Manacapuru, a 103 km da capital.

A Prefeitura de Manacapuru anunciou a locação de geradores de energia e carros pipa, já que o bombeamento de água na cidade também ficou prejudicado. O prefeito, Beto D´Ângelo, também pediu apoio do governo estadual para garantir a segurança na cidade.

“Acreditamos que mesmo diante da dificuldade, das adversidades, as instituições estão aqui presentes pra a gente dar resposta”, afirmou o prefeito.

O fotógrafo Edmar Barros conta que o comércio nas duas cidades está muito prejudicado. Vários alimentos perecíveis tiveram de ser jogados no lixo e o prejuízo dos comerciantes é grande.

“A situação pior ainda é que nessa época aqui na região amazônia o calor é extremo. Algumas pessoas estão dormindo na rua. Tiram o colchão da casa e botam pra fora a rede e tentam dormir porque está sem condições”, conta Barros.

Órgãos de defesa do consumidor, como o Procon e a Defensoria Pública do Amazonas, acompanham a situação em Iranduba e Manacapuru.

Representantes desses órgãos estiveram nessa segunda com a diretoria da empresa Amazonas Energia, responsável pela distribuição de energia na região.

A empresa anunciou a contratação de mergulhadores para verificar o problema no cabo de energia subaquático. Outra medida tomada foi o envio de geradores para as cidades afetadas e a ativação de uma usina termelétrica para garantir o abastecimento de hospitais.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.