Conecte-se agora

Para o governador eleito Gladson Cameli, a salvação pode estar no final da fila

Publicado

em

O jogo das indicações foi prorrogado aos 48 minutos do segundo tempo. E, mesmo nos acréscimos, Gladson Cameli continua com dificuldades para escalar seu time conforme os eleitores esperam. Como numa partida de futebol, o “esquema tático” não tem funcionado e os titulares ainda não tocaram na bola, apenas foram apresentados à torcida. O que ninguém esperava era tanta cara nova substituindo “prováveis titulares”.

Na verdade, Gladson tenta vencer com o que tem. Seu principal atleta joga do banco. Malheiros faz papel de técnico, escalando o time sob seu olhar crítico. E, por enquanto, parece ter a confiança do governador eleito.

Durante a campanha, Gladson disse possuir uma tática infalível para os problemas do Acre. Mandou um recado dizendo que a segurança tão esperada surgiria num passe de mágica e garantiu transformar a economia do Acre em próspera, usando o agronegócio como remédio.

Justamente nestes dois casos o novo governo eleito se atola. Não diz a quem vai confiar a vida das pessoas e nem quem será o cara que vai tocar a pasta responsável por girar a economia. Nos dois casos o jogo parou e o juiz [Gladson] não deixa ninguém tocar na bola.

Com um orçamento de R$ 6,6 bilhões previstos para 2019, Gladson ainda não definiu o quanto o setor do agronegócio vai ter disponível. Especialistas acham que pelo menos R$ 600 milhões estariam de bom tamanho para o primeiro ano. Mas o futuro ocupante da Casa Rosada ainda não deu sinais de quanto vai injetar.

A fila não pode parar. Enquanto o impasse permanece, eis que surge uma longínqua possibilidade de a pendenga ser resolvida, sem uma indicação de Petecão ou de Rocha. No final da fila, bem no final, já onde os olhos não alcançam, nota-se a imagem de um homem. Articulando-se com um discurso novo e que chama a atenção pela fala bonita e números estatísticos, que faz soar na cabeça de pessoas que apenas assistem ao jogo.

É Assuero Veronez, que surge como o homem que pode dar a Gladson aquilo que o novo Cameli plantou durante o período eleitoral: a esperança de recuperar a economia do Acre por meio do agronegócio.

Aí vão surgir aqueles com a perguntinha: E o Assuero é nosso? Não é nosso não, mas é a salvação que Gladson necessita para não morrer na praia, depois de atravessar o mar revolto. Só Assuero toca este setor com competência, sem ser influenciado por ninguém. Tem três coisas a seu favor: competência, conhecimento do agronegócio e é um grande criador de gado. Quer mais?

Propaganda

Acre 01

Preso, Lula é agraciado pelo Prêmio Chico Mendes concedido pelo governo do Acre

Publicado

em

Mesmo cumprindo prisão em regime fechado na carceragem da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi agraciado pelo governo do Acre com o Prêmio Chico Mendes de Florestania. Em 2018, o prêmio é especial por lembrar os 30 anos do assassinato do líder seringueiro, ocorrido em 22 de dezembro de 1988.

A solenidade de premiação aconteceu na noite de sábado (15) na cidade de Xapuri, terra de Chico. Como não pode comparecer à premiação, Lula enviou uma mensagem que foi lida pela ambientalista Lucélia Santos.

“Me emociona demais essa homenagem. Ela mostra que mesmo que hoje o dia pareça escuro, as sementes que plantamos, eu e Chico juntos, se transformaram em grandes árvores, que não serão derrubadas facilmente e que ainda darão muitos frutos e novas sementes, a serem plantadas por vocês, para um futuro melhor para o Acre, o Brasil e o mundo.”

A escolha do ex-presidente petista foi justificada por sua contribuição, enquanto ocupante do Palácio do Planalto (2003-2010) do desenvolvimento econômico do Acre. Lula era amigo de Chico Mendes quando este liderava o movimento de seringueiros contra a destruição da floresta para, no lugar, ser colocado pasto.

O passado do ex-presidente pela região foi lembrado por Raimundão Mendes, primo de Chico. Hoje com 73 anos, Raimundão também participou dos “empates” e outros movimentos de resistência dos seringueiros.

“Lula foi um verdadeiro baluarte de apoio e solidariedade às lutas do movimento sindical do Acre. Esteve em Xapuri várias vezes, inclusive quando assassinaram o companheiro Chico Mendes, mais uma vez estava presente prestando solidariedade à nossa luta aqui na região. Lula é irmão dos acreanos, portanto, é mais do que justo que prestemos essa homenagem a ele”, disse.

Outro homenageado ilustre nesta edição do Prêmio Chico Mendes foi o papa Francisco, que recebeu da primeira-dama, Marlúcia Cândida, o troféu que simboliza a premiação. O pontífice foi homenageado na categoria especial “De Francisco Para Francisco”.

Desde que Lula foi preso, em abril, para cumprir a condenação por lavagem de dinheiro e corrupção passiva, o governador Sebastião Viana (PT) se apresenta como um dos principais entusiastas da soltura do ex-presidente, dizendo que o petista sofre injustiça e é um preso político.

Leia na íntegra o discurso enviado por Lula

Governador Tião Viana e demais autoridades presentes,

Meus amigos, minhas amigas,

Quem conhece a natureza, como o povo do Acre conhece, quem conhece a Amazônia, quem cultiva a terra, sabe que da semente plantada até termos uma grande árvore leva tempo.

Por isso sabe quanto é importante plantar sementes na vida, cuidar com carinho e ter paciência até a árvore crescer e dar boa sombra e frutos.

Eu conheci o Chico Mendes na época da fundação do PT, junto com outros companheiros de todo país que queriam semear a luta pela democracia e justiça social. Um metalúrgico do ABC e um seringueiro de Xapuri com milhares de quilômetros de distância entre eles mas próximos no desejo de um Brasil melhor. Não éramos filhos de fazendeiros, de empresários, bacharéis. Éramos um metalúrgico e um seringueiro que percorreram longos caminhos.

Não tinha celular, não tinha internet, não tinha whatsapp, tinha telefone e olhe lá. A gente tinha mesmo era que rodar na estrada, viajar de ônibus, nos encontrar e valorizar cada encontro, cada troca de ideia.

O companheiro Chico protegia as árvores e os seus companheiros com a coragem, com seu próprio corpo. Em um fim de ano como esse, gente covarde e gananciosa achou que matando Chico, que tirando o corpo dele do caminho, iam esmagar a floresta e a esperança do povo do Acre. Eles achavam que matando Chico matariam sua luta.

Eu deixei a Marisa e as crianças às vésperas do Natal e fui em um aviãozinho me despedir do meu companheiro e falar exatamente isso para seus parentes, amigos e companheiros: as ideias de Chico continuariam vivas e cada vez mais fortes.

Hoje, 30 anos depois, podemos ver que muitas árvores nasceram das sementes plantadas pelo Chico.

O aumento da consciência ecológica dos brasileiros e no mundo todo, que resistem e irão resistir a ganância dos poderosos na proteção da Amazônia.

Com muita Justiça, tive a honra de batizar o nome do Instituto que cuida das unidades de conservação da natureza no Brasil de Chico Mendes.

O Acre era governado por gente que cortava com motosserras seus adversários. Os governos do PT no Acre, liderados pelo Tião e pelo Jorge Vianna, mudaram o estado, modernizando-o e trazendo desenvolvimento com consciência econômica e social. Não é fácil nem pouco ganhar 5 eleições seguidas. As pessoas começam a dar de barato conquistas feitas com muita luta e trabalho. Mas, meus amigos Tião e Jorge, não tenham dúvida de que vocês tem seus nomes na história do Acre e do Brasil.

A Marina Silva foi senadora, minha ministra do Meio Ambiente, depois disputou três eleições presidenciais. Como seria possível antes do Chico Mendes e do PT do Acre Xapuri ter uma filha da sua terra de origem popular candidata a presidência?

Eu hoje, infelizmente, não posso estar no Acre onde tantas vezes estive, para receber esse prêmio. Queriam matar as ideias de Chico Mendes. Querem calar as minhas. Nem entrevista me deixam dar.

Justamente por não poder estar aí com vocês, me emociona demais essa homenagem. Ela mostra que mesmo que hoje o dia pareça escuro, as sementes que plantamos, eu e Chico juntos, se transformaram em grandes árvores, que não serão derrubadas facilmente e que ainda darão muitos frutos e novas sementes, a serem plantadas por vocês, para um futuro melhor para o Acre, o Brasil e o mundo.

Muito obrigado,
Forte abraço,

Luiz Inácio Lula da Silva”

Continuar lendo

Acre 01

ASSISTA – Vídeomaker mostra o dia a dia dos Influenciadores Digitais e ação social no Rio Croa

Publicado

em

Eles são “estrelas”

O mundo digital é fascinante, intrigante e mágico!

Cheio de contrastes.

Nada de mais pra quem está acostumado com a fama e notoriedade. O ac24horas se propôs a acompanhar o trabalho deles.

O vídeomaker Kennedy Santos, descobriu que além de vender ou dar visibilidade à produtos e pessoas, os influentes digitais também fazem trabalho social, coisa que nem sempre mostram. Kennedy acompanhou uma boa galera na comunidade do rio Croa, uma área de preservação ambiental, onde a simplicidade e receptividade são as principais características. Curta conosco este vídeo e assista até o final, vale muito a pena.

Ação social

A ação social pensada por Juliana Vellegas e Ana Cecília, digital influencer de Cruzeiro do Sul, teve ajuda de empresários da cidade. Elas usaram da amizade com alguns comerciantes e abriram mão do cachê para conseguir as doações. Foram doados chuteiras, meiões e roupas. Além disso, um lanche foi servido aos moradores da comunidade. Veja algumas fotos da viagem ao Rio Croa e o vídeo do ensaio fotográfico.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ensaio fotográfico

O ensaio foi programado por uma importante grife. As influenciadoras tiveram ajuda do influencer Andre Inácio. O fotógrafo Rogério Amaral, foi o escolhido para fotografar.

Continuar lendo

Acre 01

Integrantes de facção criminosa invadem residência no Ilson Ribeiro e matam rival a tiros

Publicado

em

Na noite desta quinta-feira (14), um jovem de 22 anos foi assassinado a tiros dentro de uma residência localizada na Rua da Foca, região do bairro Ilson Ribeiro, em Rio Branco.

Marcos Vinícius Martins de Lima

O jovem foi identificado como Marcos Vinícius Martins de Lima e teve a casa invadida por supostos integrantes da facção “Comando Vermelho”. Segundo o informado por testemunhas, os homens estavam em grupo e chegaram se amontoando na frente da residência. Por volta das 23h a casa foi arrombada e Marcos foi executado com vários tiros dentro da sala, em seguida fugiram tomando rumo ignorado.

A Polícia Militar foi acionada bem como ainda uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel Urgência (Samu), para atestar o óbito da vítima. Ele foi alvejado com tiros nas costas, braço e cabeça.

O local ficou isolado para os trabalhos da perícia até que o corpo fosse removido a base do Instituto Médico Legal (IML). O caso deverá ser investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (Dhpp).

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.