Conecte-se agora

Gladson confirma Paulo Wadt para a agricultura e desagrada Petecão

Publicado

em

O governador eleito Gladson Cameli anunciou o pesquisador Paulo Guilherme Salvador Wadt, servidor de carreira da Embrapa, como secretário de Agricultura de seu governo.

Paulo Guilherme Salvador Wadt

Paulo é doutor em agronomia e tem pós-doutorado na área. Ele será o responsável por um setor estratégico para o desenvolvimento do estado. Durante a campanha eleitoral, Cameli prometera colocar o Acre no caminho do agronegócio, por isso a escolha de uma pessoa estritamente técnica. Paulo é uma indicação do PSDB do vice governador Major Rocha.

“Escolhemos um nome qualificado e preparado para colocar em prática nosso projeto de incentivar a produção, com a geração de renda. Estamos colocando as pessoas certas nos lugares certos, pensando no bem da nossa população”, disse.

O anúncio de Gladson deve resultar em um rompimento político entre ele e o senador Sérgio Petecão. Nesta terça-feira, 04, o senador do PSD disse que sairia do governo se Gladson não cumprisse o que lhe prometera: os cargos das secretarias de Agricultura e Produção do Estado. Gladson preferiu atender o PSDB. Petecão havia indicado o ex-deputado estadual Jairo Carvalho e o agrônomo Nilton Craveiro para assumir o setor.

Israel Milani

FILHO DE VANDA MILANI ASSUMIRÁ MEIO AMBIENTE

Já o médico e piscicultor, Israel Milani, assumirá a Secretaria de Meio Ambiente, segundo foi confirmado pelo governador eleito na noite desta terça-feira (04). O futuro secretário de Meio Ambiente, Geraldo Israel Milani Nogueira, é graduado em medicina e pós-graduado em ultrassonografia geral, pecuarista, piscicultor (Pioneiro no sistema semi-intensivo de criação de peixes no estado do Acre e também na Feira Anual de Agricultura Familiar, especificamente, Feira do Peixe). Idealizador e sócio proprietário do primeiro frigorífico de filetamento de peixes no Estado do Acre. Israel é filho da deputada federal eleita, Vanda Milani (Solidariedade)

Propaganda

Destaque 2

Vendedor de Churrasco e Músico são mortos no segundo distrito de Rio Branco

Publicado

em

Um duplo homicídio foi registrado na capital na noite deste domingo, 26. Ronilton da Silva Queiroz, de 35 anos, e o músico Raimundo Conceição, 54 anos, foram mortos a tiros na noite, em via pública , na Travessa São Bento, no bairro Recanto dos Buritis, no segundo distrito de Rio Branco.

De acordo com informações da polícia repassadas ao ac24horas, Ronilton estava prestando serviço no churrasquinho para uma namorada, quando dois homens não identificados se aproximaram em uma motocicleta e o garupa de posse de uma arma de fogo ameaçou atirar em Ronilton, que ao perceber que iria ser baleado correu para atrás do músico Raimundo que não tem envolvimento com organização criminosa, que estava apenas comprando a janta da noite.

O criminoso efetuou vários tiros e conseguiu acertar Ronilton com 6 disparos em várias partes do corpo. Raimundo que estava no local e na hora errada foi ferido com 2 tiros. Após a ação os criminosos fugiram do local.

Duas ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas, mas ao chegar no local nada pode fazer pelas vítimas que já se encontravam mortas.

O local foi isolado pela Polícia Militar até a realização da perícia tecnita. Várias rondas foram feitas na região na tentativa de encontrar os autores do crime, mas ninguém foi preso.

Os corpos das vítimas foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavérico. O caso sera investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A Polícia acredita que a motivação do crime foi um acerto de conta entre facções.

Continuar lendo

Destaque 2

“Na semana da votação, vou pra Brasília ser cabo eleitoral”, diz governador sobre Reforma

Publicado

em

Durante seu discurso em cima do carro de som do Instituto Conservador do Acre, o governador Gladson Cameli afirmou que não irá ficar em cima do muro. Assim como na manifestação deste domingo, 26, garantiu que irá apoiar a reforma da Previdência pessoalmente, em Brasília.

“Temos, sim, que apoiar a aprovação da reforma da Previdência. Precisamos criar condições de trabalho aos brasileiros”, disse Cameli.

De acordo com sua fala, o país e o Acre também precisam, além da reforma previdenciária, da reforma Fiscal, Tributária e Política.

“Vou para Brasília na semana de votação da reforma (da Previdência), ser como cabo eleitoral. Meu posicionamento é claro, queremos um Acre melhor e fortalecido”.

O governador finalizou o discurso dizendo que o presidente Bolsonaro já começou a olhar para o Acre: “ele é grato pela votação que recebeu”.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.