Conecte-se agora

Os detalhes da posse de Gladson Cameli e a mudança do eixo do poder

Publicado

em

Uma posse é uma posse, né mores??

E a posse do governador eleito Gladson Cameli, no dia primeiro de janeiro de 2019, promete ser daquelas difíceis de esquecer. Não por pompa e circunstância, mas pelo cuidado com que vem sendo organizada. Para começar não será na madrugada, como em posses anteriores. Gladson não irá a posse de Jair Bolsonaro em Brasília. Entende a importância política da mudança de poder, afinal é uma nova força política assumindo o comando do Estado, e a importância que a posse carrega para os anos que estão por vir.

Marcada para começar às 16h, com o deslocamento do governador e sua família para a Assembleia Legislativa, onde será empossado pelo presidente da Casa, o cerimonial será de Izabel Barros e terá entrega da faixa governamental com participação do pai do governador, o empresário Eládio Cameli e do seu filho Guilherme nas escadarias do Palácio Rio Branco, benção ecumênica, palanque de autoridades em frente à Assembleia Legislativa, desfile das tropas militares e shows com bandas locais após as solenidades na Assembleia e Palácio do Governo e um jantar de comemoração para familiares e amigos em local ainda ser definido.

O ponto alto da festa deve ficar mesmo a entrega da faixa governamental com participação do pai e do filho do governador eleito, com direito a música especial cantada por um coral vindo de Cruzeiro do Sul, terra natal dos Camelis e show de efeitos especiais no Palácio seguido do pronunciamento oficial, o primeiro já efetivamente como governador empossado.

A presença da família Cameli, em especial o pai do governador, não é pouca coisa. Desde que o irmão Orleir Cameli (já falecido) deixou o governo do Acre em primeiro de janeiro de 1999, Eládio Cameli evita vir a Rio Branco. Prefere ir para Cruzeiro do sul. Tem seus motivos. E, talvez por isso, o governador eleito tenha feito questão de determinar que fosse incluído na cerimônia a entrega da faixa governamental com o pai e o filho ao lado.

Não é segredo para ninguém que este deve ser um dos dias mais importantes da vida do futuro governador, uma vez que ele sonha com isso desde a infância. E para uma data tão importante, na mais justo que uma cerimônia marcante. Simples, sem exageros, mas com forte significado político e familiar. A família Cameli estará em peso participando do evento, 25 anos depois de tudo a que foram submetidos por um dia ousarem governar o Estado.

Mas não serão apenas os olhares do pai, dos tios, primos, sobrinhos e amigos de Gladson Cameli – e tão pouco dos políticos e aliados de primeira, segunda e terceira hora, que estarão atentos à cerimônia. O Acre inteiro estará atento e cheio de expectativas como o futuro que está por vir. Trata-se de uma mudança radical no modo de governador. É a concretização daquilo que já sabemos desde outubro: o poder no Acre mudou de mãos.

Como diz um amigo, entendedores entenderão.

Voltemos à posse e a questões mais frugais.

Os ternos que serão usados por Gladson Cameli e seu filho Guilherme foram feitos sob medida pelo estilista Ricardo Almeida. Renomado internacionalmente, Almeida é acostumado a vestir políticos em posses, inclusive presidentes. É um modelo no estilo Pai&Filho, em tom de azul escuro, bem adequado para uma solenidade marcada para começar às 16h e com final previsto para as 23h, após o jantar d e confraternização.

A esposa de Gladson Cameli também já escolheu o modelo que vai usar. Trata-se de um Dolce&Gabanna – pelo que soube é do tipo divo -, e como ela sempre se veste muito bem, não há dúvidas de que será muito comentado na sociedade acreana por semanas e semanas. As mulheres da família Cameli gostam de vestir-se bem. Suas amigas também. E quem vai à posse precisa levar isso em consideração.

Os pais de Gladson, Eládio e Linda Cameli, também já encomendaram os looks do grande dia, assim como seus filhos Gledson e Eládio Jr. e suas esposas, mas destes não tenho o menor conhecimento (a colunista aqui tem sérias restrições de informações neste campo), mas sei que estarão na comitiva oficial do governador eleito na chegada à Assembleia, no carro seguinte ao do governador, assim como sua tia, a ex-primeira-dama Beatriz Cameli – outra que se veste muito bem – e o filho Linker Cameli, filho caçula do ex-governador Orleir Cameli com looks memoráveis. Não esqueçam: governo novo, novas tendências.

Por enquanto é isso. Quando souber mais conto para vocês…

Propaganda

Charlene Carvalho

Um pesto de jambu, peixe crocante, risoto com camarão e a alquimia Amazônica

Publicado

em

Continuar lendo

Charlene Carvalho

Renúncia de Gladson no Senado fica para primeira quinzena de dezembro

Publicado

em

Continuar lendo

Charlene Carvalho

Palmeiras campeão, Weverton da Baixada e a acreanidade (já?) esquecida

Publicado

em

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.