Conecte-se agora

Heleno não vê derrota do novo governo em reajustes para STF

Publicado

em

O general da reserva Augusto Heleno, indicado para assumir o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), afirmou hoje (8) que não considera uma derrota para o governo eleito a aprovação, pelo Senado, de reajustes para os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e o procurador-geral da República.

“Não é derrota nem preocupação”, disse o general ao chegar para uma reunião no apartamento funcional do presidente eleito Jair Bolsonaro.

Segundo o oficial da reserva, a preocupação é com despesas e gastos. “Tenho certeza que ele [Bolsonaro] não considera derrota. É preocupação até pelos gastos que foram anunciados. Tem que ser muito bem estudado.”

Para o general, o impacto tem de ser analisado pela equipe econômica do governo eleito. “Não dá para fazer essa avaliação aqui. Isso ele [Bolsonaro] tem que avaliar, principalmente o Paulo Guedes, avaliar o impacto.”

Ontem (7) o Senado aprovou o reajuste que altera o subsídio dos 11 integrantes do STF e da atual chefe do Ministério Público Federal, Raquel Dodge, de R$ 33,7 mil para R$ 39 mil, e provoca um efeito cascata sobre os funcionários do Judiciário, abrindo caminho também para um possível aumento dos vencimentos dos parlamentares e do presidente da República.

Defesa
Ao comentar a formatação do Ministério da Defesa, o general Augusto Heleno disse que o aconselhável é que ocorra um “equilíbrio de forças” entre os cargos, envolvendo a Aeronáutica, a Marinha e o Exército. Segundo ele, esse equilíbrio facilita as negociações e agrega conhecimento.

“É necessário uma diversidade de visões e opiniões para as decisões que têm ser tomadas no Ministério da Defesa”, disse, acrescentando que “o que se busca é esse equilíbrio, porque as Forças [Armadas] têm visões diferentes, até estratégicas.”

Propaganda

Acre

Governo renova convênio com Hospital Santa Juliana por 12 meses

Publicado

em

O convênio existente entre o Governo do Estado do Acre por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesacre) e a Diocese de Rio Branco com o Hospital Santa Juliana, foi reajustado os últimos detalhes na última quarta-feira (17).

“Estamos muito satisfeitos pois, ambas as partes entraram em acordo e hoje fechamos o ciclo de reuniões e ajustes do plano operativo e jurídico do termo de convênio com o Hospital Santa Juliana. A previsão é que na próxima semana seja realizada a assinatura do convênio”, explicou o Secretário de Saúde em exercício, Erisson Calixto.

O contrato que terá validade de 12 meses, contempla todos os serviços que o hospital oferece, nas áreas de cardiologia, ginecologia obstetrícia e clínica, com atendimentos de baixa, média e alta complexidade.

Com informações Agência de Notícias do Acre.

Continuar lendo

Acre

Polícia Federal prende homem com quase 900 medicamentos abortivos

Publicado

em

A Polícia Federal do Acre prende durante a Operação Semana Santa, na noite dessa sexta-feira, 19, um homem portando 896 pílulas do medicamento abortivo Cytotec. Ele trafegava em um veículo na BR – 317, estrada de Xapuri, quando foi abordado pelos policiais.

Durante a abordagem, os agentes encontraram os medicamentos escondidos no interior do carro em que o suspeito conduzia. Questionado sobre a procedência dos remédios altamente perigosos, o suspeito revelou à polícia que havia comprado na Bolívia.

Ele ainda informou que gastou cerca de R$ 17 mil e chegaria a lucra até R$ 116 mil com a venda clandestina no Acre. A venda do Cytotec é proibida no Brasil. No mercado ilegal, cada pílula pode custar R$ 150, na Bolívia.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.