Conecte-se agora

Diarista realiza o sonho da graduação e se forma em Gastronomia

Bolsa de estudo foi essencial para realização deste sonho

Publicado

em

De diarista a graduada em Gastronomia. Essa é a história de superação de Vitorina dos Santos, de 41 anos. Com o sabor dos seus quitutes e boa dose de dedicação, ela conquistou, não só clientes, como também o seu diploma. “Passei muito tempo pensando que deveria ir em busca de algo melhor”, conta a baiana que é filha de agricultores e a primeira da família a concluir um curso de nível superior.

Vitorina lembra da cerimônia de formatura, realizada 05 de agosto, como um momento mágico. “Estou muito feliz e até agora não consigo acreditar”. Como muitos brasileiros, ela sempre viveu com um orçamento apertado, que nem sempre dava para priorizar a educação. “O valor integral de uma faculdade é muito alto. Graças ao desconto de 50%, consegui realizar meu sonho”, comemora referindo-se à bolsa de estudo concedida pelo Educa Mais Brasil, maior programa de inclusão educacional do país.

Mesmo com tantas dificuldades enfrentadas, ela saboreia hoje o gostinho da vitória e já sente os pontos positivos de ter o ensino superior no currículo. “Estou terminando um ateliê de culinária em minha casa e estou trabalhando para mim mesma com encomendas”, conta. Otimismo é o tempero que trará sucesso para sua vida profissional após a sonhada formatura. “Eu nunca me senti tão bem. Todo mundo elogia as minhas comidas”, emenda feliz.

A construção do espaço físico do Ateliê de Culinária da Vítoria está sendo o primeiro passo. Antenada com o mercado, a recém-formada em Gastronomia também dedica tempo e energia para a divulgação dos seus quitutes nas redes sociais. Além da página no Facebook, intitulada de Vitória Doces e Salgados, ela mantém um perfil no instagram (@vitoria_cake_designer) onde fomenta encomendas de salgados, pães, bolos artísticos e doces finos. “Apesar de não ser um dinheiro fixo, pude aumentar ainda mais a minha renda mensal depois que iniciei o curso. Todo mundo ama os meus pãezinhos”, revela orgulhosa.

A gastrônoma já realiza entregas maiores para alguns estabelecimentos mas o doce sonho de futuro é investir em novas especializações. “Quero começar com algo pequeno e ir crescendo aos poucos. O meu próximo passo é um curso de confeitaria”, planeja. Para quem ficou com o delicioso gostinho de superação na boca, Vitorina deixa um recado. “O estudo é fundamental na vida da gente. Digo isso para minha filha todo dia”.

Se, assim como Vitorina, você também tem o sonho de ingressar em uma faculdade, conte com a ajuda do Educa Mais Brasil. O programa oferece bolsas de estudo de até 70% para diversos cursos de graduação. Acesse o site do Educa Mais Brasil, confira as oportunidades da sua região e mude a história da sua vida. A inscrição é gratuita.

Propaganda

Destaque 4

Madeira apreendida é usada em revitalização do Parque de Exposições para a Expoacre

Publicado

em

Cerca de 300 metros cúbicos de madeira apreendida pelo Instituto de Meio Ambiente do Acre (IMAC) está sendo reutilizada pelo governo do Acre na revitalização do Parque de Exposições para a realização da Expoacre 2019. Os insumos foram doados pelo próprio Imac à Secretaria de Estado de Empreendedorismo e Turismo.

A madeira foi apreendida durante fiscalização ambiental, pois estava irregular. Por lei, madeiras apreendidas são redirecionadas a obras sociais. Com isso, o governo economiza aproximadamente R$400 mil reais, que seriam destinados para a compra do material necessário.

Foi necessário que duas equipes do Imac trabalhassem por dez dias para garantir a utilização do produto e a reforma do parque de exposição. “Isso vai beneficiar não só o espaço, mas a população em geral que vai estar no evento. O parque vai poder recebê-los de forma adequada, com espaço revitalizado”, destacou o presidente do Imac, André Hassem.

Passarão por reforma o palco, a arena de rodeio e as arquibancadas, além de novos espaços que estão sendo construídos como o Agroflorestal.

 

Continuar lendo

Cotidiano

Criança de três anos abandonada pela mãe reencontra o pai haitiano em Brasileia

Publicado

em

Um menino de apenas três anos de idade, de nacionalidade franco-guianês, que havia sido abandonada pela mãe em abril deste ano no município de Brasileia, reencontrou o pai no último sábado, 13, depois de um trabalho intenso da Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM).

Segundo o governo do Acre, a mãe do garoto estava com a saúde mental debilitada e partiu para o Equador deixando o filho para trás. A Polícia Militar do Estado do Acre e do Conselho Tutelar de Brasileia comunicaram a situação à diretoria de Direitos Humanos.

A criança recebeu o apoio e várias frentes governamentais passaram a procurar pela família do garoto. No último final de semana, a pasta conseguiu entregar a criança ao pai, o serralheiro Lebrun Ednord, de 33 anos, haitiano, que atualmente mora na Guiana Francesa.

“Um trabalho minucioso, com muita habilidade dos conselheiros e dos policiais militares permitiu que obtivéssemos o número de telefone de Ednord, fornecido pela própria mãe, antes de partir sozinha para o Equador”, explica Claire Cameli, secretária da SEASDHM.

Claire explica que desde que o estado foi acionado, técnicos da pasta procuraram a todo o tempo entender o ocorrido e auxiliar na resolução do problema, classificado como uma situação de assistência humanitária. Para voltar para sua terra natal, o Haiti, o pai do menino precisou registrar a criança em nome de outro homem.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.