Conecte-se agora

Viaturas ficaram sem abastecer em posto por “pendência” financeira

Publicado

em

Viaturas da Polícia Militar do Acre ficaram sem abastecer nesta quarta-feira, 07. A informação, que passou a circular em grupos de WhatsApp e nas redes sociais, foi confirmada pela Associação dos Militares do Acre.

O presidente da entidade, sargento Isaque Ximenes, considerou grave o provável corte no abastecimento dos veículos que dão suporte ao serviço de segurança ostensivo da população principalmente por causa da atual onda de violência.

“O maior prejudicado em si é a população. Ficamos sabendo através de informações diversas que houve uma falta de combustível. Não ficamos sabendo oficialmente. Estamos aguardando e se formos procurados por nossos policiais militares, nos pronunciaremos e procuraremos mediar essa situação junto ao comando.”

A assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que alguns veículos não haviam abastecido devido a “pendência administrativa” e “questão contratual” com o posto de combustíveis com quem a instituição possui contrato, porém o problema foi solucionado e o abastecimento voltou ao normal na tarde desta quarta-feira.

“O comando da Polícia Militar está empenhando todos os esforços para solucionar essa situação, essa pendência administrativa. Todas elas já estão sendo abastecidas durante a tarde de hoje [quarta-feira, 08] e o policiamento segue normal. A população pode ficar tranquila que as ocorrências serão atendidas do mesmo jeito”, informou a assessoria.

Propaganda

Destaque 6

Gasolina e etanol recuam 0,8% nos postos na semana, diz ANP

Publicado

em

Os preços da gasolina e do etanol fecharam a semana com recuo médio de cerca de 0,8% nos postos em relação à semana anterior, mostraram dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nesta sexta-feira (14), enquanto as cotações do diesel também caíram.

O movimento segue-se ao anúncio pela estatal Petrobras de cortes nos preços tanto do diesel quanto da gasolina em suas refinarias na semana, em momento de retração dos valores do petróleo no mercado internacional devido a temores de uma desaceleração econômica global.

Os preços do petróleo subiram na quinta e na sexta-feira, após ataques a navios-tanque no Golfo de Omã que levantaram preocupações com um potencial impacto sobre a oferta, mas ainda fecharam a semana com recuo devido à deterioração das perspectivas econômicas.

Em meio a esse cenário, a Petrobras anunciou na quarta-feira uma redução de 4,6% no preço médio do diesel, válido a partir de quinta-feira, além do fim de uma política que previa periodicidade fixa nos reajustes.

Na segunda-feira, a petroleira estatal já havia anunciado corte de cerca de 3% no preço médio da gasolina, com vigência a partir da terça-feira.

O recuo nas bombas, no entanto, foi bem menor- a gasolina recuou 0,82%, segundo os dados da ANP, para em média R$ 4,483 por litro.

Já o diesel, combustível mais consumido do Brasil, caiu em média 0,49%, para R$ 3,627 por litro.

O etanol, concorrente direto da gasolina nos postos, viu o preço médio baixar 0,8%, para R$ 2,836 por litro.

O repasse dos reajustes da Petrobras aos consumidores depende de distribuidores, revendedores e impostos, além da mistura obrigatória de etanol anidro na composição da gasolina vendida nos postos, segundo a companhia.

Continuar lendo

Destaque 6

Falha em sistema do Detran prejudica quem quer tirar a CNH

Publicado

em

Uma falha no sistema da empresa responsável por colher as digitais dos alunos de auto escola tem prejudicado quem busca tirar a primeira habilitação.

Um dos prejudicados é Marcos Antônio Mendonça Bezerra, que tenta tirar sua primeira habilitação para carro e motocicleta. Mesmo já tendo feito o pagamento de todas as aulas e cumprindo com as exigências não consegue fazer a prova teórica.

“Eu preciso com urgência da minha habilitação para trabalhar e já fui um monte de vezes no Detran, eles só dizem que deu um problema, mas não resolvem e nem dão uma previsão. Eu paguei para tirar a minha carteira e não consigo”, diz Marcos.

Procurado, o Detran, explicou, via assessoria, que o problema foi ocasionado por falha de comunicação entre a empresa que colhe as digitais dos candidatos e marca as provas com a outra empresa que gerencia o sistema do Detran.
Segundo a assessoria, o problema ocorreu no período de 20 a 27 de maio e prejudicou os alunos que fizeram a biometria das aulas. Atualmente, é obrigatório que os candidatos à primeira habilitação comprovem por meio das digitais a presença nas aulas. E foi exatamente essa falha no sistema que não registrou a presença dos alunos.

Segundo o Detran, as empresas garantiram que até a próxima quarta-feira, 19, o problema estará resolvido.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.