Conecte-se agora

Bolsonaro promete “dar um ippon” na corrupção, violência e ideologia

Publicado

em

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, pediu ontem (25) tranquilidade no dia 28 aos eleitores independentemente de suas escolhas. Com uma faixa preta de jiu-jitsu na cintura, ele prometeu “dar um ippon [termo usado em artes marciais para golpe perfeito] na corrupção, na violência e na ideologia”. Ao mencionar ideologia, ele se referiu à educação.

“Quais são as máximas nas escolas públicas hoje, não interessa o nível delas? É a formação de militantes. Queremos uma escola sem partido. Não é não discutir política. Você pode discutir política, mas não pode ter um aluno com uma posição diferente do professor e ter nota rebaixada ou ser reprovado de ano. Essa ideologia tem que deixar de existir no nosso Brasil.”

A afirmação foi feita durante entrevista coletiva à imprensa, após o candidato ser presenteado com uma faixa preta de jiu-jitsu, do mestre Robson Gracie, considerado uma das maiores referências de artes marciais no mundo.

Mais uma vez, Bolsonaro criticou o que chama de “kit gay”, que seria um conjunto de conteúdos sobre gênero e orientação sexual, que não chegou a ser distribuído pelo governo federal. Segundo ele, o Estado não tem que interferir no assunto. “Minha luta é contra [tratar disso] no material escolar. Quem trata de sexo é papai e mamãe”, disse o candidato, reconhecendo que incentivou a discussão para esclarecer o que defende.

Cultura

Questionado se pensa em fundir os ministérios da Educação e Cultura, o candidato evitou responder. Porém, criticou o que classifica como má aplicação dos recursos da Lei Rouanet – como são disponibilizados os recursos para os projetos artísticos-culturais. Segundo ele, a Cultura no país tem de ser tratada com respeito. “Não tem que mudar a lei, mas temos que tratar com carinho os recursos”, disse.

Política externa

Bolsonaro negou que pretenda romper com o Acordo de Paris, assinado pelo Brasil e mais 194 países há três anos, e que se compromete a reduzir emissões de gases de efeito estufa (GEE) no contexto do desenvolvimento sustentável. Segundo ele, manterá os compromissos do Brasil, desde que sejam dadas garantias de que o país não perderá soberania sobre parte do território da Amazônia.

“Vamos então colocar no papel que não está em jogo vincular a independência de nenhuma terra indígena, que mantenho o Acordo de Paris.”

Imigrantes em Roraima

Se eleito no domingo (28), Bolsonaro tem uma proposta pronta para tentar resolver a crise dos imigrantes venezuelanos. De acordo com ele, a alternativa é a construção de campos de refugiados, argumentando que o estado de Roraima “não suporta” a quantidade de pessoas que vem recebendo.

O candidato rebateu a hipótese de fechamento da fronteira. “É uma fronteira seca e muito extensa. Não teria como fechá-la.” Ele afirmou ainda que pretende recorrer à Organização das Nações Unidas (ONU) para buscar soluções para o impasse.

Questionado sobre a relação com governantes de outros países da região, Bolsonaro afirmou que já conversou com o presidente da Argentina, Maurício Macri, e disse que vai buscar o diálogo com os outros vizinhos.

Eleições

A três dias das eleições, Bolsonaro recebeu jornalistas brasileiros e estrangeiros, após passar mais de três horas na casa do empresário Paulo Marinho, onde tem feito gravações de campanha e alguns encontros políticos. Em um tom mais suave, ele comparou as vésperas do segundo turno aos momentos finais de disputa no futebol.

“Não estamos disputamos o final de um campeonato. O que está sendo colocado em jogo agora, no próximo domingo, é o destino do Brasil nos próximos quatro anos. O voto responsável é que poderá fazer o Brasil melhor para todos.”

Bolsonaro assegurou que vai votar no domingo, afastando rumores de que ficaria em casa, e descartou preocupação com o que classificou como “oscilação” de pesquisa diante da queda de dois pontos percentuais na intenção de votos, apontada na última pesquisa Ibope.

Anúncios

Acre

Acre tem mais 183 infectados e registra 727 mortes pela Covid-19

Publicado

em

O estado do Acre confirmou nesta quarta-feira, 2, 183 novos casos de contaminação pelo novo coronavírus. Segundo a secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), 68 são resultados de RT-PCR e 115 de testes rápidos. Assim, o número de infectados subiu de 36.563 para 36.746 nas últimas 24 horas.

De acordo com o Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), mais 1 notificação de óbito foi registrada nesta quarta, sendo do sexo masculino, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 suba para 727 em todo o estado. Morador de Rio Branco, J.A.R., de 59 anos, deu entrada no dia 23 de novembro, no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), e faleceu nesta terça-feira, 1º de dezembro.

O Acre, até o momento, registra 101.544 notificações de contaminação pela doença, sendo que 64.384 casos foram descartados. Atualmente, 414 exames de RT-PCR seguem aguardando análise pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou pelo Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 31.908 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 156 pessoas seguem internadas.

Continuar lendo

Acre

Ufac descarta retorno às aulas após publicação de portaria do MEC

Publicado

em

Foto: Ascom/Ufac

A Universidade Federal do Acre (Ufac), por meio de nota, informou na manhã desta quarta-feira, 02, que não irá acatar a Portaria n° 1.030, de 1° de dezembro de 2020, do Ministério da Educação (MEC), publicada no Diário Oficial da União (DOU) que determina o retorno das aulas presenciais a partir de 4 de janeiro de 2021.

Em nota, a Ufac afirmou que tanto as atividades presenciais nos campi da Ufac e no Colégio de Aplicação (Cap) continuarão suspensas por tempo indeterminado, por meio de decisão do Conselho Universitário (Consu), a partir da Resolução nº 4, de 30 de março de 2020.

“A decisão considerou o grave momento de emergência sanitária mundial e as orientações da Organização Mundial da Saúde, das autoridades sanitárias locais e as recomendações para o enfrentamento da pandemia pela COVID-19 do Comitê de Prevenção e Contenção ao Coronavírus, da Ufac. Mas, sobretudo, teve como base o princípio mais caro a todos os seres humanos: a preservação da vida”, afirmou a Ufac em nota.

Em outro trecho, a Ufac destacou que o cenário de pandemia, permanece agravado pelo aumento de casos, reinfecções e sobrecarga no sistema público de saúde.

“Além disso, a portaria não observa a autonomia universitária de cada Ifes para avaliar as condições e o momento adequado e seguro para retorno gradual das atividades presenciais”, escreveu em nota.

Após a repercussão nas redes, o Ministério da Educação (MEC) revogou a portaria. A repercussão negativa das instituições e de especialistas que disseram que a medida era inconstitucional acabaram fazendo o governo voltar atrás.

Continuar lendo

Acre

Fux suspende decisão e posse de Ribamar Trindade será cancelada

Publicado

em

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu na manhã desta quarta-feira, 2, os efeitos do mandado de segurança que obteve liminar favorável na última terça-feira, 1, proferida pelo desembargador Roberto Barros, do Tribunal de Justiça do Acre, que garantia a posse do secretário da Casa Civil, Ribamar Trindade, no cargo de Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Acre (TCE).

A decisão do STF “congela” a posse de Ribamar que havia sido marcada pelo presidente da Corte de Contas, conselheiro Cristóvão Messias, para a manhã desta quinta-feira, 3, virtualmente.

O pedido de suspensão da decisão foi feito pelo próprio presidente do TCE/AC. Conforme decisão de Fux, a decisão do TJ/AC fica suspensa até análise do mérito pelo STF.

Continuar lendo

Acre

Socorro diz que entregará prefeitura enxuta e com dinheiro em caixa

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas

A prefeita de Rio Branco, Socorro Neri (PSB), recebeu na manhã desta quarta-feira, 2, o prefeito eleito Tião Bocalom (PP) na sede da Prefeitura de Rio Branco. No auditório da PMRB, a gestora do município, acompanhada da equipe transição liderada pelo chefe da Casa Civil, Márcio Oliveira, deu boas vindas ao futuro gestor pelos próximos 4 anos.

Neri enfatizou que será entregue um relatório de gestão e que deixará saldo nas contas da prefeitura além de uma série de obras em execução e que deverão ser iniciadas e terminadas na gestão Progressista. “Estamos trabalhando para deixar tudo o mais transparente possível. Vamos deixar a prefeitura enxuta, com saldo e com uma série de investimentos e obras direcionados para os próximos meses”, disse.

Chamando de “amiga” e “professora” Socorro, Bocalom afirmou que conhece Neri desde a prefeitura de Acrelândia, quando ajudou na instalação da primeira creche do município. “A nossa história é bonita. Não podemos apagar nossa história por causa de política”, disse.

Bocalom nega que fará qualquer reforma administrativa e que está satisfeito por saber que assumirá uma prefeitura sanada. “Vamos herdar um trabalho bom e com certeza nós daremos continuidade a ele com a nossa marca”, frisou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas