Conecte-se agora

Na TV, Gladson diz que não vai interferir na eleição da presidência da Assembleia

Publicado

em

O governador eleito Gladson Cameli disse no Gazeta Entrevista (TV Gazeta – Rede Record) desta quinta-feira, 25, que não vai interferir na eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. Na entrevista concedida ao jornalista Rogério Wenceslau, Cameli afirmou ainda que não pretende “fatiar” o Estado e acrescentou que não há nenhum nome oficialmente anunciado como secretário de seu governo.

Perguntado sobre o helicóptero de propriedade do Estado, apelidado de Estrelão por causa do desenho de uma estrela vermelha enorme em sua fuselagem, Cameli respondeu: “A estrela vai ficar do tamanho que é pra ficar. É um patrimônio público. Aquilo (estrela grande) é um desrespeito à democracia. A primeira manutenção, vou comunicar ao secretário de Segurança, vai tirar, vai mudar. Como é que eu vou permitir um negócio daquele? A estrela ser maior do que as cores nossa bandeira? O helicóptero é do PT, é?”.

Gladson disse que por respeito aos poderes conversou com os deputados de sua base para que “se resolvam” pela Presidência da Casa.

“Sobre a transição da Assembleia, o que foi que eu pedi para os nossos aliados? Que de resolvam. Eu defendo a democracia. Temos aí três meses para a eleição da Mesa. Tem tempo suficiente pra decidirem quem será o presidente. Não pergunte quem será o presidente. No meu partido tem três nomes, como no MDB tem três nomes. A oposição, que a partir de janeiro passa a ser situação, vai ter que entrar num acordo para evitar eu estar me expondo a essa situação. Eu quero respeitar os poderes.”

Alguns prováveis nomes do primeiro escalão de seu governo vieram à tona por meio da imprensa, porém Cameli ressalta que está conversando com aliados e seu vice Major Rocha para fazer os anúncios oficiais.

“Estou num processo de transição governamental, ouvindo todos os partidos. Não tem nomes ainda oficialmente decididos. Os nomes que irão sair eu vou anunciar juntamente com meu vice e os partidos que nos apoiam.”

Anúncios

Acre 01

Da acessibilidade, Leds e meio ambiente, o dia de Socorro Neri sob o olhar do ac24horas

Publicado

em

O ac24horas esteve nesta última semana de campanha no segundo turno das eleições 2020 acompanhando as agendas dos candidatos a prefeitura de Rio Branco, Tião Bocalom (PP) e Socorro Neri (PSB). Sob o olhar diferenciado do videomaker Kennedy Santos, os prefeituráveis mostraram como é o dia de um candidato majoritário que disputa a cadeira mais importante do município pelos próximos 4 anos. Acompanhe na íntegra:

video

Continuar lendo

Acre 01

Do café preto, quibe e carreata pela cidade, o dia de Bocalom sob o olhar do ac24horas

Publicado

em

O ac24horas esteve nesta última semana de campanha no segundo turno das eleições 2020 acompanhando as agendas dos candidatos a prefeitura de Rio Branco, Tião Bocalom (PP) e Socorro Neri (PSB). Sob o olhar diferenciado do videomaker Kennedy Santos, os prefeituráveis mostraram como é o dia de um candidato majoritário que disputa a cadeira mais importante do município pelos próximos 4 anos. Acompanhe na íntegra:

video

Continuar lendo

Acre 01

Socorro Neri exonera diretora-presidente do Saerb ligada aos irmãos Correia, do Podemos

Publicado

em

Na caneta, a prefeita Socorro Neri (PSB) deu o troco nos irmãos Correia, Railson Correia [vereador] e o ex-deputado Raimundinho Correia, o “Raimundinho da Saúde”, presidentes da Executiva Municipal e Estadual do Podemos, ao exonerar nesta terça-feira, 24, a diretora-presidente do Serviço de Água e Esgoto de Rio Branco (Saerb), Maria Josilene de Lima Pontes, que estava no cargo desde março deste ano.

A exoneração foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE). A exoneração de Maria Josilene de Lima Pontes foi motivada, após os irmãos Correia anunciarem apoio a Tião Bocalom (Progressistas).

Quem assume cumulativamente o cargo de diretor-presidente do Saerb é José Herivelton de Holanda Trindade, que vai ficar respondendo pelo órgão por tempo indeterminado.

Continuar lendo

Acre 01

O dilema do PT

Publicado

em

O PT, que mandou e desmandou no Acre por cerca de 20 anos, aparentemente vive um verdadeiro dilema. Principalmente os remanescentes que são ideológicos até a medula: Votar no adversário tradicional da Florestania, Tião Bocalom, ou na prefeita Socorro Neri, parceira política da eleição de 2016 e 2018, mas que largou os companheiros a própria sorte?

Pouco importa para onde vão os votos do PT. A eleição está praticamente definida e o desempenho do partido nas urnas no 1º turno foi pífio na capital. A soma dos fatores não altera o produto.

Particularmente acredito que a maioria dos petistas anula o voto, vota em branco ou se abstém. Porém, alguns estão com gosto de sangue na boca e querem cravar no “Boca” por pura vingança. Também por via das dúvidas: Vai que a Socorro Neri ganha, sabe-se lá, coisas sobrenaturais acontecem.

Quando o PT diz que os filiados votarão de acordo com suas convicções é só discurso. Segundo as “convicções”, que fundamentam o PT, nenhum dos dois merece os votos. Nem Bocalom, muito menos Socorro Neri.

Para completar, com a onda do antipetismo quebrando na praia o dilema do PT não é escolher entre Bocalom e Socorro Neri. O buraco é mais embaixo. A questão é que o presidente do partido, Cesário Braga, não quer contar, passa por 2022. Por enquanto, ele vai comendo sardinha e arrotando caviar com a eleição dos quatro prefeitos petistas. Três do Alto Acre e um do Juruá. (Até rimou).

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas