Conecte-se agora

Ex-cobrador de ônibus vai assumir vaga de Roberto Duarte na Câmara de Rio Branco

Publicado

em

Primeiro suplente do MDB, o ex-cobrador de ônibus, João Marcos Luz vai assumir a vaga de Roberto Duarte na Câmara de Rio Branco.

Duarte foi eleito deputado estadual com 9.405 votos e vai deixar a cadeira para seu colega de partido, que em 2016 alcançou 1.313 votos.

João Marcos Luz tem como base eleitoral a parte alta da cidade, com incidência nos bairros Tancredo Neves, Defesa Civil e Montanhês. Durante vários anos atuou no sistema de transporte público de Rio Branco, onde começou como cobrador de ônibus chegando até a direção da extinta Real Norte.

Fiel ao MDB, trabalhou na campanha apoiando Flaviano Melo e Roberto Duarte e vai assumir a vaga de um dos mais combativos vereadores da atual legislatura.

Propaganda

Cotidiano

Porta-voz de Sebastião diz que Gladson desconsidera órgãos ao propor auditoria

Publicado

em

O porta-voz do Governo, Leonildo Rosas, criticou em sua página no Facebook nesta terça-feira, 16, a proposta do governador eleito Gladson Cameli (Progressistas) de promover uma auditoria nas contas do Estado. Para o porta-voz, Cameli desconsidera os órgãos de controle como os Tribunais de Contas do Estado e da União.

“Triste daquele que começa a jornada olhando para trás. Tem tudo para não chegar ao destino pretendido. Vejo gente dizendo que, no início de janeiro, irá contratar auditoria externa para ver as contas do governo. Nada contra, pois quem não deve, não teme. Estranho é desconsiderar os órgãos de controle, como TCE e TCU. Como disse o candidato eleito: – A partir de janeiro a responsabilidade será comigo. Não olharei para trás…”. Sei…”, diz.

A proposta de auditoria foi exposta por Cameli durante toda a campanha eleitoral sob a justificativa de que o Estado não tem qualquer transparência sobre os gastos com pessoal, manutenção e estrutura das secretarias.

Procurada pela reportagem, a Assessoria de Imprensa de Gladson Cameli informou que ele está focado no exercício do seu mandato em Brasília como senador da República e, nas demais pautas do estado, ocupado com os trabalhos da sua equipe de transição de governo.

Continuar lendo

Cotidiano

Polícia Militar apreende arma de fogo com a sigla “CV” no município de Sena Madureira

Publicado

em

Uma escopeta foi apreendida pela Polícia Militar em Sena Madureira, na tarde da segunda-feira, dia 15. Os trabalhos de ronda e fiscalização estão sendo intensificados. A arma localizada tinha a sigla “CV” [que quer dizer Comando Vermelho] estampada no cabo, o que reforça a força de fogo que a organização detém.

Segundo a polícia, a invasão da Xiburema é um dos locais mais temidos em Sena Madureira, onde já foram registrados vários tiroteios. Constantemente os próprios moradores relatam que os infratores andam armados, colocando medo na comunidade. Situação que preocupa as autoridades. As informações são do site Sena Online.

O major Casagrande, comandante da Polícia Militar na região, disse que a polícia sempre faz rondas no Bairro, mas pediu também o apoio da comunidade. “É importante que os moradores façam denúncias ao 190, não precisa se identificar. Quando verem alguém armado nas Ruas nos comunique imediatamente que iremos tomar as providências”, comentou.

Continuar lendo

Cotidiano

Ao debater sobre Haddad, petista provoca: “o vereador N. Lima não tomou o Rivotril dele”

Publicado

em

A disputa entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad pela Presidência da República no segundo turno das eleições foi tema mais uma vez de um debate ríspido entre os vereadores N. Lima, apoiador do militar, e Rodrigo Forneck, cabo eleitoral do petista.

O primeiro a falar foi N. Lima. Ele fez uma relação entre as opções política e religiosa de Haddad e sua vice, a comunista Manuela d’Ávila, que compareceram a uma missa católica em homenagem a Nossa Senhora Aparecida no dia 12 passado e receberam a hóstia sagrada. Quase aos gritos, o vereador considerou um absurdo a participação de ambos na eucaristia por seus posicionamentos contra a família tradicional e a favor do aborto.

Após o discurso de N. Lima, Rodrigo Forneck subiu à tribuna da Casa para dizer que seu adversário é mentiroso e ainda ironizou: “Certamente o vereador N. Lima não tomou o Rivotril dele. Quero pedir desculpas aos presentes. Calma, vereador, calma. Não entre em desespero. Você é mentiroso como seu candidato”.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.