Conecte-se agora

Cobertura ao vivo das Eleições 2018 – LIVE 2

Publicado

em

Extra Total

Mazinho demite irmão de Gerlen e antecipa debate sobre escolha do presidente da Aleac

Publicado

em

Após as eleições, o prefeito Mazinho Serafim (MDB) demitiu o irmão do deputado Gerlen Diniz (Progressistas) e antecipou o debate sobre a escolha do novo presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) e da disputa pela prefeitura do município de Sena Madureira, que é comandado pelo emedebista.

A demissão de Giandre Diniz de Andrade, que ocupava comissionado de gerente de elaboração e acompanhamento de projeto, na Secretaria de Meio Ambiente foi publicada no Diário Oficial no dia 10 de outubro. Mazinho Serafim também teria exonerado todos os indicados pelo deputado estadual Gerlen Diniz.

A contenda entre Serafim e Diniz começou depois que o prefeito resolveu lançar Meire Serafim a deputada estadual e não apoiou Gerlen, que durante as eleições municipais pediu votos para o emedebista. Em conversas de bastidores, o progressista teria revelado que seria candidato a prefeito em 2020.

Descontente com a possível candidatura de Gerlen Diniz, Mazinho Serafim teria declarado guerra e demitido todos os indicados do ex-aliado. Diniz destaca que teve direito a indicar apenas três nomes para compro a atual administração e todas as suas indicações foram exoneradas pelo prefeito emedebista.

Apesar da prefeitura de Sena possuir na sua estrutura 78 cargos em comissão e aproximadamente 1.000 servidores prestadores de serviço, coube a mim indicação de três nomes na atual administração municipal, nomes esses já exonerados”, destaca o deputado estadual do Progressistas.

Diniz acredita que Serafim esteja sendo ingrato com o apoio que recebeu de seu partido. “Apesar de o PP ter “carregado nas costas” o atual prefeito na sua eleição de 2016, elegendo na ocasião três vereadores na coligação com o MDB, enquanto o MDB elegeu apenas um, ele demonstra ingratidão com o apoio”, afirma.

Quanto ao pleito municipal de 2020, Gerlen Diniz afirma que é cedo para dizer que vai disputar, pois depende de muitos fatores, como por exemplo a união das oposições, mas nenhuma hipótese está descartada”, destaca, ao revelar que estaria conversando com colegas sobre a presidência da Aleac.

A reportagem tentou contato telefônico várias vezes com o prefeito Mazinho Serafim, para ele apresentar sua versão do rompimento político com Gerlen Diniz, mas o telefone do gestor municipal permanece na caixa de mensagem. O espaço fica aberto para o emedebista se pronunciar quando achar oportuno.

Continuar lendo

Cotidiano

Porta-voz de Sebastião diz que Gladson desconsidera órgãos ao propor auditoria

Publicado

em

O porta-voz do Governo, Leonildo Rosas, criticou em sua página no Facebook nesta terça-feira, 16, a proposta do governador eleito Gladson Cameli (Progressistas) de promover uma auditoria nas contas do Estado. Para o porta-voz, Cameli desconsidera os órgãos de controle como os Tribunais de Contas do Estado e da União.

“Triste daquele que começa a jornada olhando para trás. Tem tudo para não chegar ao destino pretendido. Vejo gente dizendo que, no início de janeiro, irá contratar auditoria externa para ver as contas do governo. Nada contra, pois quem não deve, não teme. Estranho é desconsiderar os órgãos de controle, como TCE e TCU. Como disse o candidato eleito: – A partir de janeiro a responsabilidade será comigo. Não olharei para trás…”. Sei…”, diz.

A proposta de auditoria foi exposta por Cameli durante toda a campanha eleitoral sob a justificativa de que o Estado não tem qualquer transparência sobre os gastos com pessoal, manutenção e estrutura das secretarias.

Procurada pela reportagem, a Assessoria de Imprensa de Gladson Cameli informou que ele está focado no exercício do seu mandato em Brasília como senador da República e, nas demais pautas do estado, ocupado com os trabalhos da sua equipe de transição de governo.

Continuar lendo

Acre

Câmara de vereadores homenageia advogado Erick Venancio

Publicado

em

Em Sessão Solene realizada na manhã desta terça-feira, a Câmara Municipal de Rio Branco homenageou o advogado e conselheiro federal da OAB Erick Venâncio, com a entrega de moção de congratulação em atenção ao Dia do Advogado, comemorado no último dia 11 de agosto.

A proposta foi de iniciativa do vereador e também advogado Roberto Duarte, mas aprovada pela unanimidade dos vereadores.

Em seu requerimento Roberto Duarte destacou a trajetória do homenageado, que tem 39 anos, é rio-branquense, bacharel em Direito, formado pela Faculdade de Direito de Marília, advogado, pós-graduado em Direito dos Serviços Sociais Autônomos pelo IDP e em Direito Público pelo ICAT/AEUDF, ambos em Brasília – DF, atualmente cursando Mestrado em Direito e Ciência Jurídica na Universidade Clássica de Lisboa. Foi conselheiro seccional, presidente de comissões e secretário-geral da OAB/AC, além de vogal da Junta Comercial do Estado do Acre, na vaga destinada à OAB/AC. Conselheiro Federal da OAB por dois mandatos, onde foi membro de todas as Câmaras e do Órgão Especial, secretário da Comissão Nacional de Legislação – CNL, presidente da Comissão Nacional do Advogado em Início de Carreira – CNAIC e representante institucional do Conselho Federal da OAB perante o Conselho Nacional do Ministério Público – CNMP, onde hoje é conselheiro na vaga destinada à OAB e ouvidor Nacional do Ministério Público. Foi membro de diversas bancas de concursos públicos na área jurídica.

Usaram também da palavra para congratular o homenageado os vereadores Emerson Jarude, que é advogado, N. Lima e Eduardo Farias.

Em seu discurso, Erick destacou que recebia a homenagem não em seu nome “mas como um reconhecimento de que os advogados, eu e todos aqueles que exercem essa profissão com dedicação, ética, respeito ao próximo e profissionalismo, são fundamentais ao Estado de Direito, e que, sem eles, a democracia se apequena e o estado de direito se esvai.”.

Afirmou também que “É inaceitável que os poderes públicos não assimilem que a advocacia não espera deles qualquer privilégio para si, mas sim que sejam franqueados à ela instrumentos que possibilitem a defesa do indivíduo em contraponto à força do estado.”.

Por fim elogiou o parlamento mirim que aprovou lei, já sancionada pela prefeita Socorro Neri, que caracteriza como ilícito funcional, em âmbito municipal, a violação às prerrogativas profissionais da advocacia.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.