Conecte-se agora

Em Rio Branco, Gladson Cameli fala sobre plano de governo para a educação do Acre

Publicado

em

O candidato ao governo do Acre pela coligação Mudança e Competência, Gladson Cameli, fala sobre a importância de se investir na área da educação no Acre.

Implantar quatro colégios militares no interior, dez escolas de tempo integral, modernizar a infraestrutura das escolas, fazer concurso público para efetivar professores, diminuir o abandono escolar, implantar o ensino médio profissionalizante em tempo integral, entre outras são propostas que constam no Plano de Governo do candidato, que prevê executá-las dentro do período de quatro anos.

Investimentos na educação também serão estratégicos para combater a criminalidade no estado, aponta o candidato a governador pela coligação Mudança e Competência. “As dificuldades de se manter os jovens longe da criminalidade quando não se têm políticas públicas efetivas são enormes. Mas, é possível dizer não à violência, é possível dizer não às drogas. É preciso dar apoio e motivação para os nossos jovens, incentivar a prática esportiva, o desenvolvimento cultural e, principalmente, investir na educação”, afirmou Gladson.

Assistência social, infraestrutura, inclusão social, bem como geração de emprego e renda também foram assuntos abordados na reunião. De acordo com o candidato a governador, a educação será novamente prioridade dentro da política de governo por ser a base de tudo.

“Precisamos garantir a alunos, professores e servidores um futuro certo e seguro. E a educação é a garantia de um futuro de progresso e peça importante no nosso projeto de retomada do desenvolvimento do nosso estado”, comentou Gladson.

O candidato a governador lembrou que, como parlamentar, sempre olhou com especial atenção para as demandas da área de Educação. Exemplo disso foi a emenda destinada para construção de uma unidade de ensino na zona rural do município de Brasileia.

“É preciso abrir uma janela de esperança e de oportunidades para o jovem. Isso é acreditar no futuro. Isso é lutar pelo Acre e trabalhar pelo melhor do nosso povo”, concluiu Gladson.

Propaganda

Acre 01

Gladson publica no Diário Oficial reforma que cria novos cargos e secretarias no governo

Publicado

em

FOTO: JARDY LOPES

O Governador Gladson Cameli publicou na edição desta segunda-feira, 27, do Diário Oficial do Estado, as alterações propostas pela reforma administrativa aprovada na última semana pelos deputados estaduais.

As principais novidades são a criação de dez cargos de secretários adjuntos com remuneração de mais de 19 mil reais, os aumentos no número de diretores que passa de 40 para 60 (salário de R$ 16,230,00) e de chefes de departamento que salta de 88 para 120 cargos (remuneração de R$ 10.500,00).

Os famosos e disputados cargos em comissão, conhecidas como CEC’s, saltam de 900 para 1.350, com salários que variam de R$ 1.500 até 7.100 reais. Só com esse tipo de cargo comissionado, o governo acreano deve gastar mensalmente R$ 1.264.500,00 (um milhão duzentos e sessenta e quatro mil e quinhentos reais).

Outras mudanças importantes são a extinção da Secretaria de Polícia Civil, que volta para a Segurança Pública, a criação da Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM) e a volta da Secretaria de Articulação Institucional que retorna batizada de Secretaria de Estado de Relações Políticas e Institucionais – (SRP)

Outra mudança se dá em relação ao Instituto Dom Moacyr, que extinto na antiga reforma, volta com um novo nome e passa a se chamar Instituto Estadual de Educação Profissional e Tecnológica – IEPTEC.

Continuar lendo

Acre 01

Os vingadores!

Publicado

em

. Quem esteve visitando Brasiléia foi a ex-secretária de Comunicação da prefeitura de Rio Branco na gestão de Marcos Alexandre, jornalista Andreia Forneck.

. “Estive em Brasileia nos dois últimos dias, pude constatar que a operação verão está a todo vapor com serviços de tapa-buracos nos bairros, limpeza de ruas e manutenção em redes de drenagem, também limpeza e manutenção de praças e espaços de esporte e lazer”, pontuou Andreia.

. Segundo ela, a prefeita Fernanda Hassem acompanha de perto os serviços, todos os dias visita bairros, conversa com a população sobre as dificuldades que a prefeitura enfrenta, mas também explica as soluções que estão sendo levadas para os bairros.

. Disse mais:

. “O trabalho de manutenção de ramais também foi intensificado com a chegada do verão”.

. Foi mais além:

. A população tem grande apreço e respeito pela prefeita Fernanda.

. O jeito dela governar, próximo das pessoas, dos problemas, fez com que a população de Brasileia desse credibilidade para a sua gestão.

. E a cidade tá arrumadinha, limpa, bem cuidada, mesmo com a crise financeira e a perda de receitas por parte do governo federal, que vem acontecendo a cada mês com mais voracidade.

. Nada pessoal contra a prefeita de Tarauacá, Marilete Vitorino, mas o pensar em apoiar sua reeleição é suicídio político.

. Marilete está fadigada, cansada da política.

. É o que dizem seus amigos mais próximos, vai para a prefeitura arrastada.

. Esse é um fenômeno que não acontece somente com ela, outros políticos que passaram pelo executivo mais uma vez se sentem assim.

. Gerir uma cidade, cuidar das instituições, zelar pelas ruas, escolas, saúde, agricultura é prazeroso.

. Ruim mesmo é o “rame-rame”, o pede-pede, que geralmente não são legais, não tem previsão na lei, são inúmeros favores pessoais.

. Não atendido, o cidadão sai protestando:

. “Caganeira não só dá uma vez não”!

. Quem tem diarreia cerebral é tu, safado!

. E vai por aí…

. Que nem a Maria Rosalina me dizendo que não votou em certo candidato porque quando ele era prefeito não ia na casa dela.

. Me pergunto: fazer o quê na casa da Rosalina?

. Ela quer pedir emprego para a família toda, uma botija de gás, uma passagem, gasolina, um terreno, uma laqueadura, o material escolar dos meninos e, de quebra, um sacolão.

. Com parlamentares não é muito diferente:

. Quando você encontra uma pessoa esculhambando vereador, deputado estadual ou federal é porque não foi atendido no seu pedido pessoal.

. Raros são os que reivindicam para a comunidade, para o bem comum, o coletivo.

. O problema é o estômago dele!

. Por lado, com exceção de vereador (que é um morta-fome), deputado estaduais e federais ganham muito e, ainda, tem muita gente do clã instalada em outros poderes.

. Coisa que não vai mudar tão cedo.

. As manifestações pró-Bolsonaro foram contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Congresso Nacional.

. A ex-presidenta Dilma Rousseff, do PT, deve ter tomado um vinho português de boa safra.

. A esquerda também não pode esquecer da lambança que fez no Brasil, pisou fundo no acelerador e acabou saindo da curva.

. Não foi por falta de aviso.

. Descobriram que o Brasil não era homogêneo!

. Há um preço a pagar pela falta de prudência, de sabedoria!

. O prefeito Tião Flores, de Epitaciolândia, por enquanto só bravatas: a cidade está uma buraqueira só.

. Já disse: fala com a Fernanda…e o Ilderlei!

. A Idelcleide Cordeiro sempre foi uma excelente gestora, faz a sua parte para ajudar o município.

. Comenta-se na cidade que seria uma boa prefeita, caso se candidatasse, e ganhasse.

. A propósito, quem imagina que o ex-prefeito Vagner e o prefeito Ilderlei são intrigadas perde a viagem.

. Os dois conversam normalmente, apesar dos pesares!

. Pesar e pesares, traduzindo, são os desencontros políticos que ambos tiverem depois das eleições de 2016.

. Falando em política, as desavenças são normais!

. Reencontros, também!

. Vá embora não/fique mais uma estação…

. Bom dia!

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.