Conecte-se agora

No Bar do Vaz, Geraldo Alckmin promete fazer governo itinerante começando pelo Acre

Publicado

em

O candidato a presidência da república pelo PSDB, Geraldo Alckmin, esteve na manhã deste sábado, 15, nos estúdios do ac24horas onde concedeu entrevista ao jornalista Roberto Vaz, no Bar do Vaz. Em pouco mais de 20 minutos, o tucano teve oportunidade de falar de seus planos caso seja eleito presidente do Brasil e reforçou suas intenções em relação ao combate do tráfico de armas e drogas na região de fronteira, principalmente no Estado do Acre, que faz fronteira com os maiores produtores de cocaína do mundo, a Bolívia e o Peru. Confira a entrevista na integra

Propaganda

Bar do Vaz

Uma Ordem Para Todos

Publicado

em

Na sexta feira, 23, a Ordem dos Advogados do Brasil/Acre, elege seu novo presidente para os próximos dois anos. A prova de que a atual gestão de Marcos Vinícios foi aprovada está na disputa: não há concorrente para a candidatura do jovem advogado Érick Venâncio Dantas, que juntou 75 colegas para formar a chapa Uma Ordem Para Todos. O Acre tem cerca de 5 mil advogados, mas apenas pouco mais de 50% estão aptos a votar. Nesta terça feira o atual presidente Marcos Vinicios fez uma rápida prestação de contas da sua gestão ao jornalista Roberto Vaz. Assista.

Continuar lendo

Bar do Vaz

Carlitinho diz que não é secretário de educação e nem indica Minoru para o Cargo

Publicado

em

O ex-reitor da Ufac, professor Carlito Cavalcante, revelou em entrevista no Bar do Vaz, nesta quarta feira, 7, que não é candidato ao cargo de secretario de educação no futuro governo de Gladson Cameli. Também disse que não indica ninguém ao cargo, mas foi muito taxativo ao afirmar que “também não aceita a indicação do professor Minoru Kinpara”. Carlitinho, um dos autores do Plano de Governo de Gladson, disse que não entra num avião se não tiver a certeza de que vai chegar no destino que comprou a passagem, ao justificar que “a gestão Gladson vai ser bem-sucedida”. Ele defende o diálogo e garante que a equipe de transição do novo governador sabe a realidade sobre a real situação do Estado. Para Carlitinho, a palavra chave é economizar. Veja a entrevista.

Continuar lendo

Bar do Vaz

Socorro descarta Marcus como secretário e confirma que fará cortes em comissionados e terceirizados

Publicado

em

Não ache que a fala mansa, a simplicidade e a recusa aos holofotes fazem da prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, uma mulher frágil. Pelo contrário. É na fala mansa e na simplicidade que ela impõe o seu modelo de gestão, muito embora não queira os holofotes para justificar as suas decisões.

Durante o período eleitoral, ela se comportou como gestora e não como militante e agora, passado o primeiro e segundo turno, Neri confirma que “não faltaram as pressões para uso da máquina pública na campanha e que resistiu aos apelos de ajudar os amigos porque tem compromisso com a sociedade”.

A prefeita de Rio Branco confirma que está estudando uma reforma administrativa, e que “a prefeitura não vai abrigar aliados que foram derrotados nas urnas” e que não está nos seus planos convidar o ex-prefeito Marcus Alexandre para nenhum cargo na sua administração.

“Estou em busca de aliados, mas não tenho nada a oferecer em troca, a não ser a minha disposição de trabalhar pela cidade”, alerta ela. Neri também lamenta a derrota do senador Jorge Viana [PT] ao senado, mas tem a certeza de que receberá toda atenção dos novos eleitos.

Sobre o futuro a seguir, a prefeita nega alinhamento com os partidos da aliança com Gladson, mas garante que vai tentar caminhar ao lado dos vitoriosos, “muito embora isso não signifique dizer que mudou de lado”.

Nesta terça feira, 30, Socorro Neri esteve no Bar do Vaz. Fez questão de reafirmar que “todas as medidas simpáticas ou não da sua gestão são de sua autoria e que não existe homem forte e nem super-secretário no seu time”. E esclarece que muitas mudanças estão por vir e todas com as suas digitais. Veja a entrevista.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.