Conecte-se agora

Das 568 prestações de contas esperadas, 476 foram entregues à Justiça Eleitoral no Acre

Publicado

em

Das 568 prestações de contas esperadas, 476 foram entregues à Justiça Eleitoral no Acre até esta quinta-feira, 13, prazo final estabelecido pelo TSE. Um total de 83, 8%. Foram entregues 397 prestações de contas de candidatos a deputado estadual e
68 candidatos a deputado federal. Todos os cinco candidatos ao governo do Acre e os seis concorrentes ao Senado encaminharam à Justiça suas prestações de contas. O prazo de entrega começou no dia 09 deste mês.

As informações sobre contas foram encaminhadas através do Sistema de Prestação de Contas Eleitorais no site do TRE.

No encaminhamento, os candidatos informam toda a movimentação financeira e gastos estimáveis ocorridos desde o início oficial da campanha até o dia 08 de setembro. São informados nomes e CPF das pessoas físicas que fizeram a doação, CNPJ de partidos e candidatos que efetivaram doações, além identificação dos gastos, detalhando os fornecedores.

A não prestação parcial de contas será analisada durante a análise final da prestação definitiva.

 

Propaganda

Destaque 2

Decreto de Gladson cede petista Marcus Viana para prestar serviço por dois anos ao TJ

Publicado

em

Foi publicado na edição desta segunda-feira, 18, do Diário Oficial do Estado, o decreto assinado pelo governador Gladson Cameli (Progressistas), cedendo o engenheiro civil Marcus Viana, ex-prefeito de Rio Branco e candidato petista derrotado nas eleições ao governo do Acre em 2018, para prestar serviços no Tribunal de Justiça do Acre pelo período de dois anos, com ônus para o Estado. O documento não revela que função Viana ocupará no judiciário.

Marcus, que é servidor de carreira da Secretaria de Estado de Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano – Seinfra, no início do ano, havia negado essa hipótese de ser cedido para o TJ. Segundo apurou o ac24horas, a idéia é que Marcus evitasse desgaste com atual de gestão do Estado por ter sido candidato o principal opositor de Gladson Cameli no ano passado.

O ex-prefeito de Rio Branco estava de férias desde que foi derrotado nas eleições de 2018 e voltou ao trabalho na Seinfra em janeiro deste ano. Marcus teria articulado sua saída temporária da Secretaria junto ao Desembargador-Presidente do TJ, Francisco Djalma, de quem é amigo próximo.

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.