Conecte-se agora

Após reinvidicação de Jenilson, INSS será implantado no Jordão

Publicado

em

A prefeitura de Jordão e o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) assinaram um acordo para a instalação de um posto permanente do órgão no município. O ato foi celebrado na cidade de Cruzeiro do Sul, na manhã desta quinta-feira (13), entre o prefeito Élson Farias e Elias Evangelistas, gerente executivo do INSS no Estado.

À assinatura do acordo foi realizado na capital do Vale do Juruá devido dois funcionários do município de Jordão foram cedidos ao Órgão e passam por treinamento. Pelo contrato firmado entre as partes, o município cedeu dois funcionários para execução do trabalho na cidade, sendo que o serviço será feito de forma online. Contudo, o funcionário cedido pelo município ao Órgão não terá acesso aos resultados das perícias, dos dados do contribuinte cruzados na Receita Federal, uma vez que só é permitido aos servidores de carreiras do Instituto Nacional de Seguro Social.

A presença fixa do INSS na cidade Jordão atende ao pedido do vereador Roberto Rodrigues (PCdoB), que através de um requerimento, solicitou a intermediação do deputado Jenilson Leite (PCdoB) nesta luta junto ao Instituto Nacional de Seguro Social.

No mês de março deste ano, os gestores tinham assinado um memorando para a realização dos primeiros procedimentos que são necessários para a instalação do posto na cidade.

Com a instalação do posto de atendimento, o INSS disponibilizará na área de operacionalização de requerimento de serviços, tais como: benefícios (salário maternidade, aposentadoria por idade, aposentadoria por tempo de contribuição, pensão por morte, auxílio reclusão, auxílio doença, benefício assistencial ao idoso e ao portador de deficiência, e certidão por tempo de contribuição). Pelo acordo o órgão também emitirá extratos CNIS, dentre outros serviços que é feito nas agências do órgão em todo o país.

A cidade de Jordão é uma das quatro isoladas do Acre, sendo possível acesso apenas por via fluvial ou aérea. Quando um cidadão precisa de algum tipo atendimento do INSS, tem que se deslocar para o município vizinho ( Tarauacá), gerando um custo enorme para os munícipes, cuja economia é baseada no pagamento do funcionalismo público ou dos programas sociais.

Para o deputado Jenilson Leite, a atuação do INSS de forma definitiva no município é de fundamental importância, pois as pessoas que precisam desse atendimento tinham que se deslocar para Tarauacá, e muitas vezes não conseguem e retornam ao município apenas com o prejuízo, principalmente a população indígena que tem dificuldade de comunicação.

Para o prefeito Élson Farias, que conhece de perto a dificuldade que os jordanenses têm para se deslocar até a cidade vizinha em busca de conseguir o benefício junto ao INSS, é uma das maiores conquistas de seu mandato, porque facilitará a vida de milhares de jordanenses que necessitam dos benefícios do governo federal.

Elias Evangelistas, gerente do executivo do INSS no Acre, pondera que a parceria com o município torna o Órgão mais acessível aos moradores das comunidades longínquas, afirmando que o esforço do deputado e do prefeito foram fundamentais para celebração do acordo.

O vereador Roberto Rodrigues salientou que este acordo é uma grande conquista para o município, principalmente as pessoas que vivem na zona rural, uma vez que os serviços serão ofertados na própria cidade, facilitando a vida da população local.

Propaganda

Destaque 7

Laudo confirma que água de gabinete de prefeito estava contaminada com soda cáustica

Publicado

em

FOTO: G1 - ACRE

Ao menos parte do mistério envolvendo a suposta tentativa de envenenamento registrada há uma semana na Prefeitura de Manoel Urbano chegou ao fim. O laudo pericial da apontou que a água encontrada na geladeira do gabinete da prefeitura tinha hidróxido de sódio, ou seja, soda cáustica.

FOTO: G1 – ACRE

O delegado Rêmulo Diniz, responsável pela investigação, contou, nesta semana, que foi solicitado um exame amplo para identificar qual substância teria sido usada para contaminar a água, já que a polícia não tinha certeza de que produto seria. Na sexta-feira, o resultado do exame feito pelo Instituto de Análise Forense foi entregue a Polícia Civil.

Entenda o caso

Na quarta-feira, 6, o prefeito de Manoel Urbano, Tanízio Sá, acionou a polícia para que investigasse uma tentativa de envenenamento que ele acredita ter sofrido. Contudo, a vítima foi uma servidora da prefeitura que ingeriu a água que estava na geladeira do gabinete do prefeito.

O envenenamento se deu quando a funcionária, que não teve o nome divulgado, bebeu a água que estaria com algum produto que a fez passar mal. A servidora foi encaminhada ao hospital do município.

Na ocasião, câmeras de segurança da parte interna e externa da prefeitura foram consultadas para verificar possíveis suspeitos.

No dia seguinte, quinta-feira, 7, o prédio da administração municipal foi invadido durante a madrugada. De acordo com depoimento do prefeito a reportagem do ac24horas, do local foram furtados um notebook, que ele utilizada para os serviços relativos à prefeitura, tais como a folha de pagamento dos servidores e ainda o HD das câmeras de segurança do local.

Tanízio Sá disse, na época, que o fato não o deixava abatido. “Uma coisa que não tenho na minha vida é medo. Vim para cá com um propósito e vou cumprir minha missão, doa em quem doer. Estou firme. Vou continuar o que tenho que fazer. Quem fez isso vai ser penalizado”, declarou o prefeito.

O prefeito cogitou que as ações poderiam ser uma tentativa de intimidá-lo, tendo em vista que, recentemente, ele demitiu servidores contratados por meio de concurso público alegando superfaturamento na folha de pagamento do município. A situação, de acordo com a gestão, estaria ferindo a lei de responsabilidade fiscal.

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.