Conecte-se agora

Polícia prende seis pessoas em cumprimento de mandados judiciais em Xapuri

Publicado

em

Nas primeiras horas desta quinta-feira, 13, a Polícia Civil do Acre (PC/AC), por meio das Delegacias do Alto Acre, cumpriu seis mandados de prisão, oriundos da “Operação Lótus”, a qual investiga suspeitos de integrarem organizações criminosas e por tráfico de drogas.

O processo investigativo durou cerca de 30 dias em levantamentos que possibilitaram a identificação de pessoas envolvidas em organização criminosa e tráfico de drogas.

Durante a ação da PC, foram presos Francisco Alves Araújo – 35, Romes Ferreira da Silva – 23, Neilson Alves da Silva – 19, Pedro Pereira dos Santos – 52, Felipe Souza Mota – 24, Alan Gomes da Silva – 22 anos.

De acordo com o delegado Karlesso Nespoli, coordenador da Regional do Alto Acre, os suspeitos já foram ouvidos e conduzidos ao presídio Francisco d’Oliveira Conde.

“Essa é uma ação da Polícia Civil aqui na Região do Alto Acre que visa dar continuidade ao trabalho investigativo e lograr êxito nessas prisões”, disse Karlesso.

Todos os presos já respondem processos na justiça por tráfico de drogas e participação em organização criminosa.

Propaganda

Cotidiano

Município de Brasileia é responsabilizado por tombamento de veículo em cratera

Publicado

em

A 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais negou provimento à apelação do Município de Brasileia, acerca de responsabilidade sobre acidente, em razão de cratera localizada em via, na qual eram realizadas obras.

De acordo com os autos, comprovou-se a ausência de sinalização e o estreito espaço para passagem de veículo, que deixou clara e a omissão do Ente Público. Deste modo, a Administração descumpriu o seu dever legal de realizar os serviços necessários de reparo e manutenção de suas vias, ou, de ao menos realizar a sinalização, caso não pudesse concluir seu trabalho.

Em razão da falha municipal, ocorreu tombamento do veículo do autor e escoriação dos passageiros, por isso foi mantida a condenação de pagar R$ 5 mil de indenização por danos morais. A prefeitura também foi responsabilizada pelos danos materiais, que foram comprovados nos autos, no montante de R$ 8.904,99.

Em votação unânime, a sentença do Processo n°0701126-41.2017.8.01.0003 foi mantida pelos juízes membros da 1ª Turma Recursal do Tribunal de Justiça do Estado do Acre: Nonato Maia, que foi o relator, Maha Manasfi e José Wagner.

A decisão foi publicada na edição n° 6.294 do Diário da Justiça Eletrônico (pág. 13), da última quarta-feira (13).

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.