Conecte-se agora

PF faz buscas na casa de candidato em Brasiléia; suspeita é de compra de voto

Publicado

em

A Polícia Federal fez buscas na manhã desta quinta-feira, dia 13, na casa do candidato a deputado estadual pelo Progressistas, Joaquim Lyra, após uma denúncia de suposta compra de voto. Após as buscas na residencias, o candidato prestou depoimento na sede da PF em Epitaciolândia. O valor da suposta quantia não foi divulgado.

“Eu não fui conduzido. Eu vim no meu carro. Acordei hoje de manhã com a chegada da Polícia Federal por uma denúncia de compra de voto. Foram até a minha residencia e procuraram tudo com o mandado dado por um juiz, e após averiguada a minha casa, eu só tenho R$ 350,00, e me chamaram para vir aqui, cumprir com meu dever de cidadão”, diz Lyra.

Mas fontes enviaram ao ac24horas imagens e áudios que sugerem a compra de voto por parte de Lyra. O caso é tão grave que a polícia judiciária pode inclusive pedir a prisão do político nos próximos dias. A Polícia Federal não comentou a ação na casa de Joaquim Lyra.

Ouça o audio do whatsapp

Na gravação, ele diz que tem R$ 300 mil para “pagar lanche” aos cabos eleitorais dele, e vai além, dizendo que o valor servirá para colocar “a campanha na rua”. A mensagem, enviada pelo whatsapp vazou e colocou o candidato em maus lençóis. A fala vai na contramão do que ele disse nesta quinta, ao afirmar que só tem R$ 350,00.

“Eu tô aqui na casa de um amigo meu aqui, separando R$ 300 mil que é para a partir de segunda-feira eu começar a acolocar a campanha na rua. E quando eu falo colocar a campanha na rua é colocar a campanha na rua, não é conversa fiada não. Esses R$ 300 mil aqui é para pagar o lanhe dos meus cabos eleitorais”, falou no áudio.

O ac24horas não conseguiu contato com a Defesa do candidato.

Propaganda

Destaque 2

Gladson brinca com situação de queimadas: “vai eu, o Rocha e o Coutinho apagando o fogo”

Publicado

em

Como já é de costume, cada solenidade protagonizada pelo Governador Gladson Cameli é uma pérola solta no ar. Na manhã desta sexta-feira, 23, não foi diferente. Em visita a Secretaria de Justiça e Segurança Pública do Acre (Sejusp), durante café da manhã, ele ironizou o assunto do momento no país e no mundo inteiro: queimadas na Amazônia.

Ao mencionar a chegada das 110 caminhonetes que servirão a segurança do estado, Cameli brincou: (…) no dia vou colocar uma atrás da outra, vou na frente puxando. Vou colocar os dois helicópteros um de um lado e do outro, o avião e no rebojo vai eu, o Rocha [vice-governador Major Rocha] e o Coutinho [ajudante de ordens do Corpo de Bombeiros] apagando o fogo”, disse aos risos. A ideia é fazer muito barulho, já que segundo ele, ainda “tem ‘nego’ duvidando, achando que é mentia, então vai ser barulho, vai ser confusão”.

As declarações irônicas do governador vão de encontro à situação de alerta comentada por vários países acerca da incidência de queimadas na Amazônia Legal. Inclusive, nesta sexta, 23, o governo do Acre decretou estado de emergência devido ao período de estiagem no estado e ao número de queimadas.

Relação de confiança

Na mesma ocasião, Cameli afirmou que confia nos profissionais da Segurança Pública. “Temos pesquisas internas que comprovam que as pessoas estão gostando da atuação de todos vocês e quero dizer que este trabalho precisa ser feito em união com todos os órgãos que integram a Segurança Pública para que possamos enfrentar os desafios e restabelecer a paz paras as famílias acreanas”, disse o governador.

Segundo o chefe do Executivo, levantamentos oficiais já apontam a redução de 35,4% no número de assassinatos no primeiro semestre de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado.

Continuar lendo

Acre

Tatuador casado é denunciado por assediar clientes em Rio Branco

Publicado

em

Pelo andar da carruagem o bonde parece já estar andando sobre o assédio do profissional de tatuagem com clientes em seu estúdio na cidade de Rio Branco. Em menos de 24 horas, já apareceram outras vítimas.

ENTENDA O CASO

***O dia ainda nem completou suas 24 horas, e meu direct no instagram já está bombando de novas vítimas do profissional (que pelo visto não tem nada de profissional), com relação a assédio sexual.

Na semana que se passou duas das vítimas me relataram com riqueza de detalhes como o tatuador faz esse tipo de assédio em suas clientes. As vítimas em questão me afirmaram que é só uma questão de alguém denunciar ou deixar um alerta para que apareçam vítimas do tatuador. E não é que apareceu mesmo.

COMO O TATUADOR AGE

***O mesmo não se importa se a vítima e casada ou tem namorado. Até o momento que escrevia está coluna, não havia informação de assédio em menores de idade. E caso apareça a coisa deve ficar seríssima.

As vítimas sempre relatam a mesma forma de agir do tatuador, que ao término do trabalho, pede uma foto com ele para fazer divulgação do seu trabalho nas redes sociais. E nesse momento que os relatos ficam mais íntimos, pois as vítimas que entraram em contato via direct do instagram, relatam quase o mesmo tipo de situação.

“No momento eu achei que ele iria tirar a foto somente da tatuagem, ou ao meu lado com a tatuagem a mostra. Mas ele me agarrou por trás e ficou bem próximo. Na hora não me toquei, num súbito de entendimento da situação sai bruscamente e não aceitei tirar a foto.” – relata uma das vítimas.

NOVAS VITIMAS

***O Fato já deve começar a ser investigado com o surgimento de possíveis novas vítimas que se sentirem molestadas ou assediadas pelo tatuador ou por qualquer outro profissional da cidade.

Vale ressaltar que o tatuador tem esposa, filhos, mas na hora do assédio, ele não leva isso em consideração, sendo que esse tipo de ato ´da CADEIA. Sempre que for usar esse ou qualquer tipo de serviço, se informe antes, não acredite somente em fotos na internet, ou somente em indicação de blogueiras e afins.

ASSÉDIO É CRIME, se você passou por isso DENUNCIE.


Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do ac24horas.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.