Conecte-se agora

Juiz confirma que não há nenhum deputado envolvido em esquema

Publicado

em

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre, Ney Amorim, divulgou nota no início da tarde desta quinta-feira, 13, informando que recebeu com surpresa um ofício do Gabinete do Juiz Federal Herley da Luz Brasil, informando sobre a deflagração da Operação Hefesto que apura possíveis ilícitos praticados por uma empresa de publicidade prestadora de serviços da Assembleia Legislativa.

“Tranquiliza-nos saber, conforme expressamente consignado no Ofício e nas manifestações da Superintendência da Polícia Federal, que não foi constatado nenhum envolvimento de qualquer dos Deputados que compõem esta Casa, fato que só corrobora minha certeza quanto a honra e seriedade com que se portam todos os Deputados Estaduais que servem nosso povo nesta legislatura, homens e mulheres que honram o Parlamento Acreano”, informa o presidente da Assembleia.

Ney afirma ainda que situações desta natureza “nos entristecem e só reafirmam nossa certeza quanto à necessidade de contínuo desenvolvimento e implementação de ferramentas de aperfeiçoamento da gestão pública. Além disso, operações desta natureza demonstram a importância da atuação séria e isenta dos órgãos de controle, especialmente da Polícia Federal, conduta fundamental para o amadurecimento de uma genuína República. Não posso fazer julgamentos precipitados, é preciso respeitar o direito das pessoas que lamentavelmente se veem envolvidas nesta situação de apresentar os esclarecimentos pertinentes”.

O presidente convocou reunião com os parlamentares da casa para compartilhar as informações e informar toda a sociedade que determinou que a Procuradoria Jurídica da Assembleia Legislativa oriente a mesa diretora quanto a todas as providências que devem ser adotadas para as devidas apurações no âmbito externo.

 

Propaganda

Destaque 6

Governo aperta o cerco contra o trabalho infantil no Acre

Publicado

em

Termina neste sábado, 20, em Porto Walter, o monitoramento das ações estabelecidas no plano de ação recomendado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em decorrência do alto índice de trabalho infantil no município.

Essa mesma ação deve ocorrer nos outros municípios da região do Vale do Juruá, já que também há ocorrência de trabalha infantil, principalmente em casas de farinha.

Para o coordenador Estadual do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), Elissandro Freitas, atuações como essa são importantes para solucionar a grave problemática do trabalho infantil que priva crianças e adolescentes da possibilidade do pleno desenvolvimento, de sonhar com um futuro melhor, de romper com o ciclo da pobreza.

“É fundamental o envolvimento de toda sociedade para romper talvez o maior obstáculo: o fator cultural. Quando se vê uma criança em situação de pobreza a sociedade tende a enxergar apenas dois caminhos, o da ‘criminalidade’ ou do trabalho. É necessário enxergar e lutar pela terceira via, a via do acesso a políticas públicas de qualidade que venham garantir direitos como educação, cultura, esporte, lazer, educação, saneamento, trabalho e renda”, ressaltou Elissandro Freitas.

O grande desafio para o estado e os municípios é chegar na zona rural, onde a incidência de trabalho infantil é maior. “Um dos maiores desafios é alcançar a zona rural onde há a maior incidência de trabalho infantil e a falta de oportunidades devido à distância e o acesso extremamente difícil”, destaca a secretária Municipal de Assistência Social de Porto Walter, Marinete Cunha.

 

Continuar lendo

Destaque 6

Ouvinte de 65 anos volta a procurar rádio no interior do Acre à procura de companheira

Publicado

em

Valdenir dos Santos tem 65 anos e é um antigo ouvinte amigo dos funcionários da Rádio Nova Era FM, localizada no município de Tarauacá. A intimidade fez com que ele ficasse conhecido pelo apelido de “Seu Fã”. Há exatamente um ano, ele se casava com a companheira que conhecera através do rádio. Com o fim do casamento, ele voltou a procurar a emissora para encontrar uma nova esposa.

Seu Fã começou a procurar uma parceira em 2016, quando anunciou no rádio que queria “uma coroa enxuta, que tenha bons costumes, para eu amar e ser amado”. Foi então que apareceu uma pretendente de Cruzeiro do Sul em 2018 e se casaram.

Infelizmente, o ouvinte ficou viúvo e decidiu procurar a rádio novamente este ano para encontrar uma nova companheira para compromisso matrimonial. No ar, ele diz que sua preferência é por mulher acima dos 40 anos, que não tenha vício e seja carinhosa.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.