Conecte-se agora

Em ato, professores e servidores da Educação sinalizam apoio à candidatura de Marcus Viana

Publicado

em

O candidato a governador do Acre pela Frente Popular, Marcus Alexandre Viana (PT), recebeu, em um ato que reuniu mais de três mil servidores da educação, entre professores e colaboradores, o reconhecimento pelos dados divulgados pelo Ministério da Educação que colocam Rio Branco como a terceira melhor capital do país no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

No encontro entre os educadores e os candidatos da Frente Popular do Acre (FPA), Marcus recebeu um documento elaborado pelos profissionais da educação com propostas para a área.

Janaína Vale, gestora da Escola Municipal Anice Dib Jatene, recordou tempos antes dos governos petistas vividos na educação pública acreana. “Antes da Frente Popular, a Educação no Acre era caótica. Nós, professores, não éramos valorizados, tanto na questão salarial quanto pedagógica. Passávamos meses com nossos salários atrasados, mas que não padecemos mais desde o ingresso da FPA no governo”, observou.

Segundo Janaína, além de salários atrasados, os professores eram mal remunerados e não tinham material didático para lecionar. “Esse período é algo que jamais quero reviver. Como filha de professara, sofri muito. Não tínhamos crédito na praça, passamos cinco meses sem receber e quando recebíamos ainda era atrasado. Não tinha merenda e nem livros didáticos nas escolas”, frisou a diretora.

Marcus Alexandre agradeceu o carinho e empenho dos profissionais e reafirmou seu compromisso com a educação do Acre. “Recebo este documento elaborado pelos educadores como um compromisso de vida, de continuar trabalhando para que a educação seja prioridade na gestão pública. Com planejamento, trabalho e parceria continuar investindo nessa área importante para o presente e futuro do nosso Estado”, salientou.

Em seu plano de governo União e Inovação, o candidato destacou as políticas públicas de educação que pretende consolidar no Estado – reduzir a evasão escolar, com busca ativa dos alunos e criação de equipes multidisciplinares específicas; ampliar o ensino superior para todos os municípios, nas modalidades presencial e à distância; fortalecer o programa ‘Quero Ler’ como estratégia de redução continuada do analfabetismo de jovens e adultos, entre outras metas.

O encontro contou com a presença dos candidatos Léo de Brito, Daniel Zen, Cláudio Ezequiel, Perpétua Almeida, Edvaldo Magalhães e da prefeita de Rio Branco, professora Socorro Neri, entre outras lideranças políticas acreanas. Os candidatos ao Senado Jorge Viana (PT) e Ney Amorim (PT) também estiveram presentes.

Propaganda

Acre 01

Professores e estudantes fecham terminal em protesto contra demissões e fechamento de turmas

Publicado

em

Como prometeram durante o dia, professores com contratos provisórios e estudantes da Educação de Jovens e Adultos deixaram a volta para casa dos moradores de Rio Branco um pouco mais difícil.

O protesto contra o fechamento de turmas do EJA e as demissões, que segundo a Secretaria de Educação, Esporte e Cultura são necessárias para que o Acre cumpra com o que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal que regulamenta o gasto com pessoal, fechou o Terminal Urbano de Rio Branco.

Os manifestantes, de forma pacifica, fizeram um cordão humano e impediram a entrada dos ônibus no Terminal durante cerca de meia hora. O trânsito ficou complicado e congestionou o tráfego de veículos no centro da capital acreana.

Continuar lendo

Cotidiano

DPE do Acre realiza últimos preparativos para o projeto: “Defensores do Futuro”

Publicado

em

Previsto para ser lançado no mês de setembro deste ano, o projeto: “Defensores do Futuro” é direcionado para menores em situação de vulnerabilidade e contemplará 32 alunos, com idades entre 11 e 15 anos, da Escola Estadual Serafim da Silva Salgado, localizada na comunidade da Sobral, em Rio Branco.

Com duração de 2 anos, o projeto inovador em âmbito estadual e nacional, é uma iniciativa da Defensoria Pública do Estado do Acre (DPE/AC), com parceria da Faculdade da Amazônia Ocidental (FAAO) e do governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Cultura e Esportes (SEE).

O projeto visa trabalhar junto às escolas, desenvolvendo ações voltadas para os alunos, professores, pais ou responsáveis e, dessa forma, contribuir com o processo de construção de um futuro melhor para as crianças.

As atividades práticas que compõe a programação do projeto já tiveram início nos dias 21 e 22 de agosto. O projeto é formado por quatro etapas: Diagnóstico, Plano de Ação, Educação em Direitos e Formação dos Alunos, além do acompanhamento contínuo na área social, psicológica e jurídica.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.