Conecte-se agora

Rio Branco registrou calor de 35, 8 graus nesta terça, informa pesquisador Davi Friale

Publicado

em

Pelo quinto dia consecutivo, o Acre registrou recordes de calor de 2018. Agora foi a vez de Rio Branco, novamente, com 35,8ºC, a maior temperatura do ano, até o momento, registrada às 14h de terça-feira (11/9/2018), pela estação meteorológica da REDEMET, no aeroporto da cidade, informou o pesquisador meteorológico Davi Friale.

O recorde anterior, deste ano, na capital, havia ocorrido dois dias antes, no domingo, com máxima de 34,9ºC, na mesma estação meteorológica da REDEMET.

Logo após o registro do calor intenso na terça-feira, um temporal atingiu Rio Branco, com ventos de 52km/h, no aeroporto (REDEMET), e 41km/h, no início da Transacreana (INMET).

Chuvas fortes, com raios e fortes ventanias, ocorreram nos municípios de Porto Acre e Bujari, assim como em vários bairros de Rio Branco. Muitas pessoas relataram queda de granizo intenso.

CALOR DIMINUI E CHUVAS AUMENTAM

Pulsos úmidos do Atlântico avançam da direção do Acre e provocam chuvas fortes, com raios, ventanias e queda pontual de granizo, pelo menos até a próxima segunda-feira (17/9/2018). Assim, o calor diminui, mas aumenta a sensação de tempo abafado, nos próximos dias, já a partir desta quinta-feira.

Alerta, portanto, de fortes temporais, nestes dias no Acre, no Amazonas, em Rondônia, em Mato Grosso (oeste, noroeste, norte e nordeste mato-grossense), Bolívia (centro, noroeste, norte e nordeste) e Peru (região de selva).

O tempo vai continuar quente nos próximos dias, mas o calor diminui devido à formação de muitas nuvens de chuva na região.
Durante esta semana, principalmente a partir de sexta-feira, chove, também, em áreas de Goiás e do Distrito Federal e na maior parte de Mato Grosso, aumentando, portanto, a umidade relativa do ar da região.

Propaganda

Destaque 2

Decreto de Gladson cede petista Marcus Viana para prestar serviço por dois anos ao TJ

Publicado

em

Foi publicado na edição desta segunda-feira, 18, do Diário Oficial do Estado, o decreto assinado pelo governador Gladson Cameli (Progressistas), cedendo o engenheiro civil Marcus Viana, ex-prefeito de Rio Branco e candidato petista derrotado nas eleições ao governo do Acre em 2018, para prestar serviços no Tribunal de Justiça do Acre pelo período de dois anos, com ônus para o Estado. O documento não revela que função Viana ocupará no judiciário.

Marcus, que é servidor de carreira da Secretaria de Estado de Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano – Seinfra, no início do ano, havia negado essa hipótese de ser cedido para o TJ. Segundo apurou o ac24horas, a idéia é que Marcus evitasse desgaste com atual de gestão do Estado por ter sido candidato o principal opositor de Gladson Cameli no ano passado.

O ex-prefeito de Rio Branco estava de férias desde que foi derrotado nas eleições de 2018 e voltou ao trabalho na Seinfra em janeiro deste ano. Marcus teria articulado sua saída temporária da Secretaria junto ao Desembargador-Presidente do TJ, Francisco Djalma, de quem é amigo próximo.

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.