Conecte-se agora

Celebrado neste sábado (8), Dia Internacional da Alfabetização 2018 destaca novas habilidades

Segundo a UNESCO, tema reflete sobre impactos das inovações tecnológicas no aprendizado

Publicado

em

Neste sábado, 08 de setembro, a educação é destaque no mundo inteiro devido ao Dia Internacional da Alfabetização, instituído em 1966, durante a 14ª Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO). Celebrada há 51 anos, a data tem como tema deste ano a “Alfabetização e desenvolvimento de habilidades”, com destaque para o impacto das constantes inovações tecnológicas no processo de aprendizagem.

De acordo com a UNESCO, as aptidões tradicionais de letramento (alfabetização) e numeramento (educação matemática) são insuficientes no cenário de transformações intensas. “Acessar a aprendizagem ao longo da vida, aproveitar as vias entre diferentes formas de formação e se beneficiar de mais oportunidades para mobilidade tornou-se, portanto, indispensável”, destaca a organização. Simultaneamente, ressalta que trata-se de um desafio preparar jovens e adultos para empregos que passam a demandar novas habilidades ligadas inclusive às Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC).

Os números relativos à alfabetização mundial chamam a atenção e geram reflexões sobre a comemoração da data em todo o mundo. Atualmente, são mais de 750 milhões de jovens e adultos sem saber ler e escrever. Mulheres correspondem a 505 milhões do total. Já entre crianças e adolescentes, 617 milhões não desenvolveram aptidões mínimas e mais de 260 milhões não possuem matrícula em instituições de ensino.

Ideb e a alfabetização

Na última segunda-feira, 03 de setembro, mesma semana da comemoração do Dia Internacional da Alfabetização, os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) foram divulgados. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 71,5% das escolas (131,6 mil) oferecem alguma etapa do ensino fundamental.

Os anos iniciais do ensino fundamental são ofertados por 115,4 mil escolas e têm 15,5 milhões de alunos. Nesta etapa, o Ideb alcançou 5,8 pontos – um total de 0,3 acima da meta estipulada. Apenas o Amapá, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul não obtiveram a nota necessária.

Já nos anos finais, são 12 milhões de matrículas. No Ideb, foram alcançados 4,7 pontos em 2017. Apesar de 23 unidades federativas melhorarem o desempenho, apenas sete cumpriram a meta: Rondônia, Amazonas, Ceará, Pernambuco, Alagoas, Mato Grosso e Goiás.

O ensino médio é oferecido em 28,6 mil escolas no Brasil, com 89,7% localizadas na zona urbana e 10,3% na zona rural. Ao todo, foram realizadas 7,9 milhões de matrículas, com 77,4% no período diurno (matutino e vespertino). Nesta etapa da educação básica, o Ideb cresceu 0,1 ponto e alcançou 3,8 pontos em 2017. O número ficou distante da meta estipulada (4,7) para o respectivo ano.

Propaganda

Acre 01

Bittar atende reivindicação de empresários e garante término da ponte sobre o Rio Madeira

Publicado

em

Preocupados com o andamento da construção da ponte sobre o Rio Madeira, em Rondônia, a classe empresarial do Acre buscou apoio junto ao senador Márcio Bittar (MDB) esta semana após receberem o relatório de visita técnica que apresentava a falta de R$ 23 milhões para a conclusão da obra.

A ponte, que tinha previsão para ser entregue ainda em 2019, só deve ser inaugurada em 2020. “Recebi uma delegação de empresários e membros da Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac) na terça-feira, 11, pois estavam eles estavam temerosos com a notícia de que não havia orçamento da União, nem rubrica, garantido dinheiro para terminar a ponte sobre o Rio Madeira”, explica Bittar.

Foi então que o parlamentar procurou informações junto ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para saber o que de fato ocorreu. “O pior não aconteceu, porque existe a rubrica. Se não tivesse, seria bem mais complicado. Inicialmente só tinha R$ 1 milhão liberado para o término da obra, o que é pouco, e assim realmente faltava R$ 23 milhões”.

Contudo, nesta quinta-feira, 13, o senador recebeu uma ligação do DINIT garantindo que o próprio governo já conseguiu mais R$ 15 milhões para a obra. “Então fica faltando somente R$ 7 milhões. Mas já fiz um ofício solicitando e, no primeiro semestre do ano que vem, com apoio dos demais, vamos conseguir liberar”, salienta.

Bittar diz que entende a preocupação dos empresários acreanos. “Mas já está tudo certo, o resto a gente vai conseguindo”. Segundo o parlamentar, outra situação que estava se tornando um problema era a dúvida se a parte final da ponte que falta construir precisaria de uma nova licitação. “Essa dúvida já resolvemos na audiência que tive com o ministro [da Infraestrutura], o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL) e os técnicos do Dnit, que já disseram que não vai precisar fazer nova licitação, apenas um aditivo”, conclui o parlamentar.

A obra da ponte que finalmente ligará o Acre ao restante do país pela BR-364 começou em 2014 e é um dos maiores desejos dos acreanos. Já foram investidos mais R$ 130 milhões na construção.

Continuar lendo

Cotidiano

Polícia prende ex-padrasto e mãe que levava a filha para ser abusada por dinheiro

Publicado

em

Agentes da Polícia Civil de Acrelândia deram cumprimento a dois mandados judiciais de prisão preventiva e prenderam nesta quinta-feira (12) a mãe Clotilde Brana Damasceno e o ex-padastro Sebastião Porfírio, eles são suspeitos de abusarem de uma criança de 11 anos. As prisões aconteceram no Centro do município de Acrelândia e no Distrito de Vista Alegre do Abunã, no Estado de Rondônia.

De acordo com o Delegado Samuel Mendes, coordenador da delegacia, responsável pelo inquérito policial, o ex-padrasto Sebastião começou a abusar da criança quando ela tinha 8 anos, vindo na época a ser a denunciado na justiça e receber um mandado judicial para não se aproximar da vítima.

Após alguns meses Sebastião voltou a se aproximar da mãe da criança e com a sua ajuda começou a abusar da vítima, assim desobedecendo a ordem judicial.

Segundo o Delegado Mendes, o Padastro oferecia dinheiro para a criança e a própria mãe o levava ao apartamento do criminoso. Mendes informou ainda a reportagem do ac24horas, que a vítima chegou a relatar em depoimento que Sebastião a abraçava, beijava e passava as mãos em todo o corpo da criança.

“O padrastos abusava da criança, a mãe levava para o apartamento dele, ela colocou a criança em uma situação de risco, essa mãe sabia que o ex-padrasto não poderia se aproximar da vítima, ele foi acusado de abusar dela quando tinha 8 anos”, disse o delegado.

Em depoimento, a mãe Clotilde negou ter conhecimento dos abusos sexuais, contrariando o depoimento da própria filha, que afirmou que diversas vezes foi levada ao apartamento do ex-padrasto.

Diante do fatos, foi decretada a prisão preventiva da mãe e do ex-padrasto pela Justiça do município de Acrelândia, com o parecer do Ministério Público, pelo crime de estupro de vulnerável.

Clotilde e Sebastião foram encaminhados à delegacia de Plácido de Castro e estão a disposição da justiça.

Com informações do site Acrelândia News

Continuar lendo
Propaganda
Propaganda

Mais lidas